Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: figueira castelo rodrigo

Tag Archives: figueira castelo rodrigo

Novo livro “Governo Local Conceitos, Estratégias e Práticas” em breve disponível

Ex – autarca António Edmundo Ribeiro é o autor

Vai estar disponível no mercado um novo livro da autoria de António Edmundo Ribeiro, que já foi autarca em Figueira de Castelo Rodrigo, vai agora lançar um novo livro com o título “Governo Local, Conceitos, Estratégias e Práticas”, das Edições Sílabo.

Segundo a editora, este livro visa apoiar os eleitos locais no exercício das suas funções, robustecendo conhecimentos e competências na gestão e administração local.
A sua perspetiva multidisciplinar e sistémica concede-lhe também a característica de instrumento de suporte ao estudo de administração pública, ciência política, gestão, economia e direito.
Os conceitos, procedimentos, estratégias e práticas que expõe são a base da gestão autárquica, sendo aplicados quotidianamente nas Freguesias, Municípios, Comunidades Intermunicipais e Áreas Metropolitanas do país.
Livro formativo e holístico, será também um instrumento indispensável para os dirigentes e técnicos das autarquias locais na gestão das suas carreiras e preparação para as avaliações.
Beneficiando da vasta experiência do autor, este livro, esclarecedor, aborda os assuntos sob a forma de «Glossário Técnico», proporcionando leituras breves por vastos temas do Governo Local e orientadas para a prática.

O autor, António Edmundo Ribeiro é Jurista pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Curso Geral de Gestão pela Nova School of Business and Economics, mestre em Ciência Política pelo ISCSP/UL, pós-graduado em Liderança pela Católica Lisbon School of Business & Economics e em Planeamento pela Xhanghai Business School, Curso Avançado de Gestão Pública pelo INA e doutorando em Administração Pública no ISCSP da Universidade de Lisboa. Gestor Tributário e Aduaneiro, professor auxiliar convidado de Administração Autárquica, Governo e Administração Local e Planeamento Estratégico no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Foi subdiretor-geral das Autarquias Locais; coordenador do Programa Capacitar; técnico-especialista no Gabinete do Secretário de Estado da Administração Local; presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo; vogal do Conselho Diretivo da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, administrador das Águas do Zêzere e Côa S.A.; diretor da Guarda Digital, da Associação das Aldeias Históricas e da Territórios do Côa; conselheiro das Comunidades Portuguesas pelos PALOP, diretor do departamento jurídico do Grupo JFS e professor convidado de Finanças Públicas e Direito Económico na Faculdade de Economia da Universidade Eduardo Mondlane em Moçambique.

foto:Sílabo.pt

Projeto científico que dá voz aos munícipes lançado em Figueira de Castelo Rodrigo

Está a desenvolver-se um concurso de ciência cidadã, pioneiro a nível nacional, onde os temas de investigação são definidos pelos próprios cidadãos, lançado pela Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo

Através da Plataforma de Ciência Aberta, um projeto municipal de inovação social, a autarquia está a desafiar os munícipes e outros conhecedores do território, a identificar problemas e desafios da região, e a colocar questões de interesse regional, que vão servir de base para uma investigação científica.

Depois de selecionados os temas, será lançado um concurso nacional, com um financiamento de 10 mil euros, dirigido a investigadores de institutos de investigação públicos ou privados, associados a Universidades ou Instituições do Ensino Superior, de forma a desenvolver projetos de investigação que resolvam os problemas ou desafios colocados pela população.

Os investigadores terão ainda que estabelecer parcerias com entidades locais, como forma a garantir a implementação e sustentabilidade futura dos projetos.

Por sua vez, Paulo Langrouva, presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo refere que , “esta iniciativa pretende dar voz aos nossos munícipes e perceber quais os principais desafios da região. Trata-se de um investimento por parte da autarquia, para um projeto que envolve os cidadãos desde o primeiro momento.”

Já Maria Vicente, coordenadora científica da Plataforma de Ciência Aberta, reforça que “com esta iniciativa queremos potenciar a cidadania ativa da comunidade local, fomentar processos de investigação, com base participativa, e ainda incentivar o desenvolvimento de projetos de Ciência Cidadã a partir das Universidades e Institutos de Investigação, sempre em colaboração com os cidadãos e as comunidades locais”.

