Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: 2021 magazine serrano (Pagina 5)

Tag Archives: 2021 magazine serrano

Alunos do AEFA realizaram Prova de Orientação na vila fornense

No âmbito do projeto prático da Prova de Aptidão Profissional (PAP) do aluno Leandro Oliveira, foi realizada uma prova de Orientação pela Vila de Fornos de Algodres, evento onde participaram várias turmas do ensino secundário da escola sede do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres.
Este evento contou com o apoio do CLDS 4G Servir Fornos de Algodres , é o primeiro entre muitos que irão ser dinamizados, nas próximas semanas, pelos alunos do Curso Profissional de Técnico de Desporto.
Foto:AEFA

Apresentação do livro “A Vida Num Roteiro” em Mangualde

Pedro Coelho vai apresentar o seu livro “A Vida Num Roteiro” em Mangualde. Esta apresentação tem lugar no dia 28 de maio, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves e está inserida na programação cultural do mês de maio, no âmbito do “Dia do Autor Português”.

Pedro Coelho é Beirão, nasceu em Mangualde, cidade situada na Beira Alta composta por gentes hospitaleiras, com tradições nos seus bordados e no feijão do Patronato tão típicos, onde os serões são acompanhados a contemplar lá no alto a Senhora do Castelo com um bom queijo da Serra da Estrela e o vinho do Dão. O seu entusiasmo pelo social, ou seja, as relações e comportamentos que os indivíduos estabelecem entre si levou-o a tirar o Curso de Sociologia permitindo o estudo de certas situações que ocorrem na vida em sociedade, especializou-se mais tarde em Coordenação de Necessidades Formativas, chegando a dar alguns anos  formação em Cidadania e Igualdade de Género, conseguiu concretizar o sonho de conhecer novas realidades e novas culturas sociais levando-o a mudar-se para o Luxemburgo, país que para si é o “ideal de sociedade que o homem deve realizar em educação”.  As palavras sempre foram um meio para “olhar a sociedade” e desde o núcleo de estudantes de sociologia, às crônicas em jornais regionais e através de blogs até chegar a este Livro foi abordando aspetos da sociedade. Otimista que é, acredita que o indivíduo não se deve resignar, sendo ele o forjador do seu próprio sucesso como Ser Humano.

 O evento decorrerá com as diretrizes da DGS, tendo assim uma lotação limitada de 70 lugares, pelo que os interessados devem reservar lugar através do telefone 232 619 889.

 SINOPSE DO LIVRO:

O objetivo deste livro é proporcionar, através de algumas palavras, uma visão da sociedade e do quotidiano de hoje. Explorar temas, expostos por alguns capítulos, fazendo a ponte entre o sentir e o viver, por todo o livro combinam-se histórias, conceitos e respostas com um olhar sociológico que pretende transparecer o dia-a-dia de cada indivíduo, falar das coisas mais simples e perceber que nos falta Tempo para pensar em tudo aquilo que nos acontece. Os dias voam, coisas ficam por fazer, permanentemente num turbilhão de voltas que é a nossa vida é praticamente impossível parar para pensar, ficando as nossas Vidas eternamente adiadas e sem sentido. o Livro ajuda a fazer este caminho para descobrir o que nos faz bem e nos permite crescer e avançar e por outro lado distingue ou ajuda a refletir sobre aquilo que nos impede de ir mais longe. Foi este entusiasmo em forma de desafio, que me levou a escrever e que pretende levar cada leitor e ser ele mesmo, num exercício de “my self” que o possa transportar e dar mais valor ao seu Ser.

Gouveense Sílvia Rebelo campeã nacional da Liga pelo SL Benfica

A tarde deste sábado foi talismã para o SL Benfica e para a Gouveense Sílvia Rebelo que levantou o troféu de Campeã Nacional da Liga BPI pela primeira vez no futebol feminino, em Alvalade , frente ao Sporting ,por três bolas a zero, no derradeiro encontro de decisões.

Uma coisa era certa , uma gouveense era campeã, Ana Borges ou Sílvia Rebelo, mas desta vez, o titulo foi para a central e capitão do SL Benfica que em ambiente de festa celebrou mais um titulo a juntar a tantos outros , taça de Portugal ,campeonato da 2ªdivisão e Taça da Liga.

Um dia especial para os gouveenses e para todo futebol do distrito da Guarda, que vê as suas jogadoras que outrora eram atletas da Fundação Laura Santos consagradas.

