Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: Instituto Politécnico da Guarda (IPG)

Tag Archives: Instituto Politécnico da Guarda (IPG)

Inaugurado o polo da Região Centro do Observatório no Politécnico da Guarda

Teve lugar a inauguração do polo da Região Centro do Observatório nas instalações do Politécnico da Guarda serviu de ocasião para o seu presidente, Joaquim Brigas, garantir que “os investigadores do IPG irão promover investigação e conhecimento que permitirá avaliar e desenvolver o envelhecimento ativo e saudável”. 

“O Politécnico da Guarda está muito bem posicionado para apoiar a definição de políticas públicas de apoio ao envelhecimento ativo, assim como de políticas para enfrentar os problemas sociais e de saúde com que a população mais velha se irá deparar no futuro próximo”, afirmou o presidente do Instituto Politécnico da Guarda – IPG, Joaquim Brigas, esta terça-feira na inauguração do polo da Região Centro do Observatório Nacional do Envelhecimento (ONE) nas instalações do IPG. O polo da Região Sul ficará sediado na Universidade Nova de Lisboa e o da Região Norte na Universidade do Porto.
 
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social confessou “especial orgulho por ser na Guarda que isto está a acontecer”. Ana Mendes Godinho, considerou mesmo “uma pedrada no charco” o trabalho que está a ser levado a cabo pelo Politécnico da Guarda. “Estão a ser desenvolvidas novas respostas para o envelhecimento, temos já cinco investigadores mobilizados para este projeto no IPG”, afirmou Ana Mendes Godinho. “O objetivo é produzir e partilhar conhecimento, para depois desenvolver projetos que têm financiamento do PRR para serem levados a cabo”.

Programa Pares vai trazer investimento ao Distrito da Guarda

Apoiadas 24 candidaturas no distrito egitaniense

O Instituto Politécnico da Guarda acolheu a cerimónia de assinatura de vários
contratos do Programa Pares 3.0, com a presença da  Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.
Segundo declarações da mesma, trata-se do maior investimento de sempre, em equipamento e respostas sociais, num total de 234 milhões de Euros.
O Programa Pares, vai já na sua terceira geração, tendo como finalidade apoiar o desenvolvimento
e consolidar a rede de equipamentos sociais, designadamente na criação de novos lugares, em
várias vertentes/respostas sociais: nas creches, no reforço dos serviços de Apoio Domiciliário, e
dos Centros de Dia, no aumento dos lugares em Estruturas Residenciais para Idosos e na
integração de pessoas com deficiência através de respostas residenciais e de centros de atividades
ocupacionais.
No Distrito da Guarda, o Pares apoiará 24 candidaturas (investimento publico de 14.696.048
milhões de Euros) para 40 respostas sociais, sendo que no Concelho de Aguiar da Beira foram
contempladas 4 candidaturas, nas Freguesias de Carapito, Cortiçada, Penaverde e Dornelas, todas
elas no âmbito da população idosa, com exceção da última, que visará a comunidade com
deficiência. O investimento público nas instituições do Município de Aguiar de Beira perfaz um
valor total de 2.846.954 euros, sendo que a Associação Menina do Rosário de Carapito foi
contemplada com uma verba de 890.756€, Centro Social Paroquial da Cortiçada 243.025€, Centro
Social Paroquial de Penaverde 296.029€, e por fim o Centro Social Paroquial de Dornelas contou
com uma verba no valor de 1.417.144€.

No que toca à Fundação Laura Santos, a construção da tão desejada Unidade de Demências com um valor global de 1.500.000.00€, vai ser realidade. Um acontecimento muito feliz e de grande importância para o Conselho de Administração, Colaboradores, Órgãos Sociais, Utentes e Clientes, que fazem da Fundação Laura Santos uma instituição de referência a nível nacional.

Para Figueiró da Serra, foi um dia feliz para a Comissão de Melhoramentos local, que irá culminar no dia da inauguração do nosso Lar de Sta Eufêmia.

“Living the Future Academy” novo projeto do Politécnico da Guarda

O “Living the Future Academy” pretende criar e reforçar parcerias com empresas das regiões envolvidas, entre as quais a da Guarda, e promover formações no âmbito dos impulsos jovem-STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática) e adultos. O projeto é liderado pela Universidade de Coimbra e, para além do IPG, conta com 104 parceiros e nove ‘clusters’ envolvendo mais de 300 associados.

