Templates by BIGtheme NET
Início » Aguiar da Beira » Avisos e Liturgia do Domingo IV do ADVENTO – ano B

Avisos e Liturgia do Domingo IV do ADVENTO – ano B

a)         Estamos no último e quarto Domingo do Advento. Estes quatro Domingos ajudaram-nos a melhor preparar a vinda de Jesus. Esta vinda que esperamos para o fim dos tempos, no final da história, recordando, por agora, a sua primeira vinda fazendo-se homem. Neste contexto, é importante não esquecer o contraste e a complementaridade das leituras propostas na liturgia deste Domingo.

 

b)         Em primeiro lugar, há um contraste entre a primeira leitura e o texto do evangelho. O extracto do 2º Livro de Samuel (1ª leitura) apresenta-nos David a manifestar o desejo de construir uma casa para Deus, uma casa semelhante ao palácio que ele construiu para si próprio, e a resposta de Deus na boca do profeta Natã. Mais que uma casa, Deus deseja recordar a David tudo o Ele fez por ele, pelo Povo de Israel e confirma todas as promessas feitas. Porém, o extracto do evangelho de S. Lucas narra-nos o anúncio de Arcanjo Gabriel a Maria, falando-nos, assim, da “casa” que Deus escolheu para se tornar presente na Humanidade, para habitar entre nós; não num edifício, mas “entre nós”. Esta presença supõe o consentimento da própria humanidade, expressa na resposta positiva de Maria ao convite que Deus lhe faz para ser mãe do seu Filho. Estas duas leituras como o fragmento da Carta de S. Paulo aos Romanos (2ª leitura) falam-nos da contínua presença de Deus entre nós. Há, pois, entre elas, uma complementaridade. É uma presença que o salmista converte em oração de louvor e de agradecimento: “Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor e para sempre proclamarei a sua fidelidade”.

 

Ano B - Tempo do Advento - 4º Domingo - Boletim Dominical II

 

c)         Deus entra na vida da humanidade, na vida da nossa comunidade cristã, na vida de cada cristão discretamente, sem ruído, sem expressões evidentes de poder ou magnificência, sem se impor. O Senhor torna-se presente silenciosamente. Para Ele, basta a nossa resposta. A nossa comunidade cristã, onde fazemos a caminhada de fé, a mesma que nos ajuda a viver a fé, é o ambiente propício para se manifestar, descobrir e celebrar esta presença e a proposta de vida que Deus nos faz por Jesus Cristo.

 

http://www.liturgia.diocesedeviseu.pt/

Elo de Comunhão (2)

Publicidade...



 

Enviar Comentário