50 anos ADFA- Campeões Distritais AF Guarda Seniores-1993-94

Nesta edição, apresentamos aqui um filme da temporada de 1993/94, que foi um ano de ouro, inesquecível na história do clube e da região. Dizemos isto, porque depois do grande jejum de conquistas, esse ano foi especial para todos os fornenses.

Com um arranque em ziguezague, dado que, estava difícil surgir um elenco diretivo, mas eis que a pouco tempo do términus das inscrições, surge um grupo de amigos liderado por António José Moreira (Tó-Zé) que reuniu as condições e assumiu o clube ficando como técnico Carlos Pacheco, um  ex- atleta deste clube.

Quanto ao plantel, alguns jogadores despontavam por aqui mas era preciso alguém que trouxesse mais-valia e neste caso veio da zona da Póvoa do Varzim, Agostinho e Castro que já defendiam as cores do clube, aliás foi com a vinda deles que o clube, anteriormente se tinha salvo numa época da descida de divisão, mas nesta temporada trouxeram com eles alguns jovens jogadores que procuravam singrar no futebol.

Desta forma, o plantel era bastante coeso, deixamos aqui o onze tipo:

 Carlitos, Tó Lopes, Fernando Jorge, Agostinho e Mário Jorge, João Pacheco (Pote), Dinis, Sérgio, Zé da Rita, Valdo e Castro.

Neste onze, salientava-se o forte poderio atacante de Castro como finalizador nato e de Valdo que tinha na sua velocidade a arma mais forte.

O Plantel campeão foi composto da seguinte forma:

Guarda-redes- Carlitos e Nando Pacheco.

Defesa- Tó Lopes, Fernando Jorge, Agostinho e Mário Jorge, João Pacheco (Pote), Carlos Manuel, Nené, Rui Pacheco, João Amaral e João.

Médios- Dinis, Sérgio, Zé da Rita, Toninho Águas, Nando Pompeu e Amaral.

Avançados: Valdo, Castro, Luís Alves, Paulo e Alexandre Freitas.

Treinadores: Carlos Pacheco (1ªfase) e Manuel Duarte (2ªfase).

J V E D PTS
1º AD Fornos de Algodres 30 16 9 5 71
2º GD Foz Côa 30 15 10 5 70
3º UD Pinhelenses 30 15 10 5 70
4º AD S.Romão 30 14 11 5 69
5º SC Sabugal 30 14 9 7 67
6º AD Manteigas 30 11 9 10 61
7º CRC Souropires 30 13 5 12 61
8º SC Vilar Formoso 30 11 8 11 60
9º ADRC Aguiar da Beira 30 10 9 11 59
10º Mileu-Guarda SC 30 11 5 14 57
11º CF Vilanovenses 30 8 9 13 55
12º GC Figueirense 30 8 9 13 55
13º SC Mêda 30 8 8 14 54
14º UFC Arcozelo 30 6 11 13 53
15º GDR Vale de Azares 30 6 10 14 52
16º ACD Castanheira 30 6 4 20 42

 

Foi uma temporada muito difícil, dado que, a fase inicial foi dura,  mas eis que, o rumo ao título começou a desenhar-se fortemente, desde o grande triunfo frente à UD Pinhelenses no velhinho Astolfo da Costa, com Valdo a ser o grande herói da partida.

Agora todos os jogos foram difíceis, mas alguns ficam sempre mais marcados, o Foz Côa era o grande candidato nessa temporada e digamos que a grande final aconteceu no mítico Estádio Dr. Moreira da Cruz, frente à turma do Foz Côa.

Nesta temporada, participaram 16 equipas, AD Fornos de Algodres, Foz Côa,Pinhelenses, S.Romão, Sabugal, Manteigas, Souropires, Vilar Formoso, Aguiar da Beira, Mileu-Guarda, Os Vilanovenses, Figueirense, Mêda, Arcozelo, Vale de Azares e Castanheira

Tarde alucinante de grandes emoções


Podemos dizer que, foi uma tarde de domingo alucinante, largas centenas de pessoas fornenses e dos concelhos limítrofes vieram para assistir a esta grande final, enchendo por completo o estádio, nunca nada assim tinha sido visto naquele local.