Com este projeto, Figueira de Castelo Rodrigo torna-se a única autarquia, em Portugal, com uma linha de financiamento específica para projetos de Ciência Cidadã. A primeira fase de questões, que podem ser enviadas para info@plataforma.edu.pt ou 925 834 276, termina a 29 de março. Quanto ao lançamento do concurso para investigadores, tem início no próximo mês de abril e prolonga-se até agosto de 2021.

Carlos Condesso lamenta o atraso por parte do executivo socialista na aplicação de uma taxa turística para o Cais Turístico e Fluvial de Barca d’Alva

Em Comunicado, o vereador do PSD de Figueira de Castelo Rodrigo, Carlos Condesso,após reunião de Câmara refere que: lamentou o atraso por parte do executivo socialista na aplicação de uma taxa turística para o Cais Turístico e Fluvial de Barca d’Alva, por forma a que os operadores turísticos possam contribuir para as despesas inerentes à manutenção daquela infraestrutura e zona envolvente e para que as receitas possam também ser aplicadas em melhoramentos em todo o concelho, nomeadamente na Aldeia de Escalhão e de Barca d’Alva, bem como nos principais polos de atração turística do concelho.

Recorde-se que este Cais Turístico foi inaugurado há 18 anos e os operadores têm usufruído gratuitamente deste equipamento desde então, sem que deixem praticamente nenhum retorno na economia do concelho, apenas muito lixo e resíduos, sendo apenas uma porta de entrada para milhares de turistas, que de imediato seguem para outras paragens, nomeadamente para Espanha (Salamanca).

A aplicação desta taxa turística tem sido uma reivindicação do vereador do PSD Carlos Condesso desde o inicio do mandato, por considerar uma medida justa e necessária e que vem ao encontro das pretensões da população de Barca d’Alva, pois vê os cruzeiros apenas deixar toneladas de lixo nos contentores sem que os turistas parem ou deixem riqueza na aldeia e mesmo no concelho, para além de algumas descargas poluentes que dizem praticar no Rio Douro.

Para concluir, Carlos Condesso solicita ao executivo socialista que não deixe arrastar mais este processo que já está há quase 4 anos em estudo.

FPF-Camp.Portugal- G.Figueirense inicia em Valadares

Lusitano FC inicia em casa frente ao Vila Real

Teve lugar na tarde desta terça-feira, na Cidade do Futebol, o sorteio da próxima edição do Campeonato de Portugal.

Série B

1 – CD Trofense
2- AD Sanjoanense
3- Amarante FC
4- CF Canelas 2010
5- SC Coimbrões
6- FC Arouca
7- SC Vila Real
8- Ginásio Figueirense
9- USC Paredes
10- Leça FC
11- Lusitano Vildemoinhos
12- FC Pedras Rubras
13 – Valadares Gaia FC
14- Gondomar SC
15 – FC Felgueiras 1932
16 – AD Castro Daire
17- Lusitânia FC
18 – SC Espinho

Matriz (1.ª volta)

