Templates by BIGtheme NET
Início » Saúde (Pagina 94)

Saúde

Gripe A ataca no hospital da Guarda

Está confirmado mais um caso de Gripe A entre os profissionais da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda. Fonte da ULS , que há mais um profissional com Gripe A (HN1), aumentando assim para 14 os casos, dois dos quais de doentes. A maioria dos profissionais pertence ao serviço de Medicina Interna e os restantes ao serviço de Ortopedia. Todos eles encontram-se em casa.
Apesar de tudo ainda se desconhecem as origens da doença….
fonte: terras da beira

Desempregados e reformados com rendimento superior ao salário mínimo nacional pagam taxas moderadoras

Os desempregados com rendimento superior ao salário mínimo nacional vão começar a pagar taxas moderadoras a partir de 1 de Janeiro do próximo ano, estipula uma portaria publicada no Diário da República.
A existência de novas regras já era conhecida desde Junho, mas não se sabia qual o limite máximo do rendimento a partir do qual os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) vão passar a pagar as taxas moderadoras.
O diploma, publicado na terça-feira, estabelece também que os reformados que recebam rendimentos acima dos 485 euros vão deixar de ter acesso gratuito aos cuidados prestados pelo SNS, tendo de pagar taxas moderadoras.
in nova guarda

Activado Plano Operacional Nacional para a Serra da Estrela

Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) anunciou hoje que activou o Plano Operacional Nacional para a Serra da Estrela, que se manterá activo até à Páscoa de 2011, para assegurar a protecção e socorro aos visitantes.Em comunicado, a ANPC explica que o plano é um instrumento de gestão operacional, “que permite planear, organizar e coordenar um Dispositivo Conjunto de Proteção e Socorro na Serra da Estrela, constituído por meios humanos e equipamentos, capazes de responder com eficácia às necessidades dos cidadãos”.O dispositivo é constituído pelos corpos de bombeiros da Covilhã, Gouveia, Loriga, Manteigas, S. Romão e Seia, pela Força Especial de Bombeiros, pelo Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS/GNR) e por outras forças e meios, qualificados para a execução das missões de protecção e socorro.O plano abrange uma vasta área do Maciço Central, envolvendo os distritos da Guarda e de Castelo Branco, que abrange zonas dos municípios da Covilhã, Manteigas, Seia e Gouveia, situados a uma altitude superior a 1400 metros, com excepção da área urbana das Penhas da Saúde.Com a activação deste dispositivo, a ANPC pretende assim definir mecanismos rápidos de protecção e socorro que permitam fazer face a eventuais situações de perigo, num período em que a Serra da Estrela costuma receber milhares de visitantes.
in terras da beira

Conheça a Natureza fornense, Caminhando e pedalando

A Casa do Benfica de Fornos de Algodres vai organizar a terceira edição de Caminhadas pela Natureza e a segunda edição do Passeio BTT, já neste sábado, 12 de Setembro, cujo objectivo é dar a conhecer os sítios maravilhosos naturais que existem no concelho de Fornos de Algodres, assim têm sido escolhidos traçados a rigor para que todos os participantes possam ficar a conhecer estas maravilhas, na parte pedestre desta vez a zona escolhida, é a parte sul da vila, onde a saída é por volta das 8.30h da manha e com destino ao Linheiro, Cuvas (reforço matinal), seguindo em direcção á Estação da CP e a subida da mata do seminário, bairro das capelas e términos na Casa do Benfica, num total de cerca de 7km, na parte do BTT, serão assim cerca de 20km, com o percurso a rolar em grande parte por terra batida, para melhor adaptação dos ciclistas. Em ambas as situações, a boa disposição vai ser a palavra de ordem.
Nestas actividades, as inscrições são abertas a pessoas de todas as idades e de todas as cores clubísticas, sem excepção.
Todos os que participares, apenas pagarão a jóia de inscrição de cinco passos ou pedaladas, recebem uma T-Shirt e têm direito ao almoço-convívio.
São actividades que ajudam as pessoas a cuidar da saúde, uma vez que andar e pedalar como todos sabem, contribui para uma saúde forte.
06/09/10 António Pacheco