Antes do apito inicial do trio de arbitragem que foi requisitado a uma associação neutra a pedido dos clubes, grande festa se fazia nas bancadas, onde nem a chuva fazia parar essa euforia, com todos trajados a rigor, com camisolas, bandeiras e cachecóis.

O Foz Côa tinha vantagem pontual de um ponto sobre o Fornos, que jogava em casa e tinha uma enorme plateia a puxar pela formação fornense, que tinha feito estágio no Hotel em Celorico, uma oferta feita ao grupo de trabalho, que serviu para concentrar mais a equipa e fazer história.

  A euforia da massa adepta era grande, pois este encontro parecia de Primeira Liga, as bancadas estavam coloridas de verde e amarelo, com o fumo a colorir a entrada das equipas, a saudação e o cumprimento dos capitães que para os fornenses era importante jogar a 1ªparte para baixo e depois a segunda metade para cima, para a zona da entrada principal, era uma situação que os adeptos mais supersticiosos diziam ao ver a escolha de campo, “malta já ganhámos”, desde crianças, jovens e adultos de diversas idades todos estavam ali a puxar pelos fornenses.

Os homens do Côa também traziam público, que ficou por sua vez nas traseiras do banco de suplentes da sua equipa. Nesta temporada, o plantel do Foz Côa era recheado de ótimos jogadores, assim: Brandão, Torres, Casal, Pimenta, Tó Ramos, Mirandinha, Zé Carlos, Vério, Valdemar, Tueba, Henrique, Matroca, Raimundo, entre outros.

Os visitantes entram melhor e vai daí criaram calafrios à defensiva fornense, mas eis que numa disputa de bola um dos avançados do Foz Côa, quiçá uma das pedras basilares se lesiona e obriga a nova estratégia, mas o equilíbrio era grande e a luta a meio campo também era forte, mas eis que surge uma contrariedade, os fornenses ficam reduzidos a dez unidades.

Mas a vontade de vencer era grande e eis que num lance de qualidade, Castro num grande golpe de cabeça, abre o ativo para grande alegria de toda a falange de apoio fornense.

  A vitória não fugiu aos fornenses que fizeram grande festa com a evasão de campo de toda a gente e os jogadores, técnicos e dirigentes a festejarem fortemente, dado que, era fantástico, o Fornos ser novamente campeão, tinham passado muitos anos de jejum e estes jogadores que lutaram imenso, tinham conquistado o sonho de levantar a taça.

Pelas ruas, imensos carros, com largas centenas de pessoas a festejar noite dentro, a festa era total de um sonho que escapava há muitos anos, ou melhor era o coroar de êxito do trabalho efetuado no clube ao longo dos anos. Foi um triunfo do povo, dado que, era uma equipa que sempre entrou dentro das quatro linhas com garra de vencer.

Em suma, um título muito saboroso que valeu o regresso aos Nacionais da 3ªdivisão de futebol. A AD Fornos de Algodres mostrava a sua raça, fora e dentro de portas.

“Maratonas com Orquestra de Bolso” em Pinhel

Vão decorrer no Município de Pinhel, no âmbito da iniciativa “Maratonas com Orquestra de Bolso”,  dois dias intensos de pequenos concertos pela Orquestra Sem Fronteiras a realizar em várias localidades do concelho.

No sábado, dia 22, a Orquestra Sem Fronteiras vai atuar nas igrejas paroquiais de Freixedas e Lameiras, às 14.00h e às 17.00h, respetivamente.
À noite, a partir das 21.30h, o concerto é em Pinhel, no Parque Municipal da Trincheira, onde decorre a 18ª Feira do Livro.

No domingo, dia 23, as atuações prosseguem nas igrejas paroquiais de Azêvo e Pínzio, às 11.30h e 15.00h, respetivamente.

De referir que a Orquestra Sem Fronteiras foi criada com o objetivo de apoiar e fixar o talento jovem no interior do país, combatendo o abandono do ensino da música e premiando o mérito académico. Simultaneamente, a Orquestra pretende espalhar o acesso à cultura, e para isso apresenta-se em localidades do interior, oferecendo concertos, ensaios abertos e ações de pedagogia e introdução à música às populações locais. É deste modo que promove os valores de cooperação e integração transfronteiriça, combinando lado a lado músicos portugueses e espanhóis, numa programação que está representada de ambos os lados da fronteira.

