Templates by BIGtheme NET
Início » Distrito de Viseu » Viseu-FPF-Futsal -Portugal- Usbequistão-1-3

Viseu-FPF-Futsal -Portugal- Usbequistão-1-3

Segundos finais fatais para lusos

Mais uma partida de preparação para o Mundial de Futsal, com Portugal desta vez a defrontar o Usbequistão, no Pavilhão Cidade de Viseu.

Perante uma plateia de público, o número permitido, seguindo as regras da DGS, com as equipas a baterem-se de igual para igual e o nulo a manter-se por largos minutos, com Portugal a tentou a sua sorte, mas a turma adversária foi adiando o golo e curiosamente até criou algumas situações de perigo eminente para a baliza de Bebé e Edu.

Por sua vez, ambos os guarda-redes evitaram com defesas de qualidade o imenso perigo ofensivo dos lances criados.

A toada de ataque da turma das quinas manteve-se forte, mas o nulo a manteve-se até ao intervalo, com bons lances de ataque de parte a parte, mas ambos keepers a segurarem o nulo.

Os golos chegaram

Após o reatamento, Portugal a ter em campo, um cinco base muito experiente, Edu, João Matos, Ricardinho, Bruno Coelho e Pany, mas a turma do Usbequistão que entrou melhor.

Jorge Braz tentou em jogada estudada, que a sua equipa marcasse e André Coelho abriu o ativo, aos 22´, após trabalho de Ricky.

Uma reação de pronto a que Edu foi segurando, depois disso, Tiago Brito remata ao poste, mas a igualdade a chegar com jogada rápida do Nishonov, aos 24´.

Os jogadores das Quinas foram rodando e Jorge Braz tentou impor outras táticas no sentido de sair vencedor deste jogo.

Portugal passou a ter mais posse de bola e aos 26´, André coelho quase bisava na partida, depois foi Paçô a não conseguir marcar, por sua vez de livre, o Usbequistão quase marcou, valeu o poste.

Mas sempre muito atrevida e muito ativa no sentido de chegar ao golo, o nº11 quase marcou aos 28´.

Jorge Braz nestas partidas aproveitou para rodar todos os jogadores no sentido de testar todos os esquemas preparado para a competição.

O Usbequistão passou a defender mais e sair rápido para o contragolpe na tentativa de surpreender a defesa lusa, criando-lhe alguns embaraços para as redes de Vítor Hugo

Muitas dificuldades perante um adversário muito bem organizado defensivamente, mas sempre a sair rápido para o ataque.

André Coelho muito rematador, mas o keeper Umarov a defender com arte, a reta final Portugal a jogar com guarda-redes avançado, Tiago Brito nessa missão, mas muito perdulários e os visitantes a fazer o golo Choriev, mesmo ao cair do pano. Ainda tempo para mais um golo por Kramroev, e a vencer por números menos justos.

Portugal tentou a todo custo fazer o golo do triunfo, mas na reta final foi a turma do Usbequistão que acabou por marcar dois golos e vencer a partida.

Em suma, uma boa prestação da turma portuguesa que acabou por ser surpreendida nos segundos finais do encontro e saiu derrotado nesta partida disputada em Viseu.

Árbitros: Filipe Duarte e Cristiano Santos.
Terceiro árbitro: Rúben Santos.
Cronometrista: Eduardo Coelho.

Portugal (cinco incial): Bebé, Afonso, Pany, Tiago Brito e Erick.
Jogaram ainda: Edu, Vítor Hugo, André Coelho, João Matos, Tomás Paçó, Bruno Coelho, Miguel Ângelo, Pauleta, Ricardinho – Cap., Fábio Cecílio e Zicky.
Treinador: Jorge Braz.
Golos: André Coelho (23′).
Disciplina: cartão amarelo para Erick (30′).

Uzbequistão (cinco inicial): Ravshan Elibaev, Anaskhon Rakhmatov, Ilkhomjon Khamroev, Khusniddin Nishonov e Davron Choriev.
Suplentes: Rustam Umarov – Cap., e Abbos Elmurodov; Mashrab Adilov, Ikhtiyor Ropiev, Muzaffar Akhadjonov, Dilshod Rakhmatov, Elbek Tulkinov, Akbar Usmonov, Shakhzodjon Sadiev, Khushnur Erkinov e Sunatulla Juraev
Treinador: Bakhodir Akhmedov.
Golos: Khusniddin Nishonov (24′), Davron Choriev (40′) e Ilkhomjon Khamroev (40′).
Disciplina: cartão amarelo para Khusniddin Nishonov (35′).

Publicidade...