Caminhada pela Natureza com Nível de adesão razoável

Este Domingo, teve lugar no concelho de Fornos de Algodres, a primeira edição das caminhadas pela natureza, nada mais nada menos que procurar mostrar locais belos, onde a paisagem acaba por ser a grande atracção, também se aproveitou para conhecer certas espécies de plantação existente nesta região, o percurso teve a distancia de cerca de uma dezena de quilómetros, onde logo bem cedo era a hora de concentração, junto á entidade organizadora, a Casa do Benfica, depois da foto de família matinal , era hora de caminhar, acabou por se atravessar a parte oeste da vila, com destino a Algodres, onde aqui residia a parte mais difícil do percurso, pois com duas ligeiras subidas de grau elevado para alguns participantes.
Posto isto, era a chegada a freguesia histórica de Algodres, onde estava reservada uma pausa, para a bucha, após alguns minutos de descanso, a próxima localidade a ser visitada era o Rancosinho, apartir daqui entrava-se na parte mais fácil do percurso pedestre, pouco depois, a passagem por Infias, onde a recta final foi efectuada pelo interior da Mata Municipal, o final estava então reservado para o parque de merendas da Serra da Esgalhada, onde após o descanso, era servido o almoço, depois da refeição , o habitual convívio entre os participantes que eram de variadas cores clubisticas , como em todas as actividades da casa, todos são bem-vindos.
Nesta primeira edição, a adesão foi bastante aceitável, onde o sector feminino esteve em força, onde o número de presenças totais rondou as quatro dezenas, de pessoas de todas as idades. Uma boa maneira de as pessoas caminharem um pouco que tão bem faz á saúde e ainda ficam a conhecer alguns locais menos visitados do concelho.
Para a organização, depois desta ter tido sucesso é hora de preparar uma outra, mais para adiante.

28/06/10 António Pacheco

Bombeiros ameaçam estacionar ambulâncias frente ao Governo Civil da Guarda

A ULS pretende também pôr fim aos «abusos e aos vícios que se foram criando».
Reunidos em Alverca na passada Segunda-feira, os presidentes das federações de bombeiros e a Liga de Bombeiros decidiram pedir uma audiência ao primeiro-ministro, ao Presidente da República e aos grupos parlamentares para discutir as recentes orientações do Ministério da Saúde para reduzir a factura do serviço de transporte de doentes, maioritariamente efectuado pelos bombeiros. Mas mantém-se a ameaça de paralisar por 24 horas o transporte de doentes e a não realização de alguns serviços para instituições do Estado, como limpeza de estradas ou desentupimento de esgotos. O presidente da Federação de Bombeiros do Distrito da Guarda, Gil Barreiros, explicou ao TB que foi dada liberdade para que localmente a situação possa ser gerida. O dirigente admite que possam vir a ser tomadas algumas medidas para chamar a atenção das forças vivas. «Não se estranhe que um dia a Guarda possa acordar com as ambulâncias estacionadas frente ao Governo Civil ou que fiquem paradas nos quartéis», sustenta Gil Barreiros. O presidente da Federação sublinha que se trata de uma situação «grave» que está a por em causa a «sobrevivência» dos corpos de bombeiros e dos postos de trabalho criados pelas associações humanitárias. Acusa a tutela de optar por medidas economicistas, sem ter em conta «acordos anteriormente celebrados e as leis nacionais». Gil Barreiros constata que as associações de bombeiros já se ressentem do regulamento criado pela Unidade Local de Saúde da Guarda que restringe o transporte de doentes em ambulância e privilegia a utilização dos transportes públicos e o transporte próprio. As novas medidas estão em vigor desde o início de Fevereiro. A ULS da Guarda quer que o transporte de doentes em ambulância seja estritamente para quem «efectivamente» necessita. O objectivo deste regulamento, como explicou recentemente ao TB o presidente da ULS da Guarda, Fernando Girão, é reduzir a factura anual de 3,5 milhões de euros que a instituição gasta em transporte de doentes. A ULS pretende também pôr fim aos «abusos e aos vícios que se foram criando».
in Terras da Beira

Vamos cantar as Janeiras

A Câmara Municipal da Guarda através do Núcleo de Animação Cultural vai promover uma iniciativa que se intitula “Vamos cantar as Janeiras”. A actividade acontece no próximo dia 9, em várias instituições da cidade, e conta com a colaboração de algumas colectividades do Concelho que integram o Projecto “Andarilho”. O Grupo de Cantares “A Mensagem” de S. Miguel, o Grupo de Cantares de Aldeia do Bispo, o Grupo “Cantares da Sequeira”, o Grupo de Cantares da Arrifana, o Grupo de Cantares “Ontem, Hoje e Amanhã” de Maçainhas, o Grupo de Cantares “Ronda do Jarmelo”, o Grupo das Janeiras “Vozes da Quinta” da Quinta de Gonçalo Martins, o Rancho Folclórico do Centro Cultural da Guarda, o Coro Sénior do Centro Cultural da Guarda e o Rancho Folclórico de Videmonte irão cumprir, uma vez mais, a tradição beirã de cantar as Janeiras. Os grupos levarão votos de Bom Ano ao Hospital Sousa Martins, Lar da Santa Casa da Misericórdia, Lar de S. Domingos, Estabelecimento Prisional da Guarda, Aldeia SOS, Centro Educativo do Mondego, Casa de Saúde Bento Menni, Cáritas e Abrigo Maria Luísa – Casa da Criança.
Guarda Digital