Maratonas com Orquestra de Bolso:

Sábado | 22 de maio
14h00 | Concerto em Freixedas (Igreja Paroquial)
17h00 | Concerto em Lameiras (Igreja Paroquial)
21H30 | Concerto em Pinhel – Auditório do Parque da Trincheira (integrado na programação da 18ª Feira do Livro de Pinhel)

Domingo | 23 de maio
11h30 | Concerto em Azêvo (Igreja Paroquial)
15h00 | Concerto em Pínzio (Igreja Paroquial)

Existem 755 Espaços Cidadão em Portugal

Em Portugal, a rede de Espaços Cidadão conta atualmente com mais 151 balcões do que no início da legislatura do executivo de António Costa, num total de 755 Espaços em todo o território de Portugal continental.

Com a abertura, de dois novos Espaços Cidadão – em Escalos de Baixo e na Mata, em Castelo Branco – fica cumprida a meta de aumentar em 25% o número de Espaços Cidadão.

Este era um dos objetivos da Estratégia para a Inovação e Modernização do Estado e da Administração Pública que, no seu Eixo 4: Reforçar a proximidade, através do Objetivo estratégico 11: Promover a integração e a inclusão no atendimento, estabelecia como meta para a legislatura um aumento de 25% no número de Espaços Cidadão, reforçando as parcerias com as autarquias locais.

No que diz respeito à dispersão geográfica, foram abertos 50 Espaços Cidadão no Norte, 71 no Centro, 13 na Área Metropolitana de Lisboa, 14 no Alentejo e 3 no Algarve, tendo sido já quase 104 mil atendimentos nestes novos 151 Espaços Cidadão desde as respetivas aberturas.

Entre os serviços mais procurados nestes Espaços, está a renovação do cartão de cidadão, a Chave Móvel Digital (registo presencial no backoffice) e a alteração da morada do cartão de cidadão. Também a revalidação da carta de condução, a confirmação da alteração de morada no cartão de cidadão, o pedido de registo criminal, pedidos de informações ao Instituto de Segurança Social e o envio de documentação para reembolsos da ADSE Direta estão entre os serviços mais solicitados.

Os Espaços Cidadão são fruto de uma estreita colaboração entre a Administração Pública Central e as autarquias locais, sobretudo as juntas de freguesia, que tem permitido aproximar os serviços públicos das populações.

Além do investimento na desmaterialização e disponibilização digital de serviços, o Governo considera essencial manter o investimento na rede física de atendimento e na presença dos serviços públicos em todo o território nacional, através da rede presencial de balcões desconcentrados, das Lojas de Cidadão e, em particular, destes pontos de atendimento, que não só se mantiveram abertos mesmo nos períodos de confinamento como passaram a disponibilizar novos serviços como o agendamento para a vacinação da Covid-19 ou, em diversos pontos da rede, a entrega de cartões de cidadão.

Assim, os Espaços Cidadão continuaram a prestar um serviço de proximidade às populações, garantindo que todos aqueles que, por qualquer razão, não podem ou não querem recorrer aos serviços públicos digitais têm acesso a esses serviços de forma mediada e com acompanhamento personalizado.

Fonte:GP

Mercedes-Benz e Clube Escape Livre apresentam 1ª volta elétrica a Portugal

 

A Mercedes-Benz e o Clube Escape Livre vão realizar em maio a 1ª Volta Elétrica a Portugal e que tem a chancela e registo oficial da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting – FPAK.

Ao volante do novo EQA da Mercedes-EQ, o mais recente elétrico da marca alemã, vários jornalistas vão percorrer Portugal de lés-a-lés, conduzindo por algumas das estradas mais belas do país, com paisagens magníficas e lugares cheios de história. Pelo caminho, algumas paragens para recarregar baterias, mas, sobretudo, viver algumas das melhores experiências pelos caminhos de norte a sul de Portugal.

Pela primeira vez, uma Volta a Portugal em automóvel será 100% amiga do ambiente. Milhares de quilómetros percorridos, sem emissões, em perfeita harmonia com a natureza, que se apresentam como mais um sinal de um futuro cada vez mais sustentável, continuando a seguir a linha traçada pela Mercedes-EQ rumo à descarbonização e à eletrificação do automóvel.

Luís Coelho, do Clube Escape Livre explica: “Em 1998 o Clube Escape Livre estabeleceu a primeira marca para uma Volta a Portugal com um carro a gasóleo e, simultaneamente, bateu o recorde absoluto existente. Ambos continuam na sua posse. Em 2021, vamos fazer nova Volta a Portugal, desta feita de uma forma absolutamente sustentável em parceria com a Mercedes-EQ e ao volante do novo EQA.

