Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: CTT

Tag Archives: CTT

CTT reabriram a Estação de Fornos de Algodres

Uma alegria enorme pela reabertura da loja dos CTT, tal como aconteceu em relação ao Tribunalrefere Manuel Fonseca (MFA)

Depois de muitos esforços feitos desde 2018, até hoje, eis que os CTT reabriram  a Estação de Fornos de Algodres, no mesmo local onde funcionava anteriormente, na Urbanização Zona Sul, n.º 4, com horário de funcionamento das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Uma cerimónia simbólica mas que para os fornenses é de alegria, por verem reposta a loja CTT, apesar de tudo à que salientar que o posto a funcionar na Junta de Freguesia tem feito um bom trabalho, mas esta loja vem trazer mais serviços, vai ser um complemento ao Posto que se mantém em funcionamento para já.

Desta forma, marcaram presença , Manuel Fonseca, Presidente da Câmara de Fornos de Algodres e António Gomes, Presidente da Junta de Freguesia e Staff dos CTT , nesta reabertura.

Deste modo, Manuel Fonseca, autarca fornense congratula-se com a reabertura desta estação, que tinha encerrado em finais de 2018, por se tratar de um serviço muito importante para a população do concelho.

Foi uma luta que o município e os fornenses travaram no sentido de reverter um serviço que nos foi retirado e que é importantíssimo para o concelho.”refere o Presidente da Câmara, Manuel Fonseca.

Nesta reabertura, o autarca fornense recordou que com o fecho da estação dos CTT a população não ficou privada dos serviços essenciais, já que o serviço era prestado no posto de correio da Junta de Freguesia (que continuará aberto), sendo que naturalmente a resposta atual é diferente daquela que era dada até ao momento.

 

Fornos de Algodres-CTT reabre a sua loja

Vai reabrir , nesta  quarta-feira, dia 14, a loja dos CTT de Fornos de Algodres,  que encerrou em 2018.

Assim vai ficar no mesmo local onde funcionava , na Urbanização Zona Sul, nº 4A, Loja 2, funcionando nos dias úteis das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

A abertura de Fornos de Algodres segue-se à reabertura na semana passada da estação de Armamar, no distrito de Viseu, é a assim,  a 29ª estação a abrir portas das 33 em sede de concelho encerradas. Com esta nova reabertura faltam apenas quatro estações CTT para cumprir o objetivo traçado pela administração da companhia de reabrir as lojas em sede de concelho encerradas, depois do alerta da Anacom para os fechos das estações em sede de concelho e a tutela, o ministério das Infraestruturas, ter considerado que o futuro contrato de concessão devia garantir a presença de pelo menos uma estação CTT em sede de concelho.

Feira do Queijo em Seia 2021 em modo digital com apoio do Dott e CTT

Por altura do Carnaval , é tempo de festa,  folia e animação por toda a região , mas este ano devido à pandemia tudo vai ser diferente. Deste modo ,em Seia , a Feira do Queijo é já uma imagem de marca, pois se realiza por esta altura há 43 anos, este ano surge com um novo formato, pela via digital.

Organizada pelo Município de Seia, o certame deste ano tem como parceiro o Dott, o maior shopping online de Portugal, e os CTT, responsáveis pelo processo de logística e distribuição.

A feira digital decorre pelo período de 15 dias, com início a 13 e término a 28 de fevereiro, com a autarquia a assegurar todas as despesas inerentes à operacionalização do evento, desde a comercialização na plataforma, ao acondicionamento dos produtos, e aos portes, que serão gratuitos para quem compra.

Portanto, uma oportunidade única para o país degustar os produtos típicos de Seia, como o são o afamado queijo de ovelha, o Queijo Serra da Estrela DOP, os enchidos serranos, o vinho sub-região da serra da Estrela, mas também o mel de urze, os licores, a broa e o Bolo Negro de Loriga.

