Templates by BIGtheme NET
Início » Almeida » Viajar pelas Aldeias Históricas de Portugal é mais fácil, económico e sustentável!

Viajar pelas Aldeias Históricas de Portugal é mais fácil, económico e sustentável!

Aldeias Históricas de Portugal e Renault Portugal disponibilizam gratuitamente viaturas elétricas para viajar pelo território

A Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico e a Renault Portugal, em parceria com o Município do Fundão, acabam de lançar um projeto pioneiro que disponibiliza – gratuitamente! – viaturas elétricas para turistas, residentes ou profissionais que exerçam atividade no território. Aceder a este serviço não pode ser mais simples: a reserva pode ser feita digitalmente em https://aldeiashistoricasdeportugal.com/?serv=rentacar ou, presencialmente, no Posto de Turismo da Aldeia Histórica de Castelo Novo. Para quem optar por viajar de comboio até ao território, estão, igualmente, garantidos serviços de transfer, a partir das estações ferroviárias de Castelo Novo, Alpedrinha ou Fundão.

A Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico e a Renault Portugal, em parceria com o Município do Fundão, apresentaram, na Aldeia Histórica de Castelo Novo, um pioneiro serviço gratuito de mobilidade sustentável, que coloca ao dispor de turistas, residentes e profissionais uma frota de cinco viaturas Renault elétricas, a partir da Aldeia Histórica de Castelo Novo, ou das estações ferroviárias de Castelo Novo, Alpedrinha e Fundão. Um projeto-piloto que poderá estender-se a áreas para além da mobilidade, de modo a reforçar a aldeia como uma referência no domínio da sustentabilidade e que poderá ser replicado nas restantes 11 aldeias da rede.

Este novo serviço é o resultado de um protocolo de colaboração assinado entre as Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico e a Renault Portugal, com o objetivo de tornar a Aldeia Histórica de Castelo Novo a primeira localidade de Portugal Continental com mobilidade 100% sustentável – livre de emissões de CO2 e de ruído! – mas, também, de garantir que as viagens entre as 12 Aldeias Históricas de Portugal são mais amigas do ambiente. A concretização deste protocolo é a solução para os turistas e todos aqueles que não dispõem de viatura própria, ou para quem procura uma forma mais económica e sustentável de viajar, incluindo os residentes e profissionais do território.

Os quatro modelos de veículos elétricos colocados à disposição prometem satisfazer todas as necessidades de lazer, mas também profissionais. Pela imagem e conceito, o Renault Twizy promete ser a preferência dos jovens com mais de 16 anos, mas também dos adultos que procuram uma experiência mais irreverente ou que sofrem de mobilidade reduzida; o Renault Twingo Electric certamente que vai impressionar pela agilidade e prazer de condução; o Renault ZOE promete surpreender pelos desempenhos nas fantásticas e desafiantes estradas da região; enquanto o comercial Renault Kangoo Z.E. tem tudo para deixar rendidos os profissionais da Aldeia Histórica de Castelo Novo, como por exemplo os que se dedicam à agricultura e à pecuária.

Todos os utilizadores, sem exceção, vão ter assim a oportunidade de confirmar que os automóveis elétricos da Renault, por garantirem zero emissões em utilização, pelo prazer e conforto de condução que proporcionam e pelos imbatíveis custos de utilização, são uma excelente solução (também) para os territórios de baixa densidade e não apenas para os grandes centros urbanos. E, neste caso, sem qualquer custo para os utilizadores, uma vez que a frota elétrica da Renault vai ser disponibilizada – importa sublinhar – gratuitamente a todos os interessados!

A adesão ao serviço é muito simples: basta reservar as viaturas a partir do link https://aldeiashistoricasdeportugal.com/?serv=rentacar, indicando quais as datas de recolha e devolução, bem como se necessita ou não de transfer (caso não tenha viatura própria ou preferir deixar o carro em casa, desfrutando assim de uma experiência 100% sustentável e económica). A partir do mesmo link, além de reservar o seu modelo elétrico preferido, pode desde logo planear a sua viagem pelas Aldeias Históricas de Portugal, escolhendo o alojamento, os restaurantes e ainda várias atividades, como passeios pela natureza ou visitas guiadas.

Por outro lado, sublinhe-se que, em articulação com o Município do Fundão, estão disponíveis serviços de transfer (também gratuito) a partir das estações ferroviárias de Castelo Novo, Alpedrinha ou Fundão.

Este projeto será objeto de monitorização, permitindo aos diferentes utilizadores o acesso a uma mobilidade sustentável, inclusivamente como transbordo para os que recorrerem à ferrovia como forma de deslocação. Aliás, potenciar o transporte multimodal é outro dos compromissos das Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico na área da sustentabilidade.

Para as Aldeias Históricas de Portugal, este é um projeto que vai ao encontro da estratégia que a associação tem desenvolvido na promoção da competitividade assente no princípio da sustentabilidade. Um racional que continuará a vigorar na Estratégia Portugal 2030, com o objetivo de reforçar as Aldeias Históricas de Portugal como líder em inovação nos territórios de baixa densidade, num inequívoco compromisso com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Em 2008, a Renault teve a coragem e a ousadia tecnológica de apostar na mobilidade elétrica como uma solução para um planeta mais sustentável. Uma estratégia que muitos consideravam como uma mera utopia. Volvidos estes anos, circulam nas estradas mais de 400.000 automóveis elétricos Renault. No total, já percorreram mais de 10 mil milhões de quilómetros. Ou seja, um “know-how” e um capital de experiência inigualáveis.

