Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: carta

Tag Archives: carta

JSD de Fornos de Algodres enviou carta a Marta Temido(Ministra da Saúde)

A Juventude Social Democrata de Fornos de Algodres enviou uma carta para a ministra da Saúde, Marta Temido onde referem que:” o intuito de lhe solicitar a sua melhor atenção para a nossa região, neste período importante dereflexão e discussão do próximo ano. Solicitando a sua a colaboração e empenho em travar o
fosso das desigualdades de acesso à saúde no nosso país.
Os anos de 2018 e 2019 ficaram marcados pelo maior investimento público no Sistema Nacional
de Saúde (SNS), acompanhados pelo maior número de profissionais de saúde a trabalhar no SNS atingido em 2019, dados anteriores a esta situação pandémica, disponíveis no Pordata.
Os anos de 2020 e 2021 ficaram marcados pela pandemia de COVID-19, o foco principal passou
a ser o combate à pandemia, mas este período apesar de ter demonstrado também algumas das debilidades já existentes no SNS anteriores a esta situação, o Senhor primeiro-ministro sempre tranquilizou os portugueses que não haveria qualquer tipo de falta no SNS.
E posto isto, Senhora Ministra, como se pode explicar aos habitantes do concelho de Fornos de
Algodres, num momento em que as restrições vão sendo aliviadas, que grande maioria da
população se encontra vacinada e que com o investimento histórico no SNS, a Unidade de
Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) de Fornos de Algodres, se depare com o
encerramento do serviço de consulta aberta, já de forma repetida, chegando a acontecer num
período de fim de semana, como aconteceu no primeiro fim de semana de outubro, por falta de
recursos humanos, neste caso médicos.
Senhora Ministra, o acesso aos cuidados de saúde não pode tirar férias! Apresentamos o
exemplo de Fornos de Algodres, por ser o que mais sentimos, mas nestes terrenos de baixa
densidade, que já lhes retiraram o serviço de urgência, agora com esta privação paulatina, estamos a dificultar o acesso da população a um cuidado essencial. E como disse, o Vice-Almirante Gouveia e Melo, todas as vidas são importantes e temos de cuidar delas com o mesmo empenho.
A pandemia deixou marcas profundas, houve imensas consultas não efetuadas que agora,
infelizmente, começarão a ganhar visibilidade e que vão exigir o melhor tratamento e cuidado.
Esperemos que Ministério da Saúde se prepare para agir bem e depressa, principalmente nesta
nossa região que necessita de recursos para melhorar a sua capacidade de resposta.
Senhora Ministra da Saúde, na discussão deste orçamento de estado para 2022, tenha presente
as dificuldades com que estas pessoas se têm deparado. Não podemos continuar a reduzir a
oferta de cuidados de saúde no nosso território. Não podemos continuar a acentuar as
desigualdades de acesso aos cuidados de saúde”.

 

Ações de formação Conduzir e Operar o Trator em Segurança em Aguiar da Beira em breve

Prorrogação do prazo previsto
Em comunicado, o Gabinete Municipal de Apoio ao Agricultor informa que o Despacho n.º 1666/2021, D.R. n.º30/2021, Série II de 12 de fevereiro de 2021, em anexo, prevê a prorrogação do prazo previsto para comprovar a realização com aproveitamento, da ação de formação Conduzir e Operar o Trator em Segurança aos titulares das cartas de condução das categorias B, C e D que pretendam ficar habilitados a conduzir os veículos agrícolas, ficando assim definida como nova data, o dia 1 de agosto de 2022.
O agendamento das formações será retomado após a suspensão do estado de emergência.
As inscrições continuam abertas, neste período, por e-mail ou pelo telefone
apoio.agricultor@cm-aguiardabeira.pt
232689809

Trinta Freguesias do Concelho da Guarda enviam carta ao Sec.Geral do PSD

Chegou-nos uma carta enviada ao Secretário Geral do PSD, José Silvano, por parte de 30 das 43 juntas de Freguesias do Concelho da Guarda, que estão preocupados com a situação que se vive a nível politico no concelho da Guarda, tudo isto, depois do afastamento de Sérgio Costa do cargo de vice-presidente.

Aqui fica a carta enviada:

“No passado dia 10 de Março, o Dr. Carlos Chaves Monteiro, na qualidade de Presidente da

Câmara Municipal da Guarda há cerca de 1 ano, decidiu retirar os pelouros ao Sr. Vice-Presidente

e Vereador Eng. Sérgio Costa.

Isso mesmo nos foi comunicado em reunião convocada da manhã para a tarde e sem qualquer

explicação.

Foi aí que ouvimos afirmações do Sr. Presidente que nos deixaram autenticamente de “boca

aberta” e naturalmente com grande tristeza.

Desde sermos considerados, enquanto Presidentes de Junta, como ”nata azeda” ou

“dispensáveis”, porque se “arranjarão” outros no futuro, de tudo fomos ouvindo sem

praticamente podermos ser ouvidos.

Também nós aderimos a um projeto político ambicioso para a Guarda, que conseguiu envolver

militantes, simpatizantes e independentes em muitas das Juntas de Freguesia.

O Vereador Sérgio Costa, temos de ser justos, foi sempre um homem aberto ao diálogo e

disponível para encontrar soluções.

Julgávamos que na referida reunião seriam dadas explicações para o seu afastamento.

Não. Apenas acusações e sem direito ao contraditório, porque o próprio não tinha sido

convocado para o efeito.

Trata-se por isso de uma decisão unilateral e da qual resulta a nossa total apreensão.

Cortou-se, sem quaisquer razões do trabalho político autárquico, uma raiz forte deste projeto.

E isso sim preocupa-nos muito.

Ao subscrevermos este texto, podemos deixar muito claro que continuamos empenhados no

trabalho pelas nossas terras e naturalmente com a Câmara Municipal.

A isso nos obriga a nossa consciência e a condição de eleitos.

Mas também pelas mesmas razões de consciência e de eleitos, temos de reafirmar a nossa

preocupação com a decisão agora tomada e as suas consequências no trabalho conjunto que

desenvolvemos ao longo deste tempo.

Num projeto político coeso todos somos importantes, e por isso em muitas circunstâncias há

quem faça muita falta.

Cada um de nós assumirá a responsabilidade dos seus atos pessoais e políticos.

É por isso mesmo que aqui deixamos a palavra da nossa insatisfação.