Templates by BIGtheme NET
Início » Segurança (Pagina 5)

Segurança

GNR Guarda- Aguiar da Beira – Cinco detidos em operação de fiscalização

O Comando Territorial da Guarda, através do Destacamento Territorial de Gouveia,  deteve cinco homens, com idades compreendidas entre os 22 e os 33 anos, por tráfico de produtos estupefacientes, por condução sob o efeito do álcool e por posse de arma proibida, no concelho de Aguiar da Beira.

Na sequência de uma operação de fiscalização rodoviária que teve como objetivo o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, bem como o reforço do sentimento de segurança junto da população em geral, foram detidos cinco suspeitos, três por tráfico de produtos estupefacientes, um por condução sob o efeito do álcool e um por posse de arma proibida.

No decorrer da operação foi ainda apreendido diverso material, destacando-se:

  • 44 doses de haxixe;
  • Quatro selos LSD;
  • Uma faca borboleta (arma proibida);
  • Diverso material usado no acondicionamento do produto estupefaciente.

Os detidos foram constituídos arguidos, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Trancoso.

No seguimento da ação foram ainda elaborados cinco autos de contraordenação, tendo sido remetidos para a Comissão da Dissuasão da Toxicodependência.

Atividade operacional semanal da GNR

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 11 a 17 de fevereiro, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais provisórios:

  1. Detenções398 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 151 por condução sob o efeito do álcool;
  • 102 por condução sem habilitação legal;
  • 37 por tráfico de estupefacientes;
  • 14 por furto e roubo;
  • Oito por posse de arma proibida;
  • Sete por incêndio florestal.
  1. Apreensões:
  • 8 760 doses de haxixe;
  • 423 doses de heroína;
  • 14 armas de fogo;
  • 15 veículos.
  1. Trânsito:

Fiscalização8 769 infrações detetadas, destacando-se:

  • 1 627 excessos de velocidade;
  • 732 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 664  por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 555 relacionadas com tacógrafos;
  • 393 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 352 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 347 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 298 por falta de seguro de responsabilidade civil.

GNR Guarda-Seia – Detido por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia, deteve um homem de 62 anos por tráfico de estupefacientes, no concelho de Seia.

No âmbito de uma investigação por tráfico de estupefacientes, os militares da Guarda encetaram diligências policiais que permitiram identificar e localizar o suspeito. No seguimento da ação foi dado cumprimento a três mandados de busca, uma domiciliária, uma em anexo e uma em veículo, que permitiu apreender diverso material, destacando-se:

  • 30 doses de canábis;
  • Uma balança de precisão;
  • Nove munições;
  • Diverso material relacionado com o cultivo de canábis.

O detido foi constituído arguido, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Seia.

Operação “RoadPol – ECR Veículos Pesados” – Balanço

A Guarda Nacional Republicana (GNR), entre os dias 7 e 13 de fevereiro, intensificou a fiscalização aos veículos pesados, com especial incidência no cumprimento das normas inerentes aos tempos de condução e repouso, orientando as ações de fiscalização para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifica um maior volume de tráfego deste tipo de veículos, de modo a promover a segurança rodoviária e a diminuição do risco de ocorrência de acidentes de viação.

Desta forma, os militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito que diariamente estiveram empenhados no patrulhamento rodoviário fiscalizaram  3 606 condutores de veículos pesados, registando 2 809 contraordenações, destacando-se:

·         879 relacionadas com tacógrafos;

·         428 por excesso de peso;

·         129 excessos de velocidade;

·         18 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei

Campanha “Ao volante, o telemóvel pode esperar”

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) lançam amanhã, dia 15 de fevereiro, a Campanha de Segurança Rodoviária Ao volante, o telemóvel pode esperar”, inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022.

A decorrer entre os dias 15 a 21 de fevereiro, a campanha tem como objetivo alertar os condutores para as consequências negativas e mesmo fatais do uso indevido do telemóvel durante a condução. Em 2021 foram detetadas 24.306 infrações relativas ao manuseamento do telemóvel durante a condução, o que representa um aumento de 5,5% relativamente ao ano anterior. É urgente travar este comportamento.

A utilização do telemóvel durante a condução aumenta em quatro vezes a probabilidade de ter um acidente, causando um aumento no tempo de reação aos imprevistos.

A campanha Ao volante, o telemóvel pode esperar” integrará:

  • Ações de sensibilização da ANSR;
  • Operações de fiscalização pela GNR e pela PSP, com especial incidência em vias e acessos com elevado fluxo rodoviário e de acordo com o Plano Nacional de Fiscalização 2022, de forma a contribuir para a diminuição do risco de ocorrência de acidentes e para a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores no que tange ao manuseamento do telemóvel durante a condução.