Por sua vez, o autarca senense, Filipe Camelo, encara a iniciativa como uma oportunidade de continuar a afirmar um certame já consolidado no calendário da região, que paulatinamente tem crescido, em qualidade e no público. Apesar de reconhecer ser muito diferente do evento físico, em especial pela singularidade do programa de animação que habitualmente acompanha a feira (demonstrações ao vivo da feitura do queijo, enchido, confeção de pratos típicos, ordenha da ovelha e da própria animação promovida pelas associações locais), o autarca destaca que esta é a única ferramenta para apoiar as empresas e os clientes, nesta nova circunstância que vivemos, possibilitando aos produtores escoar os seus produtos, criando condições para que os consumidores os possam adquirir a partir de casa. Assim, porque este ano não é possível vir à serra da Estrela, Seia vai ao encontro dos portugueses.

Os CTT são os responsáveis pelo processo de logística e distribuição dos produtos, em linha com a consciência que têm do papel crítico que desempenham na manutenção de cadeias de comunicação e logística vitais para a economia e a sociedade portuguesa, papel reforçado no atual contexto, apoiando também as empresas na presença nos canais digitais através das suas soluções e serviços.

O Dott é o maior shopping online de Portugal. Feito de portugueses para os portugueses, está, mais que nunca, empenhado em apoiar a digitalização das empresas portuguesas. Para tal, conta com uma equipa dedicada em ajudar as empresas a vender online o mais rapidamente possível e, em simultâneo, oferecer aos portugueses as marcas que mais gostam numa experiência de compra única, segura, cómoda e confiável.

Dia Nacional da Gastronomia assinalado com postais

O Presidente da República e outras personalidades e figuras públicas vão receber nas suas caixas de correio postais alusivos ao Dia Nacional da Gastronomia, onde constam frases que desafiam à promoção da gastronomia regional portuguesa. A iniciativa da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas (FPCG), que contou com o apoio do Turismo Centro de Portugal e dos CTT, foi lançada hoje em Aveiro, tendo sido enviados os primeiros postais.

O evento teve lugar na Loja CTT de Aveiro, na Praça Marquês de Pombal. Na ocasião, Olga Cavaleiro, presidente da FPCG, explicou que esta ideia surgiu na sequência da situação de pandemia em que vivemos. “Todos os anos celebramos o Dia Nacional da Gastronomia. Fizemo-lo em maio, como é habitual, mas devido às circunstâncias as iniciativas foram online. Agora, considerámos que estava na altura de fazermos mais”, disse.

Para tal, em parceria com as Edições do Gosto e os CTT, foi criado um postal com a imagem do Dia Nacional da Gastronomia e com um selo alusivo, para circular pelo país e que apele a todos os portugueses para que vão aos restaurantes nacionais. Todos os postais têm inscrita a frase “O Dia Nacional da Gastronomia celebra a diversidade de Portugal. Neste 2020 vá a um restaurante e sinta-se em casa”. “A ideia é que cada um de nós possa enviar e receber um postal, e que quem o receber tire uma fotografia com ele num restaurante, junto de um prato ou de um chef, e a publique, fazendo referência ao Dia Nacional da Gastronomia, à FPCG e ao Turismo Centro de Portugal. Desta forma, estará a promover a gastronomia e a restauração e a divulgar a iniciativa”, acrescentou Olga Cavaleiro. “Apoiando a restauração nacional estamos a fomentar o emprego e a produção agrícola e a ajudar Portugal”, concluiu.

Também presente na iniciativa, Capão Filipe, vereador da Câmara Municipal de Aveiro, destacou o papel preponderante que a cidade de Aveiro sempre teve na gastronomia nacional, exemplificando com o facto de ser a sede da confraria gastronómica mais antiga registada, a confraria de São Gonçalo, além da confraria dos ovos moles.

Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, saudou a iniciativa, que “coloca a gastronomia na agenda nacional”. Revelando que o destinatário do seu postal foi o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, Pedro Machado disse que escreveu a frase “celebre connosco a gastronomia portuguesa”. “Sempre que o Presidente da República estiver junto dos empresários da restauração, está a celebrar Portugal e está a contribuir para que nenhum português fique para trás”, rematou o presidente do Turismo do Centro.

Quem estiver interessado em enviar um destes postais deverá solicitar um exemplar à Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas (pelo e-mail fpcg.geral@gmail.com ou pelas suas redes sociais).

Edifício da Freguesia de Fornos de Algodres/CTT foi assaltado à luz do dia

Nesta sexta -feira, dia 14 de agosto, a sede da Freguesia de Fornos de Algodres/posto CTT foi alvo de uma visita dos amigos do alheio, à luz do dia, situada na zona histórica da vila.

Assim sendo, aproveitando a pausa para almoço dos colaboradores desta instituição, alguém forçou a porta de entrada e  furtou alguns valores monetários de valor baixo, apenas e só isso, dado que , segundo informações tudo aponta que nada foi furtado a nível de material de filatelia.

Alguns danos materiais foram causados à instituição, face a isso, as autoridades competentes estiveram no local a procurar todos os vestígios possíveis que levem a identificar os instrusos.

Para tal, a instituição já reforçou a segurança do edifício, assim como as autoridades já tomaram as diligências para haver mais segurança nesta zona.

 

 

PS Guarda em comunicado saúda a reabertura dos CTT

A Federação Distrital da Guarda do Partido Socialista em comunicado saúda a decisão do Conselho de Administração dos CTT de garantir a existência de, pelo menos, uma estação dos CTT por concelho.

Recordam que, desde a primeira hora, a Federação Distrital do PS Guarda solicitou ao Governo uma intervenção no sentido de evitar o fecho de estações de CTT em vários concelhos do Distrito e do País, admitindo, inclusive, a defesa da reversão da privatização dos CTT.

Em abril, as declarações do Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, não deixaram margem para dúvidas quanto à posição intransigente do Governo Socialista em relação a uma tremenda injustiça para as populações de vários concelhos, sobretudo concelhos com menor densidade populacional, localizados, na sua grande maioria, no Interior do País.

A pouco mais de três meses das Eleições Legislativas, importa clarificar quem verdadeiramente se preocupa com o Interior e as suas populações: em 2014, o Governo PSD/CDS, por sua livre iniciativa, procedeu à privatização total dos CTT, permitindo o encerramento de dezenas de estações por todo o País; em 2019, o Governo PS tomou as diligências necessárias para que o processo de encerramento de estações fosse travado e para que as estações entretanto encerradas pudessem voltar a abrir.

 

Tribunal de Viseu impede encerramento dos CTT em Aguiar da Beira e Ol.Frades

Providência cautelar interposta pela CIM Viseu Dão Lafões deu resultado

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Viseu decretou, provisoriamente, a providência cautelar interposta pela CIM Viseu Dão Lafões, nos termos seguintes:

  1. Intimando a      requerida concessionária CTT de abster-se de encerrar a Estação dos      Correios na sede do município de Aguiar da Beira e/ou Oliveira de Frades;
  2. Intimar a      concessionária dos CTT a abster-se de substituir a Estação dos Correios,      na sede do município de Aguiar da Beira e/ou Oliveira de Frades, sem a      verificação prévia e avaliação, pela entidade reguladora competente, a      ANACOM, da garantia do acesso e da qualidade dos serviços em condições      análogas às atualmente existentes;
  3. Intimar a      concessionária dos CTT a abster-se de quaisquer condutas ativas ou      omissivas que:
  1. Tenham por      efeito prático a redução do horário de funcionamento das Estações dos      Correios e Postos de Correios e/ou extinção de estações dos correios e/ou      transformação ou substituição destas por Postos de Correios, na área da      CIM Viseu Dão Lafões;
  2. Se traduza ou      possa traduzir no futuro, na definição de uma rede postal e de ofertas      mínimas de serviços postais à população, nos territórios que integrem a      CIM Viseu Dão Lafões.

fonte :CIMVDL

CIMBSE apresentou Providência Cautelar para travar fecho dos CTT

No sentido de  travar o fecho de estações dos CTT em Fornos de Algodres, Belmonte, Manteigas e Figueira de Castelo Rodrigo.

