Templates by BIGtheme NET
Início » Seia (Pagina 5)

Seia

Quercus atribuiu galardão Qualidade de Ouro a 5 praias desta região

Foram divulgadas as praias com Qualidade de Ouro para a época balnear de 2021 , pela Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza e, claro em toda a  Beira Interior, são 22 as praias a conseguir este galardão, onde a qualidade da água balnear é importante.

Assim o Vale do Rossim (Gouveia), Lapa dos Dinheiros e Loriga (Seia), Valhelhas (Guarda),  Relva da Reboleira (Manteigas) são as que merecem esse galardão desta região.

Dia Municipal do Bombeiro no concelho de Seia

Vai ter lugar no dia 16 de maio o Dia Municipal do Bombeiro, numa iniciativa do Município de Seia, em parceria com as três corporações de bombeiros do concelho (Loriga, São Romão e Seia), as  comemorações este ano centralizadas no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Loriga.
A homenagem municipal aos bombeiros do concelho foi institucionalizado em 2017 e pretende afirmar o papel desempenhado pelas várias corporações na sociedade e aproximar a população aos bombeiros.

Germano Cardoso mantém-se como Presidente da Associação de Atletismo da Guarda

Recentemente teve lugar o ato eleitoral para escolher os órgãos
dirigentes da Associação de Atletismo da Guarda para o período de 2021-2024.
Este ato eleitoral, inicialmente previsto para setembro de 2020, acabou por ser adiado devido à pandemia, ao abrigo do disposto no Artigo 4o do Decreto-Lei n.o 18-A/2020.
O próximo mandato continuará a ter Germano Cardoso como Presidente da Direção mas à frente de uma equipa remodelada. Gonçalo Amaral e Ricardo Neves de Sousa anteriores Presidentes da Mesa da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal, respetivamente, transitam para Vice-Presidentes da Direção. Acompanham-nos Bruno Neves (Mesa da Assembleia Geral) Fábio Pinto (Conselho Fiscal), e Bruno Miguel Silva (Conselho Jurisdicional). Nuno Almeida, Hugo Fernandes e Diogo Crespo Loureiro são nomes novos em órgãos da Associação de Atletismo.
Em sentido contrário, Manuel Marques transita de Vice-Presidente da Direção para Presidente do Conselho Fiscal, tendo dois nomes novos para as posições de Secretários: Sónia Brito e Vitalino Vicente.
Lúcio Gil regressa às funções de Presidente da Mesa da Assembleia, posição que já desempenhou em mandatos anteriores, e conta a seu lado com José Manuel Lopes, que transita do mandato anterior, e Artur Assunção.
O Conselho Jurisdicional passa a ser presidido por Francisco Aguilar, acompanhado
de Joana Carvalho, que transita do mandato anterior, e Ricardo Almeida.
António Fragoso deixa as funções de Presidente do Conselho de Arbitragem tendo Henrique Figueiredo, anterior Tesoureiro da Associação, assumido essas funções com Vítor Gil e Lurdes Silva.
A revitalização da modalidade após a pandemia será o maior desafio que a próxima Direção se propõe a vencer.
Para tal conta estreitar os laços com os Atletas e com Clubes atualmente existentes, criando condições competitivas mais atrativas para a prática da modalidade principalmente ao nível das camadas jovens.
As relações institucionais com os Agrupamentos Escolares e com Municípios serão
outro pilar importante na estratégia, quer por forma a rentabilizar as infraestruturas
desportivas existentes no Distrito, bem como no fomento à criação de novos núcleos
de prática desportiva regular que possam captar atletas residentes em regiões que
ainda não estejam providas de enquadramento técnico.
A nível do quadro competitivo, a nova Direção e Conselho de Arbitragem
comprometem-se a manter a oferta em termos de campeonatos torneios distritais, bem
como a promover as provas clássicas do programa competitivo regional e a colaborar
com os Clubes e Municípios na realização das competições de sua iniciativa.
Os órgãos dirigentes agora eleitos manter-se-ão em funções durante o próximo ciclo
olímpico, até setembro de 2024.

CIMfonia ecoa por toda a Serra da Estrela com grandes espetáculos

Dezenas de espetáculos itinerantes em espaços inusitados e históricos na Serra da Estrel

A Guarda recebeu o primeiro concerto “Concerto do Dia da Europa” , na Sé Catedral da Guarda , neste domingo, com a Orquestra Filarmónica Portuguesa conduzida pelo maestro Osvaldo Ferreira e com a soprano Raquel Camarinha. Até novembro, os 15 municípios da Serra da Estrela e ainda os municípios de Foz Côa e Aguiar da Beira recebem vários concertos e músicos, entre os quais Júlio Resende, Rui Massena, Valéria Carvalho e IAN (finalistas do festival da canção RTP). Vão ainda estrear no CIMfonia as obras das compositoras Fátima Fonte e Ana Seara.