As ações de sensibilização ocorrerão em simultâneo com operações de fiscalização nas seguintes localidades:

  • Dia 15 de fevereiro, às 9h00: Praça Duque de Saldanha c/ Avenida Fontes Pereira de Melo, Lisboa;
  • Dia 16 de fevereiro, às 8h00: EN 15 – Couto, Bragança;
  • Dia 17 de fevereiro, às 14h00: Alameda Mariano Felgueiras, Guimarães;
  • Dia 18 de fevereiro às 8h00: EN 2 – Rotunda ao quilómetro 48, Vila Pouca de Aguiar;
  • Dia 21 de fevereiro, às 14h30: Avenida Henrique Barbeitos – Junto ao Estádio Municipal “José Martins Vieira”, Cova da Piedade.

A ANSR, a GNR e a PSP relembram que o uso do telemóvel ao volante é um risco para a segurança do próprio e dos outros:

  • Os condutores que utilizam o telemóvel durante a condução são mais lentos em reconhecer e reagir a perigos;
  • A distração ocorre quando duas tarefas mentais, conduzir e utilizar o telemóvel, são executadas ao mesmo tempo, o que provoca lapsos de atenção e erros de avaliação;
  • O uso de aparelhos eletrónicos durante a condução causa dificuldade na interpretação da sinalização e desrespeito das regras de cedência de passagem, designadamente em relação aos peões.

A sinistralidade rodoviária não é uma fatalidade e as suas consequências mais graves podem ser evitadas através da adoção de comportamentos seguros na estrada.

 

IPGuarda alerta para importância de “passwords fortes” na proteção de dados na Internet

O Politécnico da Guarda realizou uma ação de sensibilização para alertar a comunidade académica sobre a importância da cibersegurança, numa altura em que várias organizações em Portugal viram os seus sistemas invadidos e vandalizados por piratas informáticos. “Perante sucessivos ciberataques a organizações, consideramos muito importante consciencializar a comunidade para as vulnerabilidades da Internet e para a definição de passwords mais seguras”, afirma Pedro Pinto, promotor da iniciativa e responsável pela cibersegurança no IPG.

“O Politécnico da Guarda está atento aos desafios do mercado, antecipando as necessidades das organizações, como resultado fomos a primeira instituição de ensino superior do país a lançar um curso na área da cibersegurança”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG. “Quadros especializados nas áreas da informática e da cibersegurança serão essenciais para ajudar as organizações no combate aos crimes informáticos e na criação de sistemas mais robustos e seguros”.

Ciberataques: queixas dos consumidores duplicaram em 2021

Os ataques informáticos aumentaram durante a pandemia. Segundo os dados mais recentes do Gabinete de Cibercrime da Procuradoria-Geral da República (PGR), as denúncias de cibercrimes duplicaram em 2021, chegando às 1.160, mais do dobro do que no ano anterior (544). O Portal da Queixa registou a mesma tendência crescente através das reclamações recebidas na sua plataforma, só relativas a burlas online foram mais de 6.000 no ano passado. A literacia digital é a melhor arma para combater o crime informático, defende o Portal da Queixa, reforçando alguns alertas junto dos consumidores para terem uma presença informada e segura no meio digital.

Se é verdade que os ataques informáticos acontecem há vários anos – com esquemas que assumem diversos modus operandis, com maior ou menor impacto -, também é verdade que a cibercriminalidade associada à vertiginosa evolução tecnológica está para durar. Desde ciberataques dirigidos a entidades governamentais, a bancos, a marcas e a empresas, esta é uma notícia que se tem repetido, nos últimos tempos. Só este ano, que ainda mal começou, registaram-se ataques à página de internet da Assembleia da República, ao Grupo Impresa (SIC e Expresso), à Cofina (Record, Correio da Manhã, CMTV, Sábado e Jornal de Negócios), e agora à Vodafone.

O investimento em cibersegurança passará a ser uma prioridade vital para empresas, marcas e organizações e, para os consumidores, o caminho apontado pelo Portal da Queixa é o de construir uma forte literacia digital. Para a maior rede social de consumidores de Portugal, estar alerta, informado e ter consciência da situação, pode mesmo fazer toda a diferença. A ideia passa por saber reconhecer cenários duvidosos e fraudulentos e saber como agir quando se é vítima de algum esquema de burla.

