Templates by BIGtheme NET
Início » Ambiente » Centro Interpretativo vai nascer em Cidadelhe (Pinhel)

Centro Interpretativo vai nascer em Cidadelhe (Pinhel)

Cidadelhe vai ter um Centro Interpretativo, deste modo, foram assinados dois documentos, um entre a Junta de Freguesia e a Côa Parque, em que a Junta de Freguesia se compromete a ceder instalações à Fundação, na aldeia de Cidadelhe, tendo em vista a instalação de um Centro Interpretativo que será, na prática, uma extensão do Museu do Côa.
Por outro lado, a porta do sul do Côa vai ser uma realidade, o Município de Pinhel, a Côa Parque e a Junta de Freguesia celebraram um outro protocolo em que o Município se compromete a garantir os recursos humanos necessários ao funcionamento do referido Centro Interpretativo.
Recorde-se que é a partir de Cidadelhe, aldeia que pertence à Freguesia de Vale do Côa, no concelho de Pinhel, que é possível visitar o Núcleo da Faia, que reúne um conjunto de gravuras rupestres que têm estado mais reservadas (não integrando os circuitos de visitas), bem como as únicas pinturas encontradas até agora na área do Parque Arqueológico do Vale do Côa.
A união de esforços e boas vontades foi sublinhada por todas as partes envolvidas nesta parceria que, acima de tudo, pretende promover e valorizar este que é classificado como Património da Humanidade.
Participaram na assinatura dos documentos o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, a Diretora da Fundação Côa Parque, Aida Carvalho, e o Presidente da Junta de Freguesia de Vale do Côa, Albertino Tomé.
O ato decorreu nas instalações do Centro Difusor, onde irá ser instalado o Centro Interpretativo, na noite em que Cidadelhe acolheu a iniciativa “Ciência Viva no Verão” que proporcionou uma interessante sessão de observação astronómica.

Publicidade...