1ª. Jornada

18.08.2019

5-2 1-6 17-12 4-15 18-14 3-9 11-7 16-10 13-8
2ª. Jornada

25.08.2019

6-3 12-1 15-17 14-13 9-4 2-11 7-16 8-5 10-18
3ª. Jornada

01.09.2019

1-9 17-6 4-12 3-15 5-14 13-2 18-7 11-10 16-8
4ª. Jornada

15.09.2019

6-15 12-3 9-17 2-4 10-13 14-1 7-5 8-18 16-11
5ª. Jornada

22.09.2019

6-9 15-14 1-2 5-11 13-16 18-12 17-7 3-10 4-8
6ª. Jornada

05.10.2019

14-17 2-3 7-13 10-4 12-6 9-15 8-1 16-5 11-18
7ª. Jornada

13.10.2019

6-14 15-2 1-11 18-16 3-8 9-12 13-5 4-7 17-10
8ª. Jornada

27.10.2019

12-15 14-9 5-18 2-17 7-3 11-13 16-4 8-6 10-1
9ª. Jornada

03.11.2019

6-10 15-7 1-5 9-2 3-16 14-12 13-18 4-11 17-8
10ª. Jornada

10.11.2019

5-4 18-3 11-17 16-6 2-12 8-15 13-1 10-14 7-9
11ª. Jornada

17.11.2019

6-7 12-8 15-11 1-16 14-2 9-10 3-5 4-18 17-13
12ª. Jornada

01.12.2019

11-3 13-4 2-6 5-12 10-15 7-1 8-14 18-9 16-17
13ª. Jornada

08.12.2019

6-13 12-10 15-16 1-18 14-7 9-11 2-8 3-4 17-5
14ª. Jornada

15.12.2019

18-17 11-6 7-12 5-15 4-1 16-14 8-9 10-2 13-3
15ª. Jornada

22.12.2019

6-18 12-16 15-13 14-11 9-5 2-7 17-4 3-1 8-10
16ª. Jornada

05.01.2020

1-17 5-10 7-8 4-6 11-12 18-15 3-14 13-9 16-2
17ª. Jornada

12.01.2020

6-5 12-13 15-1 14-4 9-16 2-18 10-7 8-11 17-3

“Ecos do Côa”estreou em Figueira de Castelo Rodrigo

Decorreu na passada sexta-feira, em Figueira de Castelo Rodrigo a estreia do espetáculo “Ecos do Côa”, um evento de dança que reuniu participantes, voluntários, dos concelhos de Figueira de Castelo Rodrigo, Pinhel, Almeida, Trancoso e Mêda. Foi uma criação DEMO com a co-produção da CARB.
Este evento faz parte do projeto “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela”, um projeto pioneiro no nosso país que assenta em 3 áreas artísticas: dança, teatro e música. É uma co-produção dos 15 Municípios pertencentes à Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. Agora a digressão continua por outros municípios como Pinhel (30 de junho), Almeida (2 de julho), Mêda (8 de julho) e Trancoso (13 de julho)

Amendoeiras em Flor 2015 em Figueira Castelo Rodrigo

Amendoeiras em Flor 2015 

Figueira de Castelo Rodrigo – Rainha da Amendoeira em Flor
  As
Amendoeiras em Flor são dos mais belos postais desta nossa terra, por
todo o Concelho de Figueira de Castelo Rodrigo começam a desabrochar as
pequenas mas belas flores da amendoeira, que de rosa e branco salpicam
os campos e trazem o prenúncio de uma Primavera antecipada.


 A festa das Amendoeiras em Flor é um dos maiores cartazes turísticos
mais apelativos desta região, milhares de pessoas vêm usufruir dos
primeiros raios de sol, depois de um duro e fustigante Inverno.   A Câmara
Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo para assinalar esta força viva
da natureza em ambiente festivo e dinâmico, preparou um vasto cartaz,
onde a cultura, o desporto, a caça e a música são alguns dos
ingredientes deste programa que vai de 14 de fevereiro a 8 de março. Sob o lema “Rainha da Amendoeira em Flor”
o Município de Figueira de Castelo Rodrigo faz-lhe o apelo a que saia
de casa e venha visitar esta terra acolhedora, e usufruir do que ela tem
para lhe oferecer. Para além desta natureza admirável, de um património
edificado invejável e das nossas gentes afáveis e acolhedoras, tem
ainda para provar a nossa gastronomia de excelência, onde os vinhos, o
azeite, o mel, os doces e compotas, são alguns dos ingredientes que nos
prendem à mesa pela sua qualidade de excelência. Dentro da gastronomia
não podemos deixar de salientar o famoso Borrego da Marofa, que, através
da rota da CP “Lugar à Janela”, centenas de pessoas tem trazido a
Figueira de Castelo Rodrigo. São mais do que razões para se deixar
seduzir pela nossa terra!

Festa da Amendoeira em Flor 2013

 

Cartaz turístico mais antigo da região apela a uma visita a Figueira de Castelo Rodrigo.

Com
a primavera a caminhar a passos largos, renasce com ela o brilho dos
campos, que se começam a encher de cor com o florir das Amendoeiras,
tornando as paisagens deste concelho num espetáculo que vale a pena
descobrir.
É a natureza em festa que convida a uma visita em família
a esta região do Vale do Côa. Deste modo, de 22 de Fevereiro a 10 de
Março, sob o lema ‘Onde a primavera acontece mais cedo’, o Município de
Figueira de Castelo Rodrigo vai, uma vez mais, levar a cabo a Festa da
Amendoeira em Flor, apresentando, para o efeito, um cartaz bastante
diversificado, com atividades culturais e desportivas, artesanato, bem
como o ‘Mercado da Amendoeira em Flor’, que pretende promover os
produtos do Concelho.