O Instituto Politécnico da Guarda – IPG integra um projeto de 16,5 milhões de euros que prevê a capacitação global de 8 mil a 12 mil pessoas, através de nove novos cursos de licenciatura e mestrado e, sobretudo, uma centena de cursos curtos, não conferentes de grau, dedicados às soft skills, articulados com empresas da região. O “Living the Future Academy” é liderado pela Universidade de Coimbra e financiado pelas verbas europeias do Plano de Recuperação e Resiliência – PRR (ver Protocolo de Colaboração).

“É essencial fortalecer os recursos e as empresas da nossa região para a sua entrada em modelos de Economia 4.0”, afirmou Joaquim Brigas, presidente do IPG, na cerimónia em Coimbra que assinalou o início do projeto. “O Politécnico da Guarda está hoje orientado para três missões: integrar o maior número possível de pessoas no ensino superior; valorizar e qualificar a mão de obra que trabalha nas organizações e nas empresas da nossa área de influência em Portugal e na Lusofonia; e valorizar os territórios do Interior, tornando os seus bens e os seus serviços mais competitivos no mercado global”.

O projeto “Living the Future Academy” tem como objetivo reforçar parcerias com empresas competitivas e atrair quadros a meio das suas carreiras profissionais para o ensino superior, através da capacitação e formação de técnicos em áreas como as tecnologias digitais, soluções de engenharia ao serviço do aprovisionamento, do fabrico, da robótica e da automação de sistemas industriais, em articulação com empresas e recursos da região.

“Um motor de coisas novas”

O “Living the Future Academy” prevê também o estabelecimento de parcerias com órgãos da administração local e regional, empresas, incubadoras, clusters competitivos, associações industriais, organizações públicas e privadas, ordens profissionais e instituições de ensino superior estrangeiras.

“Este projeto não assenta em edificado, mas em qualificações”, afirmou Amílcar Falcão, reitor da Universidade de Coimbra, na cerimónia de assinatura do Protocolo de Colaboração em Coimbra. “Este projeto fará a diferença e será, certamente, um motor de coisas novas, mantendo o respeito pela individualidade, pela territorialidade e por cada uma das instituições envolvidas”, como o Politécnico da Guarda.

O projeto é liderado pela Universidade de Coimbra em co-promoção com o IPG, pela Universidade dos Açores, pelo Instituto Politécnico de Viseu e pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Conta também com 104 parceiros e nove ‘clusters’ envolvendo mais de 300 associados. Foi apresentado no dia 11 de abril e terá a duração necessária para o cumprimento integral do protocolo.

“Esperemos que este projeto, pelo seu sucesso, seja apenas a primeira de muitas parcerias inovadoras que se venham a realizar no futuro, afirmando o ensino superior como uma alavanca estratégica para o desenvolvimento de Portugal nesta década 2020-2030!”, afirmou Joaquim Brigas no final da sua intervenção em Coimbra.

Protocolo

Foto:IPG

Oferta Formativa do Centro de Estudos Ibéricos 2022 – 2023

Cursos Certificados pela Universidade de Coimbra com o apoio do PRR

O Centro de Estudos Ibéricos (CEI) apresenta um reforço da Oferta Formativa para os anos 2022 e 2023 que terá o apoio do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). O plano formativo conta com vários cursos, certificados pela primeira vez pela Universidade de Coimbra, parceira ativa do CEI, juntamente com o Município da Guarda, a Universidade de Salamanca e o Politécnico da Guarda (IPG), ao longo das duas últimas décadas. Uma parceria concretizada em 2001 entre as quatro instituições, que veio cumprir o desígnio do Professor Eduardo Lourenço e que vê assim reforçada a qualidade e credibilidade científica e formativa do CEI.

A primeira iniciativa é o XXII Curso de Verão, de 2022, com três ECTS [Sistema Europeu de Transferência de Créditos]. Além do Curso de Verão [Novas fronteiras, outros diálogos: cooperação e desenvolvimento] a Oferta Formativa proporcionada pelo CEI será ampliada, a partir do segundo semestre de 2022, com vários cursos que emergem doutros tantos projetos que o CEI tem vindo a desenvolver: Leituras do Território; Coesão territorial e cooperação transfronteiriça; Novas Geografias dos Países de Língua Portuguesa (NGPLP); Fronteiras da Esperança: Minha Terra, Minha Futuro; e Literacia em Saúde – Saúde sem Fronteiras.

