Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: castanha

Tag Archives: castanha

Concurso da Castanha 2020 em Trancoso

Foram conhecidos na tarde do Dia de S.Martinho (11 de novembro) os vencedores do Concurso da Castanha 2020, numa cerimónia que decorreu no Mercado Municipal de Trancoso.
Trinta e três produtores participaram, este ano, no concurso “Melhor Castanha”, evento promovido pela Câmara Municipal de Trancoso, com o objectivo de promover a produção e qualidade deste fruto nas variedades autóctones, longal e martaínha.
Devido à pandemia Covid-19 e ao novo estado de emergência decretado a 6 de novembro pelo Presidente da República, a entrega de prémios decorreu de forma muito cautelosa e cuidadosa, com um número muito reduzido de pessoas, e no estrito cumprimento de todas as normas/regras impostas pela DGS.
Os vencedores foram:
– Variedade Longal
1º Prémio – Valdemar Monteiro
2º Prémio – Manuel Costa Santos
3º Prémio – Maria Vieira
-Variedade Martaínha
1º Prémio – João Abel Rebelo
2º Prémio – José Carlos Sobral dos Santos
3º Prémio – Manuel Costa Santos

Trancoso organiza concurso da “Melhor Castanha”

A castanha é um dos produtos de excelência do concelho de Bandarra.

Face a isso, o Município de Trancoso está a levar a efeito um concurso da “Melhor Castanha”, desta forma os produtores interessados devem entregar no Posto de Turismo 10 kgs de castanha, até esta sexta-feira, ás 17h30, afim de ser analisada.

Os resultados serão comunicados no dia 6 de novembro, uma sexta feira de mercado semanal.

Castanha em debate no Dia aberto em Trancoso

 Teve lugar mais uma sessão do “Dia Aberto”, ao abrigo do protocolo TRANCASTNUT (Municipio/UTAD) ,subordinado ao combate do bichado da castanha, cumprindo as regras emanadas pela Direção Geral da Saúde. Nesta sessão,que teve lugar no auditório do Multiusos de Trancoso, foram ainda abordados temas como doenças e pragas que se manifestam nesta época:
 
– O crescimento da população do Torymus sinensis em Trancoso:
– Análise às visitas-técnicas efetuadas junto dos produtores de castanha;
– Apresentação dos ensaios de endoterapia (luta contra a tinta do castanheiro);
– Meios de luta contra o bichado da castanha e septoriose do castanheiro;
No souto de demonstração observaram-se os castanheiros sujeitos aos ensaios de endoterapia efetuados no anterior dia aberto (3/7/2020).
Realizou-se também, neste souto, um ensaio na luta contra o bichado da castanha e a septoriose do castanheiro.
O evento contou com a presença dos professores José Laranjo e Maria João Gaspar e do bolseiro Rui Carneiro da UTAD, do técnico de acompanhamento do protocolo Hugo Martins e do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Trancoso, Amílcar Salvador, que abriu a sessão.

Workshop: “Castanhas com Saber e Sabor…” em Trancoso

A Escola Profissional de Trancoso acolheu o Workshop “Castanhas com Saber e Sabor…” ,uma iniciativa contou com a participação de profissionais da gastronomia do concelho.
Este workshop teve como objetivo a introdução de hábitos alimentares saudáveis através da recuperação de receitas usadas em tempos passados. Para tal nada melhor que estes profissionais para introduzirem a castanha no quotidiano alimentar.
Assim, com estas novas técnicas vamos em breve novidades com novos pratos com castanha, na região de Bandarra.

Castanha traz animação às gentes das Aldeias de Montanha

O mês de novembro é festivo por excelência, não fosse a castanha um fruto nobre dos concelhos vizinhos da Serra da Estrela. A colheita da castanha é, por esta altura, um argumento de celebração e ponto de encontro das populações locais e turistas, como atestam as diversas festas alusivas ao fruto. Os castanheiros ocupam um papel preponderante na economia local, são uma reserva natural que, nos últimos 2 mil anos, constituiu um eixo fundamental da vida serrana.

As Festas da Castanha que integram o Plano de Animação da Rede de Aldeias de Montanha são, per si, eventos que reinventam os Magustos tradicionais e proporcionam a comunhão com a economia local, a paisagem natural, o património cultural e etnográfico das gentes genuínas e sabedorias ancestrais.

A Festa da Castanha e da Jeropiga em FAMALICÃO DA SERRA, no concelho da GUARDA é um exemplo. Além do tradicional Magusto Comunitário com a castanha que prospera numa das mais extensas áreas protegidas da Serra da Estrela, não vai faltar a jeropiga, feita nas pequenas adegas caseiras da aldeia e que merecerá uma prova orientada por enólogos. Estão ainda garantidas as demonstrações das práticas tradicionais e artefactos, como a cestaria em madeira de castanho, tão viva nas gentes da aldeia; os concertos e atuações de grupos de cantares e concertinas; os showcookings; ou o teatro de Robertos.

