Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: transito

Tag Archives: transito

Guarda- Condicionamento de trânsito na Av.Rainha D.Amélia

Até ao dia 3 de março, mantém-se a alteração de tráfego na Av. Rainha D. Amélia; sendo prorrogado o prazo por 15 dias. Assim, o trânsito automóvel continuará cortado no sentido ascendente da Av. Rainha D. Amélia, entre o cruzamento com a Av. Eng.º Adelino Amaro da Costa e o início da Rua Batalha Reis, processando-se, em ambos os sentidos, na via de sentido descendente na forma de circulação alternada, com recurso a semáforos. Solicita o Municipio a compreensão e atenção de todos para a sinalização no local.

GNR- Operação “Todos os Santos”

A Guarda Nacional Republicana (GNR), no período de 31 de outubro a 4 de novembro, altura em que é celebrado o dia de “Todos os Santos”, irá intensificar o patrulhamento nas estradas com maior fluxo de tráfego, com o objetivo de apoiar os utentes das vias e de reduzir situações que configurem comportamentos de risco, privilegiando uma atuação preventiva e de grande visibilidade.

Durante todo o período da operação, em que se prevê uma grande intensidade de trânsito, a GNR, através da sua presença dissuasora, pretende garantir que as deslocações se façam em segurança, contribuindo assim para uma diminuição da sinistralidade rodoviária. Nesse sentido, a GNR apela a que os condutores adotem os seguintes comportamentos nas estradas:

  • Cumprir as regras de trânsito, especialmente no que respeita às manobras de ultrapassagem, mudança de direção, inversão do sentido de marcha, cedência de passagem e posição de marcha;
  • Utilizar corretamente o cinto de segurança e os sistemas de retenção para crianças;
  • Não utilizar os telemóveis durante o exercício da condução;
  • Adequar a velocidade ao tipo de estradas e às condições de circulação;
  • Não ingerir bebidas alcoólicas, nem consumir substâncias psicotrópicas antes ou durante a condução.

Trânsito requer cuidados

Foto02O Presidente da Junta de Freguesia de Gouveia manifestou a necessidade de serem criadas melhores condições para a circulação automóvel, nalgumas zonas da Cidade, com ganhos para o próprio trânsito e, sobretudo, para uma melhor segurança de condutores e peões. João Amaro levou este assunto á última reunião pública da Câmara Municipal, tendo sinalizado várias situações e deixado alguns alertas pedindo a intervenção do Município na resolução desses problemas.

O autarca da Freguesia, deu vários exemplos de casos que requerem uma ação imediata, como o da necessidade de limitar a velocidade em vários pontos urbanos, nomeadamente na confluência da Rua D. Sancho I e a Rua 5 de Outubro através do alteamento da passadeira para peões aí existente.

A mesma necessidade de limitação de velocidade se passa na Rua 5 de Outubro, via de sentido único, a partir do cemitério velho.

De igual modo, o aumento da circulação automóvel na Estrada do Curral do Negro impõe também cuidados na limitação de velocidade.

Outro caso é o dos constrangimentos na circulação na zona da Ponte, no entroncamento com a Rua Fernão Botto Machado, entre outras situações focadas no decurso da referida reunião.

O Presidente da Junta referiu que se justifica um levantamento rigoroso de todas as situações de constrangimentos e potenciais pontos de sinistralidade, não só a nível da Cidade, como a nível de todo o Concelho.

Nesse sentido, defendeu mesmo que se justificaria a constituição de uma Comissão Municipal de Trânsito e Segurança Rodoviária e respectivos instrumentos regulamentares, uma medida, aliás, muito comum por parte da generalidade dos Municípios do país, que se constituem como importantes estruturas auxiliares no levantamento das necessidades e na definição de tipologias de intervenção nesta área, com ganhos para a segurança de condutores e peões.

Por:Freg.Gouveia

Vinheta da inspeção do veículo – Deixa de ser necessária a colocação no pára-brisas.

Alterações em vigor
foto:GNR

  Com a entrada em vigor do Decreto-Lei nº 144/2012 de 11/07, deixou de
ser obrigatório a afixação da vinheta de inspeção periódica obrigatória
no pára-brisas do veículo.
Esta obrigação, dizia respeito ao nº 1 do
artigo 8º do Decreto-Lei n.º 554/99, de 16/12, sendo punida com coima
de 30 a 150 €. No entanto, esse diploma foi revogado pelo Decreto-Lei
n.º 144/2012, de 11/07, que regula as inspeções
técnicas periódicas, as inspeções para atribuição de matrícula, e as
inspeções extraordinárias de veículos a motor e seus reboques.