Em 2025, a Renault tem como meta disponibilizar ao mercado a gama mais ecológica do mercado, enquanto, em 2050, o desafio é atingir a neutralidade carbónica na Europa. Ainda este ano, a Renault tem como meta reduzir a pegada ambiental em 25%, em comparação com 2010.

Carlos Ascensão, presidente da Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico afirma: “Em primeiro lugar quero agradecer à Renault a aposta que faz neste projeto. É com imenso orgulho que temos como parceiro a marca pioneira na mobilidade elétrica e um fabricante que marcou a vida de tantas famílias portuguesas.   

Nos últimos anos, a estratégia da Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico tem procurado afirmar as Aldeias Históricas de Portugal como um território sustentável e inovador, assente no conceito de Crescimento Verde, Inclusivo e Inteligente, com capacidade para potenciar o desenvolvimento local integrado, e diferenciando-se como innovation leader no âmbito dos territórios de baixa densidade. O projeto Mobilidade Urbana Sustentável na Rede Aldeias Históricas de Portugal está de acordo com essa estratégia.

Há um compromisso da Rede. Um comprometimento coletivo. Há uma consciência inequívoca de que o crescimento económico não pode estar dissociado da utilização dos recursos. Por isso, a próxima década reveste-se de primordial importância para a Rede Aldeias Históricas de Portugal, na consolidação do seu posicionamento no domínio do desenvolvimento sustentável, dotada de mais ambição e materializada na condução da Rede Aldeias Históricas de Portugal para uma adaptação às alterações climáticas, prestando assim o seu contributo para a concretização do Pacto Ecológico Europeu, norteado pelos princípios da transição social, transição digital e transição verde. Esta é mais uma epopeia na vida destes 12 ícones da nossa Portugalidade e, para tal feito, contamos com todos.”

Ricardo Lopes, administrador-delegado da Renault Portugal sublinha: “É com grande satisfação que celebramos este inédito protocolo com as Aldeias Históricas de Portugal. A Renault foi pioneira na mobilidade elétrica, tendo iniciado este percurso, por convicção, quando a mobilidade sustentável ainda era considerada por muitos como uma utopia. Com a experiência e o conhecimento adquiridos ao longo dos últimos 12 anos, não raras vezes temos inovado e este protocolo é mais um excelente exemplo disso mesmo: com este projeto piloto, a Aldeia Histórica de Castelo Novo dá o primeiro passo para ser a primeira localidade de Portugal Continental com mobilidade 100% sustentável. Estamos convictos que esta iniciativa mudará mentalidades, proporcionando a muitos visitantes e residentes uma nova e enriquecedora experiência. No fundo, vão comprovar, em condições reais de utilização, as mais valias da mobilidade elétrica, que passam pelo prazer de condução, conforto, economia e, não menos importante, de uma forma mais sustentável. A Renault tem inovado também nesta matéria, com uma história e tradição em protocolos desta natureza, como o estabelecido com Porto Santo, em que a Renault é a parceira para converter a ilha no primeiro território livre de combustíveis fósseis. Por isso, este projeto experimental com as Aldeias Históricas de Portugal é mais um importante passo para tornarmos o país e a região da Beira Interior, em particular, um território mais sustentável”.

Carlos Miguel, secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, afirma: “Esta é uma boa surpresa para este território e para o país. Trata-se de um projeto importante em que a sustentabilidade ambiental é a primeira, a segunda e a terceira prioridade. Um excelente exemplo de uma parceria público-privada (PPP) sã, boa, que se recomenda e se deve replicar”.

 

Sobre as Aldeias Históricas de Portugal:

 

Entre montes e vales da verdejante paisagem do interior de Portugal, repletas de lendas e castelos, sabores e tradições, encontram-se 12 singelas aldeias onde apetece perdermo-nos. Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso: as Aldeias Históricas de Portugal, um destino que são 12, surgem como paraísos escondidos que nos levam numa viagem ao tempo de reis e rainhas, de épicas e infinitas batalhas que escreveram a História como a conhecemos hoje. São, ainda, a garantia de momentos inesquecíveis de lazer, aventura e descoberta, temperados com os inigualáveis aromas e sabores da região, que compõem a sua típica gastronomia.

No território das Aldeias Históricas de Portugal há um sem fim de trilhos para caminhadas e percursos de bicicleta e BTT – como a Grande Rota 22, a maior rota de Walking & Cycling na Europa e em Portugal, com cerca de 600 km. A Grande Rota 22 tem o selo Leading Quality Trails – Best of Europe, entregue pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).

As Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro destino em rede – à escala mundial – e o primeiro destino nacional a receber a certificação BIOSPHERE DESTINATION. E, em 2020, foram o primeiro destino a nível nacional a criar o “Manifesto do Turista Responsável”, lembrando aos seus visitantes a importância do respeito pela natureza.

 

Sobre a Renault Portugal:

A história da mobilidade em Portugal é sinónimo de Renault. Mais de um milhão e meio de automóveis vendidos em 41 anos de presença direta no país, 36 dos quais como líder de mercado. Uma história de sucesso também a nível industrial, já que entre as fábricas de componentes mecânicos do Grupo Renault e da Aliança Renault-Nissan em todo o mundo, a Renault Cacia é sistematicamente considerada a melhor na produção de caixas de velocidades. Com a maior rede de concessionários do país, a Renault é responsável por cerca de 3.000 postos de trabalho diretos e indiretos. Mas, em Portugal, o compromisso da Renault estende-se à área da sustentabilidade, de que são exemplo os pioneiros e ambiciosos projetos Porto Santo Smart Fossil Free Island e Mobilidade Urbana Sustentável nas Aldeias Históricas de Portugal.

Publicidade...