As arruadas e animações de rua vão aquecer dia e noite e os espaços da aldeia de Famalicão da Serra, conhecida pela sua vocação na agricultura e no artesanato. A destacar a residência artística de Volker Schnüttgen, intitulada “Escutando a história de um castanheiro”, inspirada nas características do tronco de árvore encontrado e com o qual o artista alemão irá manter um diálogo mental e físico, face à matéria viva e natural com a qual trabalha.

Haverá ainda espaço para a Feira Gastronómica e das Artes, o Mercado da Castanha, uma tertúlia sobre “A Importância da Castanha na Economia Local”, a apresentação da Classificação da Estrela como Geopark Mundial da UNESCO e a apresentação do Projeto da Rede de Aldeias de Montanha à comunidade Local. De 8 a 10 de novembro em Famalicão da Serra.

FOLGOSINHO, em GOUVEIA, de 1 a 3 de novembro a Castanha fará igualmente as honras da aldeia com o grande Magusto Comunitário, sem esquecer as iniciativas que irão aguçar os palatos mais sensíveis como são exemplo, o workshop de cogumelos selvagens, showcooking de castanha e concurso de doçaria tendo como base este fruto. No dia 3, a população e interessados vão ser convidados a plantar castanheiros, uma iniciativa com o intuito de contrariar os efeitos nocivos dos incêndios que afetaram a região em 2017.

A 3 de novembro, a aldeia da LAPA DOS DINHEIROS, SEIA, volta a ser a anfitriã de mais uma Festa da Castanha. Habitantes e visitantes vão ser convidados a participar no Magusto tradicional com caruma. O Mercado de Sabores dá o mote para um dia dedicado à degustação de iguarias que, em muito, estão relacionadas com a castanha, os seus saberes e sabores. Um dos pontos altos será a degustação da sopa da aldeia; a castanha com perdiz, shitakee e legumes da horta.

 

20º dia aberto do Centro de Interpretação Vivo do Castanheiro e da Castanha aconteceu em Aguiar da Beira

Aguiar da Beira acolheu o 20º dia aberto do Centro de Interpretação Vivo do Castanheiro e da Castanha , recentemente, no qual participaram cerca de 30 produtores de castanha, aos quais foram transmitidas informações relacionados com a luta contra a vespa das galhas do castanheiro e fertilização de primavera do souto, culminando na visita ao campo de demonstração localizado em Fontearcadinha.

XI Festival da Castanha, em Prados

Prados, a aldeia mais alta do concelho de Celorico da Beira, vai acolher o XI Festival da Castanha, nos próximos dias 3 e 4 de novembro.  No fim-de-semana a seguir ao feriado do Dia de Todos os Santos, a Junta de Freguesia de Prados, Associação da Rede de Aldeias de Montanha e a Câmara Municipal de Celorico da Beira vão promover a XI Festa da Castanha de Prados, com o intuito de homenagear e valorizar a produção e transformação deste produto endógeno, na variante longal, o qual em associação com os cogumelos constituem uma das maiores iguarias do cabaz de sabores outonais desta região da Serra da Estrela.

A freguesia de Prados, enquanto aldeia de montanha reúne as condições de excelência para ser a maior produtora de castanha do concelho e terreno fértil para a proliferação de cogumelos pelo que, este ano programação deste evento está centrada não só na produção de castanha mas, também, na combinação deste dois produtos na gastronomia.

Da programação do evento destacamos no dia 3 de novembro, sábado, as jornadas técnicas O Castanheiro e os Cogumelos Silvestres”, a Oficina de cozinha – A Castanha e os Cogumelos Silvestres com o Chef Valdimir Lubave e o  um jantar temático  confecionado com a mestria do referido Chef. Por uma questão de logística, a participação nas atividades deste dia carecem de marcação prévia, bem como também, na caminhada “Rota dos Soutos”, no passeio fotográfico e, na oficina de pão tradicional com castanha no forno comunitário, no domingo.

No domingo, 4 de Novembro, Prados vai transformar-se numa autêntica montra de produtos locais e regionais, onde a castanha será a rainha da festa, em ambiente de grande animação, muitos comes e bebes e muita música popular com desgarradas, concertinas, grupos de cantares e ranchos folclóricos. O evento terminará com o tradicional magusto comunitário.

Aguiar da Beira acolheu 19ºdia aberto sobre a Castanha e Castanheiro

Decorreu nesta segunda feira, em Aguiar da Beira mais uma sessão do dia aberto, no âmbito do protocolo Centro de Interpretação Vivo do Castanheiro e da Castanha.

Esta sessão foi feita  em soutos privados de produtores do concelho, nos quais, foram demonstradas técnicas de apanha mecânica da castanha e transmitidos conselhos sobre a sua conservação.

Assim continuam as sessões técnicas que têm contribuído para que os produtores de castanha tenham mais e melhor produção.

foto:MAB

VIII Dia Aberto sobre a castanha e castanheiro em Trancoso

15317778_644520595728220_4776332769115808669_n Trancast – Reforço da cultura do castanheiro no concelho de Trancoso.