Estes cursos têm como destinatários: professores; graduados com interesse nas temáticas abordadas no curso; outros especialistas com Currículo Vitae relevante, avaliados pela coordenação; e estudantes que manifestem interesse pelos temas.

As inscrições, a submissão de comunicações e demais informações relativas ao XXII Curso de Verão Novas fronteiras, outros diálogos: cooperação e desenvolvimento ficam disponíveis a partir de 11 de fevereiro. Quanto à informação relativa aos outros Cursos, será disponibilizada gradualmente a partir do segundo semestre, sendo facultada até final de maio.

Estes cursos juntam-se a duas iniciativas já promovidas pelo CEI e creditadas pelo IPG: Oficina de História da Guarda e Aprender fora da sala de aula (outdoor learning)

A informação relativa ao Curso de Verão, aos demais Cursos e projetos promovidos pelo CEI encontra-se disponível em www.cei.pt Ler Mais »

Noesis instala escritórios no Politécnico da Guarda e recruta recém formados

O Instituto Politécnico da Guarda – IPG vai acolher nas suas instalações os novos escritórios da Noesis. A consultora tecnológica portuguesa escolheu o IPG como parceiro para se instalar na cidade da Guarda e para contratar quadros especializados. Esta colaboração foi acordada num protocolo assinado entre o presidente do IPG, Joaquim Brigas, o CEO da Noesis, Alexandre Rosa, e o CTO da Noesis, Nelson Pereira.

“A instalação da Noesis no Politécnico da Guarda – uma consultora de referência no mercado pela sua elevada capacidade de inovação tecnológica – tem a vantagem de aproximar os nossos estudantes do mundo empresarial e de promover a retenção de talento no Interior”, afirma Joaquim Brigas. “Esta parceria prevê o recrutamento de recém licenciados e mestrados no IPG para estágios, que posteriormente poderão fixar-se na empresa, contribuindo, desta forma, para o desenvolvimento económico da região”.

Para além de recrutamento de quadros qualificados no IPG, o protocolo prevê a cedência de instalações por parte do IPG e a realização de ações conjuntas de inovação e modernização administrativa, nomeadamente na melhoria, criação e adaptação de ferramentas informáticas do IPG.

“Procuramos estar próximos de instituições académicas que sejam relevantes nas áreas de formação das engenharias, como é o caso do Instituto Politécnico da Guarda, promovendo a integração profissional de jovens licenciados, sem que estes tenham de se deslocalizar para os grandes centros urbanos”, afirma Nelson Pereira, CTO da Noesis. “A abertura destes novos escritórios faz parte da nossa estratégia de criar diversos centros de competências, espalhados pelo país, constituídos por equipas especializadas que desenvolvem projetos e prestam serviços aos nossos clientes”.

A Noesis já iniciou o processo de recrutamento de recursos humanos na região e prevê começar a utilizar o novo polo no IPG durante o mês de março.

Ciclo de Palestras “Vamos Falar de Logística” na Guarda

Vão decorrer na Guarda, um Ciclo de Palestras “Vamos Falar de Logística” , neste mês de janeiro será o seu arranque. Promovida pelo Politécnico da Guarda e pelo Centro de Estudos Ibéricos , em parceria com o Município da Guarda , Apat – Associação dos Transitários de Portugal e a APLOG – Associação Portuguesa de Logística. , a primeira das quatro palestras decorre já no próximo dia 24 de janeiro, pelas 18h30, no Auditório do IPG.

A abertura do evento fica a cargo de Joaquim Brigas, Presidente do IPG, e Sérgio Costa, Presidente do Município da Guarda. O evento conta, ainda, com a participação de Sandra Olano, Diretora Geral do OLANO Groupe, que abordará o tema “Valores e Cultura na Empresa”. A entrada é livre e as próximas palestras já estão agendadas para os dias 28 de fevereiro, 31 de março e 28 de abril.

Mais informação em https://politecnicoguarda.pt/eventos/vamos-falar-de-logistica-ciclo-de-palestras/

IP Guarda comemorou o 41º aniversário e a abertura solene do ano letivo 2021-2022

Teve lugar no Politécnico da Guarda a celebração dos 41 anos com aapresentação da nova imagem de marca e de um novo website.
O presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, anunciou hoje que a instituição está a candidatar-se “a verbas europeias para a construção de novos equipamentos, nomeadamente uma Escola de Saúde  e uma residência de estudantes no campus do IPG”. Durante a cerimónia comemorativa do 41º aniversário e a abertura solene do ano letivo 2021-2022, Joaquim Brigas apresentou a nova imagem e narrativa do Politécnico, as quais recriam a identidade visual do IPG, e lançou o novo website institucional.