Esta 1ª Volta Elétrica a Portugal assinala também a chegada ao nosso país do EQA, a mais recente produção da Mercedes-EQ, um elétrico com autonomia superior a 400km, que nesta travessia do país, por autoestradas, planícies e estradas desafiantes de montanha, permitirá testar também a atual rede nacional de postos de carregamento.

 

Rallye das Camélias-Gil Antunes e Diogo Correia chegaram ao pódio

Prova extra campeonato, o mítico Rallye das Camélias decorreu no passado fim de semana na região de Mafra e Sintra, com organização a cargo do Clube de Motorismo de Setúbal.

Presente com duas duplas a equipa de Alcanede teve resultados distintos na prova.

Gil Antunes e Diogo Correia regressaram aos pisos de asfalto com o seu Dacia Sandero R4 e brilharam, atingindo o 3º lugar final, numa prova ganha pelo Skoda Fabia R5 de Rui Madeira e Nuno R. da Silva.

Fernando Teotónio e Luís Morgadinho regressaram ao Mitsubishi Lancer Evo IX mas não foram felizes na prova. A dupla vinda do Fundão não teve a sorte do seu lado e devido a um problema elétrico no seu Mitsubishi Lancer, não atingiram o final do 1º troço, sendo obrigados a desistir no início da prova.

“O Gil Antunes e o Diogo Correia fizeram uma excelente prova e estão de parabéns pelo 3º lugar final. Estamos tristes pelo desfecho do Fernando Teotónio e do Luís Morgadinho, mas os ralis são assim. Estamos já pensar no próximo desafio, o Rali da Bairrada”, afirmaram Paulo e Ricardo Domingos, responsáveis pela equipa de Alcanede.

O Rali da Bairrada é a primeira prova do Campeonato Portugal Clássicos de Ralis e do Campeonato Centro de Ralis, organizado pelo Clube Automóvel do Centro a prova, disputada em pisos de asfalto, irá ter 137,95 km de extensão, sendo 59,96 km ao cronómetro.

Fotos: Zoom Motorsport

Final Four da Taça de Portugal de Andebol apresentada em Pinhel

  Teve lugar na manhã deste sábado, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Pinhel, a apresentação pública da Final Four da Taça de Portugal de Andebol, competição esta que vai decorrer a 5 e 6 de junho, na Cidade Falcão.
Na apresentação estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, e o Presidente da Federação de Andebol de Portugal, Miguel Laranjeiro.
Uma competição que muito dignifica a cidade falcão e depois da pandemia ter aliado, é o regresso de Pinhel aos grandes eventos, com quatro equipas nacionais de grande nível no andebol português.
Calendário de jogos:
Meias-finais:
sábado, 5 de junho
– Sporting – Benfica, 15h00
– Águas Santas – FC Porto, 17h30
Final:
domingo, 6 de junho às 17h30
𝗢𝘀 𝗷𝗼𝗴𝗼𝘀 𝗶𝗿ã𝗼 𝘁𝗲𝗿 𝘁𝗿𝗮𝗻𝘀𝗺𝗶𝘀𝘀ã𝗼 𝗲𝗺 𝗱𝗶𝗿𝗲𝘁𝗼 𝗻𝗮 𝗥𝗧𝗣𝟮.

Aguiar da Beira- 2ºdia aberto sobre ovinos e caprinos

Segundo, informou o Gabinete Municipal de Apoio ao Agricultor  que decorreu recentemente no mercado do queijo, o segundo dia aberto sobre ovinos e caprinos, no âmbito do protocolo de cooperação UTAD/ Município “ Reforço do setor agrícola e agropecuário do concelho de  Aguiar da Beira”.
Marcaram presença os produtores do concelho, representantes das entidades protocoladas com o Município ligadas ao setor designadamente Ancose e Associação de Criadores de Gado da Beira Alta e os oradores, Divanildo Monteiro, Jorge Azevedo e Maria José Gomes, professores do Departamento de Zootecnia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, transmitindo informações sobre a situação atual e perspetivas futuras do setor dos ovinos e caprinos no concelho de Aguiar da Beira, as melhores práticas de maneio em termos de alimentação e das instalações.
O próximo dia aberto sobre Horticultura será oportunamente divulgado.