Início » Ambiente » Fast One- Um projeto de jovens da Guarda

Fast One- Um projeto de jovens da Guarda

Fast One é um projeto com jovens naturais da Guarda, que frequentam a Escola Secundária Afonso de Albuquerque que vai a concurso “F1 in School”.
São eles Carlos Xavier, Rafael Silva, Júlio Félix, Beatriz, Letícia e Simão. O nome nasceu com base nas suas metas, serem os mais rápidos e os primeiros.
Apesar de ser o  primeiro ano, acreditam que com trabalho e dedicação conseguem alcançar as suas intenções no projeto F1 in schools.
F1 in Schools é uma competição nacional (https://www.penseindustria.pt/f1inschools/) e inter-nacional (https://www.f1inschools.com) CTEM (ciências, tecnologias, engenharia, matemática) para estudantes com idade compreendidas entre os 9 e 19 anos, no qual, grupos de 3 a 6 pessoas criam “empresas”/equipas para competir numa pista de corrida em miniatura.

Para tal, é necessário utilizar diversos recursos tecnológicos para projetar um protótipo de um carro F1 em miniatura. Além da projeção do carro, os competidores precisam também de pensar em marketing, patrocínios e plano de negócios, o qual são utilizados como critérios de avaliação na competição.

Fomos conversar com este grupo de jovens que esperam vencer, neste concurso empreendedor.
MS-Como surgiu a possibilidade deste projeto?
Nenhum dos 6 conhecia este projeto, mas numa sessão dinamizada pelo Pense Indústria na nossa escola (Escola Secundária Afonso de Albuquerque ) em final de janeiro foi nos apresentado o F1 in Schools. Devido ao tema, a sua complexidade e ser um novo desafio despertou-nos logo muito interesse. A partir de aí o processo de criação de equipa começou e alinhámos para entrar e dar o nosso melhor nesta jornada nascendo assim a equipa Fast One. O nome vem das nossas principais metas, sermos os mais rápidos e os primeiros. Esperamos com ele atingir também os nossos objetivos:

-Marcar a diferença
-Dinamizar tanto a nossa escola, como as instituições/empresas maioritariamente da região Guarda.

MS- Falem-nos um pouco em traços gerais do seu projeto?
O F1 in Schools é uma competição nacional e internacional que pretende atrair o gosto dos jovens para a engenharia e replicar a experiência de uma  “verdadeira” equipa de fórmula 1. A grande diferença é que nós não vamos conduzir o carro, mas sim num software CAD desenhá-lo; maquinar o corpo num bloco de poliuretano e a asa frontal, traseira, bico produzi-los através de impressão 3D. Vai ser um carro em miniatura máximo 20 cm impulsionado por uma botija de ar comprimido. Assim o desafio é fazer o carro  mais leve (min. 50 g) e trabalhar a sua aerodinâmica de forma a fazer os 20 metros (comprimento total da pista) da forma mais rápida possível respeitando o regulamento.
Este concurso é muito interessante porque envolve outras áreas como a gestão, a comunicação o Marketing através da identidade visual da equipa que também é contabilizada (roupa, redes sociais, material de divulgação) ,arranjar patrocinadores para conseguir financiamento/ou ensinamentos e é essencial tal como a gestão de recursos monetários ou materiais. Para nós é o primeiro ano, mas claro que estamos a dar o nosso melhor para obter os melhores resultados possíveis, sendo o grande objetivo passar da final regional (está sexta em São João da Madeira) chegando assim à nacional.
MS- Estão algo ansiosos com o futuro, que mensagem deixa nesta hora?
Ansioso não diria, estou muito entusiasmado, contente por todo o trabalho conseguido e grato por todo o apoio da minha família, amigos e pessoas individuais ou patrocinadores que nos ajudaram de alguma forma. Sem todos não era possível!
Independente do resultado nesta sexta, para mim já ganhei, por todas as skils /experiências /pessoas que conheci  com este projeto e irão impulsionar o meu futuro.
Como Team leader acho que há sempre coisas a melhorar, mas a vida faz-se caminhando e ninguém nasce ensinado portanto só participando podemos melhorar e num futuro representar Portugal na Final Internacional.

Publicidade...