Num discurso em que anunciou novas ofertas formativas e fez o balanço do aumento do número de alunos que se verificou nos últimos anos, o presidente do Politécnico sublinhou a estratégia do IPG no apoio à inovação e competitividade do tecido económico da região e na contribuição para a qualificação das suas instituições sociais, autárquicas, culturais e desportivas. “O Politécnico da Guarda quer consolidar-se como uma referência do desenvolvimento do Interior”, afirmou Joaquim Brigas. “O IPG está mobilizado para contrapor, de forma fundamentada, todos aqueles que defendem que o Estado central deve investir ainda menos no Interior e concentrar todos os investimentos na faixa litoral!”

A cerimónia contou com a presença do secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, o qual valorizou “a capacidade das instituições de ensino superior do Interior, como o Politécnico de Guarda, de diversificar a oferta formativa e responder aos desafios da economia, contribuindo assim para coesão territorial”.

Prémios para estudantes e homenagem a docentes e funcionários
Em 2020 o IPG não pôde realizar a habitual cerimónia de comemoração de aniversário devido à pandemia da Covid-19. “É com grato prazer que podemos, este ano, regressar à celebração do ‘Dia do IPG’, à atribuição de prémios aos estudantes que mais se notabilizaram em diferentes domínios, e, também, às justas homenagens aos funcionários, docentes e não docentes que recentemente se aposentaram”, afirmou Joaquim Brigas.
Aos alunos foram entregues os prémios “Banco Santander”, “Ensino Magazine”, “Poliempreende” e a “Bolsa de Mérito João Lopes”. Foram ainda homenageados os funcionários, docentes, e não docentes que recentemente se aposentaram.

IPG conta com mais 48 alunos colocados na 3ª fase e esgota cursos de comunicação

Na 3ª fase de candidaturas ao ensino superior o Politécnico da Guarda preencheu todas as vagas disponíveis para as licenciaturas em Comunicação Multimédia, Comunicação e Relações Públicas e Marketing.

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) recebeu mais 48 alunos colocados na 3ª fase de candidaturas ao ensino superior de 2021, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Ciência (ver ficheiro em anexo), Tecnologia e Ensino Superior, esgotando as três licenciaturas da área de comunicação.

Estamos bastante satisfeitos com a entrada destes novos estudantes no IPG. Queremos continuar a atrair e a fixar jovens de todo o país aqui na Guarda, através de um ensino inovador e de uma investigação de qualidade que sirvam as necessidades concretas das empresas e da sociedade civil”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG.

Nos resultados divulgados, os cursos de comunicação tiveram a totalidade das suas vagas ocupadas. As licenciaturas de Comunicação Multimédia, Marketing e Comunicação e Relações Públicas preencheram todas as vagas destinadas à 3ª de acesso ao ensino superior, tendo aumentado as notas dos últimos alunos colocados nestes cursos.

Joaquim Brigas afirma que este é o reflexo do empenho dos docentes em envolver os seus alunos na procura de respostas aos desafios que o mercado de trabalho enfrenta. “O nosso instituto está atento às necessidades do mercado, não só para a atualização do ensino, como também para a modernização da investigação científica”.

Os cursos de design, gestão e desporto – que este ano contou com a inclusão da nova licenciatura em Desporto, Condição e Saúde – viram, no somatório destas três fases, todas as suas vagas preenchidas. Também as licenciaturas da Escola Superior de Saúde da Guarda (ESSG) esgotaram todas as vagas disponíveis para o ano letivo 2021/2022 e aumentaram as suas médias de acesso.

Os cursos de saúde são cada vez mais atrativos para os estudantes, muito devido à excelência do seu corpo docente e à forte componente investigativa – que foi reforçada este ano”, afirma Joaquim Brigas.

Satisfeito com os resultados do concurso nacional de acesso ao ensino superior deste letivo, o presidente do IPG afirma que “o Politécnico da Guarda continuará a criar mais parcerias com empresas, autarquias, IPSS e outras entidades, para formar profissionais que valorizem o capital humano da região Interior e de todo o país”.

Foto:IPG