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) avançou com uma providência cautelar para travar o fecho de estações dos CTT em quatro municípios da sua área.

A CIMBSE deu entrada da Providência Cautelar de Intimação para a Abstenção de Condutas (artigo 112ª, nº2, al.i), do CPA contra os CTT- Correios de Portugal, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Castelo Branco para impedir o encerramento das estações dos CTT em Fornos de Algodres, Belmonte, Manteigas e Figueira de Castelo Rodrigo.

A decisão foi tomada na última reunião do Conselho Intermunicipal da CIMBSE, na qual ficou acordada por todos os municípios associados que seriam tomadas todas as medidas possíveis para impedir o fecho das estações dos Correios.

A CIMBSE entende que “o contrato de concessão dos CTT tinha como objetivo o serviço postal público universal e, fechando as estações, esse serviço público postal não é prestado às populações”.

Manuel Fonseca reage ao possível fecho dos CTT

Todos os esforços feitos para manter os CTT em Fornos

Depois de algum impasse há largos anos, o CTT vai fechar a sua estação em Fornos, qual o ponto de situação?

Foi-nos comunicado não de forma formal, mas informal que os Correios iriam fechar neste mês de setembro a sua estação, logo colocaram a proposta de o serviço vir a ser prestado pela Junta de Freguesia ou por outra entidade, neste momento, estou a envidar todos os esforços no sentido de o processo ser invertido, já falei com o Ministro Pedro Marques, com o Presidente da ANMP, Manuel Machado, temos falado com muita gente e vamos estar a tentar contrariar essa situação, a CIMBSE já tomou a posição, agora é Fornos e Manteigas, amanhã são outros.

Eu não concordo que o Governo diga que, a culpa é do Governo anterior que não acautelou no contrato de concessão, o fecho destas repartições, não me conformo.

Continua na edição papel de 31 de agosto 2018

CIMBSE emite posição no caso do encerramento dos CTT em Fornos e Manteigas

Posição da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela face à intenção de encerramento das estações dos CTT de Manteigas e Fornos de Algodres

A empresa CTT – Correios de Portugal, S.A., concessionária do serviço público postal, anunciou para breve o encerramento das suas lojas de Manteigas e Fornos de Algodres.

Ficarão assim, estes dois concelhos da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, privados de qualquer loja dos CTT e sem um efetivo serviço de proximidade que garanta aos seus cidadãos a possibilidade de usufruir de um serviço postal de qualidade conforme é estabelecido pela Lei e pelo instrumento da concessão.

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela não pode deixar de manifestar o seu repúdio público acerca desta intenção dos CTT, que se traduziria num desrespeito pelas obrigações que assumiu enquanto concessionária do serviço público postal, degradando ainda mais os níveis de prestação desse serviço e causando irreparáveis prejuízos às populações afetadas.

O serviço público e universal de correios é de importância vital para a qualidade de vida das populações, devendo contribuir para a coesão do território, para o combate ao isolamento e ao despovoamento.

Não se compreende que territórios de interior e de baixa densidade populacional possam ver de qualquer modo diminuída a sua, já débil, possibilidade de acesso a este serviço.

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela apela à ANACOM e ao Governo da República para que usem de todos os meios que impeçam o encerramento das lojas dos CTT de Manteigas e Fornos de Algodres o que se traduziria em mais um passo na degradação do serviço público postal e no incumprimento das obrigações de concessão por parte da concessionária.

Pelo  Presidente do Conselho Intermunicipal da CIMBSE–Carlos Filipe Camelo