A Festa da Amendoeira em Flor é o cartaz
turístico mais antigo da região, contando já com 72 anos de existência,
recebendo milhares de visitantes anualmente, que procuram, nestas terras
de Riba – Côa, a natureza em todo o seu esplendor. É esta natureza
ímpar, aliada ao vasto património arquitetónico, à gastronomia e às
gentes afáveis e hospitaleiras, que fazem deste concelho, um destino
turístico de excelência.
Um dos principais objetivos deste programa
festivo é dinamizar todo o potencial turístico da região, numa tentativa
de promover e divulgar ainda mais o concelho turisticamente, e de dar a
conhecer os nossos produtos endógenos, o artesanato e a  gastronomia de
Figueira de Castelo Rodrigo.
Durante os três fins-de-semana em que
vai decorrer o evento, a autarquia figueirense organiza também o
‘Mercado da Amendoeira em Flor’, que vai decorrer no Mercado Municipal
coberto da Vila, onde os visitantes poderão comprar os deliciosos
produtos locais (como enchidos, pão, vinho, azeite, mel, licores e
queijos da região). Existirá, igualmente, animação durante todos os dias
desta festividade.
Do ponto de vista das atividades lúdicas e
desportivas, destaque para a I Montaria ao javali na Serra da Marofa,
para o II Passeio BTT “Nos trilhos da Amendoeira em Flor”, bem como para
um espetáculo de Stand Up Comedy, com os Lx Comedy Club, composto por
Luís Franco Bastos, Ricardo Vilão, Rui Sinel de Cordes e Salvador
Martinha.

Locais a descobrir e visitarFigueira
de Castelo Rodrigo, para além do imenso património ambiental com que a
natureza nos presenteou, tem também um legado arquitetónico que merece
uma visita. Castelo Rodrigo, pelo seu grande valor histórico e pela sua
localização a impor-se na paisagem, é, actualmente, considerada uma das
mais belas Aldeias Históricas de Portugal. Um pouco mais ao lado, poderá
subir ao alto da Serra da Marofa, a 977 metros de altitude, e apreciar a
vista sobre o imenso horizonte que se estende mesmo à sua frente. Ali
mesmo, pode ainda visitar a capela de N.ª Senhora de Fátima e a estátua
do Cristo Rei, colocada em 1956. As capelas evocativas dos mistérios do
Rosário e a Cripta subterrânea são também pontos de paragem obrigatória
numa visita ao Alto da Serra da Marofa.
Barca d’Alva, aldeia
ribeirinha deste concelho, é hoje um ponto de paragem obrigatória para
os milhares de turistas que anualmente sobem o rio Douro. As longas
escarpas que denunciam a descida até Barca d’Alva são portadoras de uma
singular beleza e obrigam a uma paragem no miradouro natural do Alto da
Sapinha. Aqui se vislumbra a união de dois rios, o Águeda e o Douro, e
dois países, Portugal e Espanha.
O Alto da Sapinha é um dos
miradouros naturais mais belos do concelho e fica na estrada que liga
Escalhão a Barca D’Alva. Daí vislumbram-se os terrenos escarpados
repletos de olivais. Mas, é no início da Primavera, que adquirem maior
beleza, com a floração das Amendoeiras. É que também se pode deleitar
uma sumptuosa panorâmica do Vale do Douro e da foz do Rio Águeda.
O
majestoso Convento Santa Maria de Aguiar tem características de estilo
românico e gótico. Neste templo, venera-se a imagem de Nossa Senhora da
Guia – Padroeira do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo. É uma bela
imagem de roca, com uma expressão doce e serena. De salientar ainda a
presença de uma imagem de Santa Catarina feita em jade ou pedra ançã do
Século XVI. Em Portugal são raras as esculturas semelhantes a esta.
Por
esta altura da floração da amendoeira, também os designados “Povos de
Baixo” – constituídos pelas localidades de Freixeda do Torrão, Vale de
Afonsinho, Quintã de Pêro Martins e Penha de Águia –, presenteiam os
visitantes com um imenso e deslumbrante manto colorido, oferecido pela
floração dos muitos amendoais que estas terras possuem. Uma rota a
descobrir neste período da Festa da Amendoeira em Flor.
fonte:municipio de Figueira de Castelo rodrigo