O CIMfonia é o primeiro grande evento de 2021 integrado nos projetos “Festival Cultural da Serra da Estrela, das Beiras e da Raia Histórica”, que visam promover a itinerância cultural no território, dando assim continuidade à iniciativa “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela”, criada entre 15 municípios e a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE).

Mas até novembro, todo o território será ‘palco’ para vários concertos icónicos em espaços inusitados e de elevado valor patrimonial, que integram o Festival Cultural da Serra da Estrela, das Beiras e da Raia Histórica – em castelos, ruínas romanas, num parque, num pelourinho, num povoado pré-histórico.

Serão vários os músicos e artistas convidados a atuarem nos 15 municípios que compõem a CIM-BSE e nos dois municípios convidados, Vila Nova de Foz Côa e Aguiar da Beira. De destacar as obras de Fátima Fonte e Ana Seara, encomendadas para o CIMfonia, e também a criação de obras que resultam da interação entre os artistas Rui Massena, IAN, Filipe Raposo, Júlio Resende e jovens músicos da bandas filarmónicas e escolas de música da regiãoOs artistas, a população local e as associações “são decisivos para criarmos uma primeira edição de sucesso do CIMfonia esperamos assim que esta e outras iniciativas estimulem novas ideias e a desejada transformação para as futuras gerações”, justifica o maestro e curador do CIMfonia, Osvaldo Ferreira. Sob a égide do “apelo do interior”, esta iniciativa pretende “através das artes, criar laços orgânicos com a terra, com o passado, na tentativa de proporcionar a melhoria da qualidade de vida nesta região”, concretiza Osvaldo Ferreira.

Depois da estreia do CIMfonia a 9 de maio na Guarda, no dia 28 de maio o Toy Ensemble visita o Castelo de Trancoso com os “Autos das Barcas de Gil Vicente”; a 10 de junho, em Gouveia, atuam João Barradas e o Quinteto de Cordas da Orquestra Sinfónica de Gouveia; a 20 de junho Belmonte recebe Drumming Grupo de Percussão; a 26 de junho, Pinhel conta com a prestação de Júlio Resende, Valéria Carvalho e solistas das Bandas Filarmónicas de Pinhel e Pínzio; a 6 de julho em Figueira de Castelo Rodrigo e dia 30 de julho, em Celorico da Beira, será a vez do concerto do Toy Ensemble; a 31 de julho no Fundão atuam Les Secrets des Roys. No mês de agosto a IAN e a Filarmónica de Manteigas marca presença dia 13 em Manteigas; dia 27 em Fornos de Algodres sobem ao palco do CIMfonia Filipe Raposo e Rita Mariadia 28 no Pelourinho de Aguiar da Beira atua Valéria Carvalho. O mês de setembro terá os seguintes concertos: Covilhã recebe dia 4 o maestro Rui Massena a solo no piano; Mêda a 9, Sabugal a 10 e Seia a 11 e dia 12 em Foz Côa do mesmo mês terão em palco a Orquestra Académica Filarmónica Portuguesa. O último concerto desta iniciativa acontecerá no dia 21 de novembro em Almeida com a atuação do Rare Folk.

O CIMfonia é o culminar de todo um trabalho de cooperação e de construção de sinergias entre 15 Municípios e a CIM-BSE numa estratégia clara de afirmação cultural, de visibilidade e notoriedade externa do território e de divulgação de todo o seu potencial turístico e económico constante do projeto geral “Festival Cultural da Serra da Estrela, das Beiras e da Raia Histórica“.

O CIMfonia está diretamente associado à candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027 e ao compromisso conjunto assumido por 18 parceiros: a CIM-BSE, os 15 Municípios da região das Beiras e Serra da Estrela e ainda os Municípios de Vila Nova de Foz Côa e de Aguiar da Beira na implementação de uma estratégia e plano de ação que contribua para fortalecer o posicionamento da candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura.

Os Festivais “Cultural da Serra da Estrela”, “Cultural das Beiras” e “Cultural da Raia Histórica” são cofinanciados pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Largadas do parasitoide Torymus sinensis na área da CIMBSE

A CIM-BSE iniciou as largadas do parasitoide Torymus sinensis, em toda a área de intervenção com o objetivo de diminuir o grau de infestação do agente biótico Dryocosmus kuriphilus, vulgarmente conhecido por vespa das galhas do castanheiro que se encontra em grande expansão em Portugal, pondo em risco a produção da castanha e a sua rentabilidade económica, já verificadas noutros países.

