Início » Tag Archives: gnr guarda

Tag Archives: gnr guarda

Dia da Unidade da GNR Guarda a 2 dezembro

O Comando Territorial da GNR da Guarda irá celebrar o Dia da Unidade no próximo dia 2 de dezembro.
O programa das comemorações do 14º aniversário inicia com uma “atividade Física solidária”, que se irá realizar no dia 26 do presente mês, onde cada participante deve levar um bem alimentar de primeira necessidade, produtos de higiene, ou alimentos para animais, para serem doados a IPSS e a associações de proteção animal.
No dia 2 de dezembro, Dia da Unidade, está marcada uma cerimónia militar no Largo General Humberto Delgado – Guarda(15h00).
Ainda no âmbito do dia da Unidade, é realizado um Concerto com a Banda Sinfónica da GNR, a realizar no Grande Auditório do TMG da Guarda.
Convidam a população a associar-se ao 14º Aniversário do Comando Territorial da GNR da Guarda.

GNR Guarda-Operação “Todos os Santos” 2022 – Balanço

 O Comando Territorial da Guarda, entre os dias 28 de outubro e 1 de novembro, altura em que é celebrado o dia de “Todos os Santos”, realizou uma operação de intensificação do patrulhamento rodoviário junto das estradas com maior fluxo de tráfego, com vista a combater a criminalidade e a reduzir a sinistralidade rodoviária, para além de garantir o apoio e segurança de todos os utentes das vias.

Durante este período, que tradicionalmente provoca grandes movimentações de tráfego rodoviário, foram empenhados militares do Destacamento de Trânsito e das Subunidades, os quais realizaram ações preventivas com o intuito de reduzir a sinistralidade rodoviária, dando especial atenção aos comportamentos dos condutores que coloquem em causa a sua segurança e a de terceiros.

Durante a operação foram fiscalizados 1316 condutores e detetadas 136 contraordenações, destacando-se:

  • 45 por excesso de velocidade;
  • 14 por condução com uma taxa de álcool no sangue (TAS) superior ao permitido por lei;
  • 13 relacionadas com tacógrafos;
  • Quatro por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • Quatro por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças.

 

No que diz respeito aos dados de sinistralidade, neste período registaram-se  23 acidentes, dos quais resultaram:

  • Zero mortos;
  • Um ferido grave;
  • Seis feridos leves.

 

Nesse sentido, a GNR continua a apelar aos condutores que pratiquem uma condução segura e cumpram as normas do código da estrada e legislação complementar.

GNR Guarda-8 novos estagiários apresentaram-se

Apresentaram-se , no passado dia 24 de outubro, no Comando Territorial da Guarda, 8 novos estagiários do 48.º CFG Curso de Formação de Guardas, para a consolidação da formação técnico-profissional adquirida na frequência do respetivo curso, visando o desenvolvimento das competências em contexto real de trabalho, nas atividades dos Postos Territoriais.

Aqui destacamos , o fornense Luís que assim integra este grupo de novos militares da GNR e vão agora abraçar esta carreira, foram assim recebidos pelo Comandante do Comando Territorial da Guarda, Coronel Cunha Rateiro.

GNR Guarda – Mêda e Foz Côa – Detidos por posse ilegal de armas e explosivos

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Pinhel,  deteve em flagrante três homens com idades compreendidas entre os 44 e os 76 anos, por posse ilegal de armas, munições e explosivos, nos concelhos de Mêda e Vila Nova de Foz Côa.

Na sequência de diligências de investigação, pelos crimes de posse ilegal de arma, os militares da Guarda deram cumprimento a quatro mandados de busca, duas domiciliárias e dois em veículos, tendo culminado com a apreensão de diverso material, destacando-se:

  • Uma caçadeira ;
  • Uma pistola e respetivo carregador;
  • 63 munições/cartuchos de diversos calibres;
  • Cinco sticks de gelamonite (explosivo);
  • 2,05metros de cordão detonante.

Os detidos foram constituídos arguidos e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa.

GNR Guarda | Fornos de Algodres – Pulseira eletrónica por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Aguiar da Beira, no dia 2 de outubro, deteve em flagrante um homem de 58 anos por violência doméstica, no concelho de Fornos de Algodres.

Na sequência de uma denúncia por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito exercia violência psicológica e ameaçava a vítima, a sua mãe de 84 anos. No seguimento das diligências policiais foi dado cumprimento a um mandado de detenção.

O detido foi presente hoje, dia 4 de outubro, no Tribunal Judicial de Celorico da Beira, onde lhe foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximar-se num raio de 300 metros, com recurso a pulseira eletrónica e apresentações bissemanais no posto policial da área de residência.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

GNR Guarda- Detenções em Foz côa e Seia por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da Guarda e do Posto Territorial de Seia, entre os dias 5 e 8 agosto, deteve três homens, com idades compreendidas entre os 43 e os 66 anos, por violência doméstica em três situações distintas, nos concelhos de Seia e de Vila Nova Foz Côa.

Numa primeira situação e no âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito de 43 anos infligiu  maus-tratos psicológicos e físicos contra a vítima, uma mulher de 39 anos. Perante a gravidade dos factos e a escalada das ameaças, foi dado cumprimento a um mandado de detenção.