Decorreu nesta sexta-feira, ao longo da tarde, no auditório do pavilhão multiusos de Trancoso, mais uma sessão de esclarecimentos sobre o reforço da cultura do castanheiro, no âmbito do protocolo assinado entre a UTAD e o Município de Trancoso em 29 de julho de 2015.

Os pontos debatidos nesta oitava reunião foram os seguintes:

1- Caracterização do setor produtivo de castanha no concelho de Trancoso. Resultados preliminares;

2- Papel das abelhas na polinização do castanheiro. Apresentação resultados;

3- A produção de porta-enxertos híbridos Ca90 e ColUTAD;

4- Análise da campanha 2016.

Foram oradores: UTAD- Prof. Doutor José Gomes Laranjo, Prof. Doutor Paulo Russo e Eng. Hugo Martins.
Serviruri- Eng. C15203215_644520555728224_804502708956573775_narlos Ramos.

O principal objetivo destes encontros entre produtores e a equipa da UTAD é melhorar a produtividade do castanheiro no concelho de Trancoso, mediante a realização de um conjunto de ações de experimentação em soutos disponibilizados para o efeito, bem como através da transferência de conhecimentos quer para o Gabinete Técnico do Município, quer diretamente para os produtores.

Com esta colaboração com a UTAD, o Municipio de Trancoso pretende desenvolver, melhorar e aumentar a produção de castanha no concelho, inserindo esta ação no eixo estratégico de desenvolvimento que representa o reforço das atividades agrícolas.

Por:Mun.Trancoso

Milhares de pessoas na Feira da Castanha em Trancoso

IMG_1969 Trancoso foi a capital da castanha no passado fim de semana, que durante três dias, o pavilhão multiusos da cidade, recebeu milhares de pessoas para visitar este certame que vai na quarta edição, mas também para além da Castanha, outros produtos endógenos estiveram presentes e na grande maioria deles ligados à castanha.

Aconteceram diversos workshops sobre Micologia , castanha alguns“showcookings” com: Chef Marta Dionísio (food blogger “Intrusa na Cozinha”), Chef António Mauritti e Chef Lúcia Fonseca – Restaurante Dom Gabriel.

Diversos concertos Boss Ac e Sons do Minho e muitos grupos culturais do concelho, com o ponto alto, no sábado com a presença do programa da RTP “Aqui Portugal”que animou a tarde de sábado.

Na abertura esteve presente o Secretário de Estado das Autarquias Locais, Dr. Carlos Miguel e demais autarcas do concelho e limítrofes.IMG_1938

Já o Prof.Amílcar Salvador fez um balanço muito positivo do certame , referindo que “Trancoso é uma terra de feiras e mercados, a castanha de Trancoso é de excelente qualidade quer a martaínha e longal e representa entre 2,5 a 3 milhões de euros para os nossIMG_1960os produtores , 5% da produção nacional de castanha”.

Uma pequena homenagem a todos produtores e pessoas envolvidas na produção de castanha pelo município de bandarra.

Também alguns concursos foram realizados, aqui ficam os resultados:

Concurso “ Doçaria de Castanha” Bolos e Doces de Colher
1-º Casa da Prisca – Ouriços de Castanha
2.º Magda Santos – Empadas de Frango com Castanha
3.º António Antunes – Filó de Castanha

Concurso Doçaria de Castanha – Compotas e Geleias
1.º Casa da Prisca – Doce de Castanha
2.º Casa da Prisca – Compota com Castanha e Chocolate
3.º José Aires – Doce de Abóbora com Castanha

Concurso da Castanha – “Melhor Castanha de Trancoso 2016”
Castanha Martainha
1.º João Chaves – Guilheiro
2.º M.ª Inês Filipe dos Santos Borrego – Palhais
3.º Manuel Costa Santos – Miguel Choco

Castanha Longal
1.º Elsa Maria Paulo Santos – Miguel Choco
2.º Valdemar Monteiro – Souto Maior
3.º Tiago Santos – Chafariz do Vento

Concurso da “Melhor Castanha Pintada” promovido no Espaço Infantil da junta de freguesia de Trancoso e Souto Maior
1.º Inês Silva (8 anos)

Já Pedro Fidalgo, Técnico Municipal referiu que “Trancoso esteve em grande, um conjunto de atividades importantíssimas, presença muito forte de público, é já uma referência nacional.

Cerca de 2IMG_1979500 toneladas são produzidas, temos um trabalho de ter melhores soutos, com 250 produtores envolvidos e o Atelier criativo da castanha, com o objetivo de criar pratos e produtos novos com a castanha”.

A Chef Lúcia Fonseca referiu que”a castanha é um produto de excelência, é tudo uma forma de criar ,reinventar novas formas de a apresentar, é preciso abrir a alma ao nosso ser.

Era importante que todo o ano houvesse um produto de castanha, alias tenho a ideia de dois produtos que podem ter sucesso, o Crepe  e o Gelado de castanha”.

Dar aos produtores ferramentas para o desenvolvimento e a castanha produza mais.

Por:António Pacheco/Sofia Pacheco