Numa candidatura conjunta ao PDR2020, no âmbito da Operação 8.1.3 “Prevenção da floresta contra agentes bióticos e abióticos”, enquadrada no sistema florestal do Castanheiro, para dez dos quinze municípios que integram o território, tem como objetivo a luta biológica contra a vespa das galhas do castanheiro (Dryocosmus kuriphilus), e será executada ao longo de 3 anos.

São parte integrante desta candidatura os municípios de Celorico da Beira; Fornos de Algodres; Gouveia; Guarda; Manteigas; Mêda; Pinhel; Sabugal e Trancoso pertencentes ao distrito da Guarda e o município da Covilhã pertencente ao distrito de Castelo Branco.

Este ano pretende-se realizar 311 largadas distribuídas pelos municípios que integram a candidatura.

Programa SeiaConsigo reforçado

Apoios municipais para empresas e famílias

Foi aprovada uma verba de 150 mil euros, pelo Município de Seia para reforçar o Programa SeiaConsigo, lançado no ano transato para atenuar os impactos da pandemia de Covid-19.

As novas medidas já estão em vigor e visam auxiliar os agentes económicos na retoma das suas atividades e minorar o abalo que se faz sentir na atividade económica.

Segundo, o Presidente da Câmara Municipal, Filipe Camelo, este apoio extraordinário direcionado ao relançamento da economia do Concelho faz sentido numa altura de regresso, por forma a apoiar as empresas, particularmente as microempresas, em condições muito frágeis de tesouraria para solver os compromissos de curto prazo, devido aos baixos níveis do consumo, produção e investimento, garantindo por esta via que os estabelecimentos se mantenham abertos e que os respetivos postos de trabalho sejam assegurados.

Esta nova geração de apoios assenta em dois eixos: uma segunda edição do programa Compre(em)Seia e um apoio único de até 400€ para empresas com quebras de faturação iguais ou superiores a 15%.

À semelhança da primeira edição do programa (2020), que permitiu injetar na economia e nas famílias 75.000 euros em compras no comércio local, o Compre(em)Seia é desenvolvido pelo Município, em parceria com a Associação Empresarial da serra da Estrela e o CLDS 4G (Fundação Aurora Borges).

O programa/sorteio decorre até 30 de junho e mantém o objetivo de incentivar as compras locais e restaurar a confiança dos consumidores, através da atribuição de 1000 vales de compra no valor global de 25.000 euros para serem descontados na rede de lojas/serviços aderentes.

Tal como em 2020, o programa contempla a atribuição de um cupão por cada 10€ em compras nos estabelecimentos aderentes, que possibilita ganhar vales de compras. Os premiados serão conhecidos num sorteio único, a realizar no dia 3 de julho (Feriado Municipal).

Feminino- EFF Guarda no Sub-15 , Seia FC e Guarda no Sub-19 no Encontro Regional

A FPF vai organizar o  Encontro Regional Feminino Sub-15 e Sub-19

Sub-15–1.ª fase

Série A
1 – Viseu 2001
2 – EFF Guarda
3 – SC Mirandela

1.ª Jornada 1-2
2.ª Jornada 2-3
3.ª Jornada 3-1
4.ª Jornada 2-1
5.ª Jornada 3-2
6.ª Jornada 1-3

Sub-19

Série B
1 – Seia
2 – Guarda
3 – Albergaria
4 – Viseu 2001
5 – Nespereira

1.ª Jornada 2-1; 3-5
2.ª Jornada 1-3; 5-4
3.ª Jornada 4-1; 3-2
4.ª Jornada 1-5; 2-4
5.ª Jornada 5-2; 4-3

Guarda Unida e Seia FC participam no Torneio Nacional Sub-15 e Sub-17

A FPF vai levar a efeito  um Torneio Nacional Sub-15  e outro de sub-17 que conta com dois momentos competitivos.