No segundo caso, foi possível apurar que o agressor de 66 anos exercia violência física e psicológica sobre a vítima, sua companheira de 63 anos. No seguimento de diligências de inquérito, a Guarda deu cumprimento a um mandado de detenção.

Na terceira situação e no seguimento de denúncia apresentada, os militares da Guarda deslocaram-se de imediato ao local e após diligências apuraram que o suspeito de 56 anos infligia maus-tratos à vítima, uma mulher de 57 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção fora de flagrante.

Os suspeitos de 43 e 56 anos foram presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, onde lhes foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio com as vítimas, bem como afastamento das mesmas, não podendo aproximarem-se num raio de 300 metros, com recurso a pulseira eletrónica.

Ao suspeito de 66 anos, após ter sido presente ao Tribunal Judicial de Seia, foi-lhe a aplicada a medida de coação, de obrigatoriedade de tratamento à dependência do álcool e de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximarem-se num raio de 500 metros, controlado por pulseira eletrónica.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

GNR Guarda – Figueira de Castelo Rodrigo – Pulseira eletrónica por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Figueira de Castelo Rodrigo, no dia 2 de agosto, deteve em flagrante um homem de 53 anos por violência doméstica, no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.

Após uma denúncia de violência doméstica, os militares da Guarda deslocaram-se rapidamente para o local onde visualizaram o suspeito a proferir ameaças de morte à vítima, sua companheira de 51 anos, motivo que levou à sua detenção em flagrante.

O detido foi presente no dia 3 de agosto a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Figueira de Castelo Rodrigo, onde lhe foi aplicada a medida de coação de proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, bem como afastamento da mesma, não podendo aproximar-se num raio de 500 metros, controlado com recurso a pulseira eletrónica.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

 

GNR Guarda- Seia – Prisão preventiva por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia,   deteve dois homens e duas mulheres com idades compreendidas entre os 23 e 42 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Seia.

No âmbito de uma investigação por crimes de tráfico de estupefacientes, foi possível apurar que os suspeitos se dedicavam à venda direta do produto estupefaciente aos consumidores. Os militares da Guarda realizaram diligências policiais que culminaram com a identificação e detenção dos suspeitos. No seguimento da ação foi dado cumprimento a 13 mandados de busca, cinco domiciliárias, sete em veículos e uma em cacifo no local de trabalho, onde foi possível apreender o seguinte material:

  • 160 doses de cocaína;
  • 110 doses de liamba;
  • 23 comprimidos de corte;
  • Dois veículos;
  • Dois telemóveis;
  • Uma balança de precisão.
  • 2 730  em numerário.

Os detidos foram presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Seia ontem, dia 3 de agosto, onde lhes foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva a uma das mulheres, sendo que aos restantes detidos lhes foi aplicada a medida de coação de apresentações trissemanais em posto policial das suas áreas de residência e proibição de contactos com pessoas e locais conotados com o tráfico de estupefacientes.

Esta ação policial contou com o apoio do Destacamento de Intervenção (DI) da Guarda, do Núcleo de Investigação Criminal em Acidentes de Viação (NICAV) do Destacamento de Trânsito (DT) da Guarda, Núcleo de Apoio Técnico (NAT) e Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Vilar Formoso.

GNR Guarda – Gouveia, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira – Apreensão de 198 artigos contrafeitos

O Comando Territorial da Guarda, através do Destacamento Territorial de Gouveia, entre os dias 23 de julho e 1 de agosto, apreendeu 198 artigos contrafeitos no decorrer de diversas ações aleatórias de fiscalização que decorreram em feiras dos concelhos de Gouveia, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira.

No decorrer de diversas ações de fiscalização que tiveram lugar naqueles concelhos, os militares da Guarda fiscalizaram diversas bancadas que tinham para venda artigos contrafeitos de diversas marcas sem qualquer tipo de documento de transporte ou de aquisição, culminando na apreensão de 198 artigos, no valor estimado de 6 965 euros.

Desta ação resultou a identificação de três homens, de 41, 55 e 57 anos e duas mulheres ambas de 34 anos, tendo sido elaborados os respetivos autos por contrafação.

Os factos foram comunicados aos Tribunais Judiciais de Trancoso, Celorico da Beira e Gouveia.

A Guarda Nacional Republicana relembra que o objetivo principal deste tipo de ações é garantir o cumprimento dos direitos de propriedade industrial, visando essencialmente o combate à contrafação, ao uso ilegal de marca e à venda de artigos contrafeitos.

GNR Guarda – Celorico da Beira – Recolha de coruja-das-torres

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) da Guarda, no dia 10 de julho, recolheu uma coruja-das-torres (Tyto alba), no concelho de Celorico da Beira.

Na sequência de um alerta a dar conta que um popular tinha encontrado uma coruja-das-torres adulta, na localidade de Casas do Soeiro, os elementos do NPA deslocaram-se ao local onde procederam à sua recolha, apurando que se encontrava bastante debilitada.

No seguimento da ação, a ave foi transportada e entregue no Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) em Gouveia para monitorização e recuperação do seu estado de saúde e posterior devolução ao seu habitat natural.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.