 

— Criar passwords seguras e atualizá-las regularmente: ter a mesma password para tudo é ser um alvo fácil. Hoje em dia, existem plataformas seguras – como o Lastpass ou o 1password, por exemplo – onde podes guardar as tuas passwords, e assim evitar usar sempre a mesma. Pode ainda aceitar as passwords geradas pelo Google e guardá-las em plataformas para o efeito. Ler Mais »

GNR-Operação “RoadPol – ECR Veículos Pesados”

A Guarda Nacional Republicana (GNR), tem em curso até ao dia 13 de fevereiro, uma operação de fiscalização intensiva direcionada para os veículos pesados, orientando as ações de fiscalização para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifique um maior volume de tráfego deste tipo de veículos, em todo o território nacional continental.

O Euro Contrôle Route (ECR) é um grupo Europeu de Inspeção de Transportes, que tem por objetivo melhorar a segurança rodoviária e a sustentabilidade, a concorrência leal e as condições de trabalho no transporte rodoviário. Por sua vez, a RoadPol é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e o cumprimento das normas rodoviárias.

No final de 2021, a GNR tornou-se membro da RoadPol, passando a integrar no seu planeamento operacional, as operações planeadas pela referida organização. No âmbito do planeamento anual efetuado pela RoadPol e pelo ECR, a GNR realiza uma operação de fiscalização direcionada para veículos pesados com o objetivo de melhorar a segurança rodoviária, a sustentabilidade, a concorrência e as condições de trabalho em transporte rodoviário, através do cumprimento dos regulamentos existentes.

Com esta ação, pretende-se também sensibilizar a sociedade, em especial os operadores económicos que se dedicam ao transporte rodoviário de mercadorias e passageiros, para a importância da adoção de comportamentos mais seguros por parte dos seus condutores profissionais, tendo em vista a promoção da segurança rodoviária e a salvaguarda de vidas humanas.

O aumento da concorrência no setor dos transportes rodoviários, torna-o mais suscetível à prática de irregularidades, em detrimento da segurança rodoviária, sendo o cansaço o principal fator de risco que afeta os motoristas profissionais em resultado do incumprimento dos tempos de condução e repouso.

A fadiga e a sonolência diminuem a capacidade de reação, a visão periférica e a desconcentração para o ato da condução, e afeta especialmente os condutores profissionais em resultado do elevado n.º de horas diárias de condução, potenciando a probabilidade de serem atores ou vítimas de sinistralidade rodoviária, pelo que é fundamental saber reconhecer quando se deve fazer uma pausa na condução, antes que seja tarde demais.

Entre 2019 e 2021, na área de responsabilidade da Guarda Nacional Republicana (GNR), ocorreram 15.659 acidentes envolvendo veículos pesados, dos quais resultaram 142 vítimas mortais e 345 feridos graves.

GNR Guarda – Mudança de instalações do Destacamento de Trânsito da Guarda

O Comando Territorial da Guarda, informa que, a partir do próximo dia 7 de fevereiro, o Destacamento de Trânsito da Guarda passa a funcionar nas instalações do Comando Territorial da Guarda, sito no Largo General Humberto Delgado n.º 20, na cidade da Guarda.
Esta mudança irá marcar uma nova etapa na vida do Comando Territorial da Guarda, a qual contribuirá para uma melhoria dos serviços prestados aos cidadãos, para uma otimização de recursos e de condições condignas a todos os militares que aqui prestam serviço.
• Morada:
Destacamento de Trânsito da Guarda
Largo General Humberto Delgado Nr. 20
6301-856 Guarda
• Telefone: 271 232230
• Email: ct.grd.tgrd@gnr.pt

Protocolo entre Município de Fornos de Algodres e GNR

Foi assinado na quinta-feira, 3 de fevereiro, o protocolo de cooperação entre o Município de Fornos de Algodres e o Comando Territorial da Guarda da Guarda Nacional Republicana, tendo em vista o desenvolvimento do Programa de Teleassistência a cidadãos em situação de dependência, incapacidade, solidão ou isolamento, e como tal, se encontrem em situação de risco ou vulnerabilidade foi assinado, nos Paços do Concelho.
No âmbito do referido protocolo, a GNR irá colaborar com os técnicos de Ação Social do Município no acompanhamento e levantamento no terreno das pessoas consideradas em situação de vulnerabilidade e no desenvolvimento de outras respostas integradas no âmbito da prevenção e promoção da qualidade de vida da população mais vulnerável do concelho.
Nova viatura elétrica para a GNR Fornos de Algodres
O posto de Fornos de Algodres da Guarda Nacional Republicana recebeu do Comando Territorial da Guarda uma viatura elétrica para a equipa local afeta ao referido Programa, de forma a garantir o apoio e o acompanhamento das pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade, contribuindo, em simultâneo, para a utilização de transportes com menos emissões de CO2.