A Guarda Unida (Sub-15)  e o Seia (Sub-17) vão participar no 2º momento:

Série H:
1- Marialvas
2- Pinguizinho
3- Guarda Unida
4- Gafanha

Série F:
1- Académico de Viseu
2- Tondela
3- Feirense
4- Seia

1.ª Jornada 1-3; 4-2;
2.ª Jornada 4-3; 2-1;
3.ª Jornada 3-2; 1-4
4.ª Jornada 3-1; 2-4;
5.ª Jornada 3-4; 1-2;
6.ª Jornada 2-3; 4-1;

Bandeira Azul nas praias de Aldeia Viçosa e Valhelhas (Guarda); Lapa dos Dinheiros e Loriga (Seia);

Entre as 399 praias, marinas e embarcações de ecoturismo que vão poder exibir a bandeira azul nesta época balnear, há 89 da região Centro de Portugal: 60 praias costeiras (mais 3 que em 2020), 27 interiores (mais uma que no ano passado) e ainda duas embarcações de ecoturismo. Um sinal claro de que as águas balneares da região são uma referência de qualidade e de segurança.

Um quinto das praias galardoadas no país estão no Centro de Portugal, sendo de destacar o predomínio da região nas praias interiores: de facto, mais de metade (27 em 42) das praias fluviais distinguidas com bandeira azul situam-se na maior região de turismo do país!

Nas praias costeiras, Torres Vedras, com 12, Figueira da Foz, com 10, Peniche, com 7, e Ovar, com 5, são os municípios da região Centro com mais praias contempladas. A Praia de Mira merece uma referência muito especial, uma vez que recebe a Bandeira Azul pelo 35.º ano consecutivo. Esta praia do Centro de Portugal é a única zona balnear do mundo com Bandeira Azul desde a sua criação, em 1987.

São as seguintes as zonas balneares da região de Turismo Centro de Portugal distinguidas com Bandeira Azul em 2020:

Praias costeiras (60):
Cortegaça, Esmoriz, Furadouro, São Pedro da Maceda e Torrão do Lameiro/Marreta (Ovar); Bico, Monte Branco e Torreira (Murtosa); São Jacinto (Aveiro); Barra e Costa Nova (Ílhavo); Areão e Vagueira (Vagos); Poço da Cruz e Praia de Mira (Mira); Praia da Tocha (Cantanhede); Buarcos, Cabo Mondego, Costa de Lavos, Cova Gala, Cova Gala-Hospital, Figueira da Foz-Relógio, Leirosa, Murtinheira, Quiaios e Tamargueira (Figueira da Foz); Osso da Baleia (Pombal); Pedrogão Centro e Pedrogão Sul (Leiria); Paredes de Vitória e São Martinho do Porto (Alcobaça); Nazaré e Salgado (Nazaré); Foz do Arelho-Lagoa e Praia do Mar (Caldas da Rainha); Bom Sucesso e Rei Cortiço (Óbidos); Baleal Norte, Baleal Sul, Consolação, Cova da Alfarroba, Gambôa, Medão-Supertubos e S. Bernardino (Peniche); Areia Branca, Areia Branca-Foz, Areia Sul e Porto Dinheiro (Lourinhã); Azul, Centro, Física, Formosa, Foz do Sizandro-Mar, Mirante, Navio, Pisão, Porto Novo, Santa Helena, Santa Rita Norte e Santa Rita Sul (Torres Vedras).

Praias interiores (27):
Quinta do Barco (Sever do Vouga); Aldeia Viçosa e Valhelhas (Guarda); Lapa dos Dinheiros e Loriga (Seia); Palheiros-Zorro e Rebolim (Coimbra); Reconquinho e Vimieiro (Penacova); Bogueira e Senhora da Piedade (Lousã); Peneda e Alvares (Góis); Côja, Peneda Cascalheira-Secarias e Piódão (Arganil); Alvôco das Várzeas (Oliveira do Hospital); Louçainha (Penela); Janeiro de Baixo, Pessegueiro e Santa Luzia (Pampilhosa da Serra); Açude do Pinto (Oleiros); Agroal (Ourém); Bostelim (Vila de Rei); Carvoeiro (Mação); Aldeia do Mato e Fontes (Abrantes).

Embarcações de ecoturismo (2):
Argus e Bennu (Nazaré).

Festivais Culturais apresentados pela CIMBSE

Foi apresentado pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, na sede da Comissão Vitivinícola da Beira Interior, os 3 Projetos de Cultura em Rede a desenvolver no território em 2021 e 2022. Assim, o Festival Cultural da Serra da Estrela, Festival Cultural das Beiras e o Festival Cultural da Raia Histórica.

Deste modo, nestes projetos fazem parte duas iniciativas: Bolsa Artística para a Itinerância Cultural, que promove a cooperação intermunicipal em prol do desenvolvimento de projetos artísticos únicos e inovadores e a CIMfonia, que consiste na concretização de um conjunto de 15 concertos dirigidos por orquestras nacionais.