   O
n.º 1 do art.º 9 do Decreto-Lei nº 144/2012, elimina a obrigatoriedade
da vinheta destacável, passando a dispôr que “para comprovar a
realização das inspeções periódicas é emitida pela entidade gestora do
centro uma ficha de inspeção por cada veículo inspecionado.” Assim, a
comprovação da inspeção periódica deixou de ser efetuada através da
vinheta, a qual era afixada no interior do veiculo no canto inferior do
para-brisas ou, na falta deste, noutro local bem visível.
  
Atualmente, no exercício da fiscalização apenas será exigido ao condutor
a exibição da ficha de inspeção do veiculo. Quando o condutor não seja
portador da ficha de inspeção, é punido com a coima de 60 a 300 €
prevista no art.º 85.º do Código da Estrada, salvo se a apresentar no
prazo de 8 dias à autoridade indicada pelo agente de fiscalização, caso
em que é sancionado com coima de 30 a 150 €. A falta de inspeção
periódica ou extraordinária, quando obrigatórias, é punida com coima de
250 a 1250 €.
Por :GNR Guarda

Guarda é o distrito com menos mortes nas estradas


Shutterstock Images - Licença Standard
Os acidentes nas estradas
portuguesas provocaram este ano 261 mortos, menos 24 do que em igual
período de 2013, indicou hoje a Autoridade Nacional de Segurança
Rodoviária (ANSR).

A ANSR,
que reúne os dados da PSP e da GNR, adianta que, entre 1 de janeiro e 7
de agosto, se registaram 67.782 acidentes rodoviários, mais 485 do que
no mesmo período do ano passado, quando se somaram 67.297 desastres.
Segundo a Segurança Rodoviária, os 67.782 acidentes provocaram, até 7 de
agosto, 261 mortos, representando uma redução de cerca de oito por
cento em relação ao ano mesmo período do ano passado. O maior número de
mortos ocorreu no distrito de Lisboa, com 28 vítimas mortais, seguido do
Porto (27) e de Coimbra (23). Os distritos com menos vítimas mortais
são a Guarda (cinco), Portalegre (seis) e Beja (sete), adiantam os dados
da ANSR. Os acidentes rodoviários provocaram, até 31 de julho, 1.172
feridos graves, mais 75 do que no mesmo período de 2013, quando ficaram
gravemente feridas 1.097 pessoas. No período em análise da ANSR, de 1 a 7
de agosto, os acidentes rodoviários provocaram sete mortos e 55 feridos
graves. A ANSR diz ainda que os feridos ligeiros passaram dos 20.918,
em 2013, para os 20.008. Os dados dizem respeito às vítimas mortais cujo
óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.

Mais de 5.700 militares da GNR patrulham estradas entre domingo e quarta-feira

Aposta na prevenção
Mais de 5.700 militares da GNR vão patrulhamento as
estradas portuguesas entre domingo e quarta-feira, numa operação que tem
como objectivo garantir a segurança dos portugueses que se deslocam
para férias, anunciou hoje a corporação.

O reforço do patrulhamento
rodoviário insere-se na primeira fase da operação “Hermes – Viajar em
Segurança”, acção que a Guarda Nacional Republicana desenvolve entre 13
de Julho e 01 de Setembro em quatro fases.
Durante a operação
faseada, a GNR vai intensificar as acções de patrulhamento rodoviário,
apoio e fiscalização nas estradas mais críticas com o objectivo de
garantir uma deslocação em segurança aos cidadãos que, nesta altura do
ano, se deslocam para férias.
Na primeira fase da operação, que vai
decorrer entre domingo e quarta-feira, vão estar mobilizados 5.785
militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais da
GNR, que vão realizar cerca de 1.415 acções, refere aquela força de
segurança, em comunicado.
Os militares da GNR vão dar “especial
atenção aos comportamentos de risco dos condutores que coloquem em causa
a segurança rodoviária”, nomeadamente manobras perigosas de
ultrapassagem, mudança de direcção, inversão do sentido da marcha,
cedência de passagem e distância de segurança,
A condução sem
habilitação legal e sob efeito do álcool e de drogas, a não utilização
do cinto de segurança ou de cadeirinhas para crianças, o uso do
telemóvel durante a condução e o excesso de velocidade são outros dos
comportamentos que vão estar na mira da GNR.
As restantes fases da
operação “Hermes – Viajar em Segurança” vão decorrer entre 01 e 03 de
Agosto, 15 e 17 de Agosto e 29 de Agosto e 01 de Setembro.
fonte:terras da beira

OPERAÇÃO “HERMES – VIAJAR EM SEGURANÇA”

A Guarda Nacional Republicana irá realizar uma operação faseada de
intensificação de patrulhamento rodoviário, desde o dia 13 de julho e o
dia 1 de setembro, com o objetivo de garantir uma deslocação em
segurança aos cidadãos que se deslocam de/para locais de veraneio e/ou
eventos de diversa natureza próprios desta altura do ano.

Para mais informações aceda a: http://bit.ly/1mRZRwj

fonte:GNR Guarda