Templates by BIGtheme NET
Início » Segurança (Pagina 4)

Segurança

GNR Guarda-Seia –Três suspeitos em prisão preventiva por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial da Guarda, através do Destacamento Territorial de Gouveia, deteve três homens e duas mulheres,com idades compreendidas entre os 17 e os 60 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Seia.

No decorrer de uma investigação por tráfico de estupefacientes, que decorria há cerca de um ano, os militares da Guarda efetuaram diversas diligências que permitiram identificar e localizar os cinco suspeitos que efetuavam a venda do produto estupefaciente.

A ação culminou no cumprimento de cinco mandados de detenção e de nove mandados de busca, cinco domiciliárias e quatro em veículos, que permitiram apreender diverso material, destacando-se:

  • 540 doses de heroína;
  • 430 doses de cocaína;
  • 38 cartuchos de 12mm;
  • 12telemóveis;
  • Quatro viaturas ligeiras;
  • 425 euros em numerário.

Os detidos foram constituídos arguidos e presentes ao Tribunal Judicial de Seia, sendo que às duas mulheres e a um dos homens, foi-lhes aplicada a medida de coação de prisão preventiva, e aos dois outros suspeitos a medida de coação de apresentações semanais no posto policial da área de residência.

Através da realização destas operações, a Guarda Nacional Republicana pretende combater a criminalidade e fortalecer o sentimento de segurança da população, procurando ainda prevenir ilícitos criminais.

GNR-Operação “Spring Break 2022”

A Guarda Nacional Republicana até ao dia 8 de abril,  realiza um conjunto de ações de fiscalização junto às fronteiras terrestres, com o objetivo de prevenir a adoção de comportamentos de risco, inerentes ao consumo de drogas e álcool, por parte dos jovens, que se deslocam, nesta altura do ano, para o sul de Espanha e Catalunha, em viagens de finalistas e férias escolares.

Os militares dos Comandos Territoriais, com o apoio da valência de investigação criminal e de binómios cinotécnicos de deteção de droga, em coordenação com a Guardia Civil do Reino de Espanha, realizam ações de fiscalização junto às fronteiras terrestres, no sentido de detetar a prática de ilícitos associados ao consumo de substâncias estupefacientes, bem como garantir as condições de segurança dos veículos que irão transportar os jovens.

 

“Roadshow Nacional 2022” do Centro Nacional de Cibersegurança no Politécnico da Guarda

O Politécnico da Guarda acolheu esta semana o “Roadshow Nacional 2022” do Centro Nacional de Cibersegurança que sensibiliza para as medidas do regime jurídico da segurança do ciberespaço. A iniciativa contou com responsáveis pela segurança digital de autarquias, de hospitais e de empresas privadas.

O Centro Nacional de Cibersegurança – CNCS escolheu o Instituto Politécnico da Guarda – IPG para realizar ações de sensibilização sobre a segurança informática na Guarda, dirigida aos membros da administração pública, operadores de infraestruturas críticas, operadores de serviços essenciais e prestadores de serviços digitais. Estiveram presentes nas sessões no IPG – nos dias 28 e 29 de março – vários responsáveis pela segurança digital de autarquias, de hospitais e de empresas privadas.

Durante as sessões foi realizado um enquadramento do regime jurídico da segurança do ciberespaço e indicadas as obrigações das entidades, como a escolha de um contacto permanente, de um responsável de segurança, definição de um plano de segurança e de inventário de ativos, análise dos riscos e implementação dos requisitos de segurança.

“Numa altura em que a cibersegurança é uma das maiores preocupações das organizações, é importante que os quadros das instituições da região conheçam as estratégias do CNCS para elevar o nível de segurança digital”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG. “O Politécnico da Guarda tem feito uma grande aposta da área da segurança informática e na formação de quadros especializados: fomos primeira instituição de ensino superior do país a lançar um curso na área da cibersegurança”.

Segundo Pedro Pinto, responsável pela cibersegurança do IPG, “a sensibilização é uma das mais importantes armas no combate às ameaças digitais. A cibersegurança ganhou grande importância devido aos poderosos ataques que afetaram este ano várias entidades e empresas em Portugal. Nesse sentido, é fundamental ter bem definidas e implementas todas as obrigações do Decreto-Lei n.º 65/2021”.

O CNCS tem por missão contribuir para que cidadãos e empresas usem o ciberespaço de uma forma livre, confiável e segura. Nesse sentido, está a realizar um Roadshow Nacional 2022 que capacita instituições de ensino e culturais de todo o país para que cumpram o regime jurídico da segurança do ciberespaço e a regulamentação referida no Decreto-Lei n.º 65/2021 de 30 de julho.

António Rio Costa, consultor do departamento de Desenvolvimento e Inovação do CNCS, referiu que o Roadshow Nacional constitui uma oportunidade de aproximação do CNCS com as entidades locais e regionais, aproveitando a iniciativa para dar conta de que o presente regime jurídico do ciberespaço, mais que um instrumento legal, deve ser uma oportunidade para o caminho da maturidade das organizações na área de Cibersegurança. Este tema é realçado durante as várias sessões do Roadshow Nacional, que se iniciou a meio de fevereiro e terminará em abril nas regiões autónomas após ter percorrido todo país.

Simulacro na Serra da Estrela de acidente de autocarro para testar plano municipal de emergência

Vai ser testado o plano de emergência , num cenário fictício de acidente na única via rodoviária, na vertente oeste, de acesso ao planalto superior da serra da Estrela, envolvendo um veículo de transporte coletivo (autocarro), testa resposta a um acidente grave de viação com 30 vítimas.

O exercício é desenvolvido na modalidade LIVEX (Live Exercise), no próximo dia 30 de março (quarta-feira), nas proximidades da Lagoa Comprida e integra incidentes de diferentes naturezas e complexidades, tendo como objetivo testar o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil (PMEPC) de Seia.

A simulação à escala real irá ter início às 13h30 (com duração esperada de 6 horas) e é organizada pelo Município de Seia, por intermédio do seu Serviço Municipal de Proteção Civil, em colaboração com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Além da organização, estão envolvidos no incidente outras entidades cooperantes do território, como os Corpos de Bombeiros de Loriga, São Romão e Seia, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Guarda Nacional Republicana (GNR), incluindo a Unidade Especial de Proteção e Socorro, EDP – Produção, Infraestruturas de Portugal (IP) e Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

O exercício também possibilitará o treino operacional, em ambiente de montanha, dos meios da GNR, INEM e Corpos de Bombeiros, dando ênfase aos procedimentos de comando e controlo, sincronização de tarefas operacionais, articulação e coordenação institucional.

Ações de resgate e desencarceramento, busca e salvamento (com equipas de mergulhadores, cinotécnicas e de operação de drones), ações de natureza policial (controlo de trânsito e acessos, preservação de provas, processamento e encaminhamento de vítimas mortais), de emergência médica pré-hospitalar (triagem com presença de equipas médicas de emergência e montagem de posto médico avançado), ações de comando e apoio logístico, psicológico, entre outros, serão algumas das situações previstas.

O exercício contará, ainda, com uma equipa de observadores, que inclui representantes do Turismo do Centro, ICNF, da EDP Produção, da IP, dos Órgãos de Comunicação Social e do Município de Seia, e uma equipa de avaliação do exercício, dado que este constitui um teste ao Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Seia.

Tendo em consideração a natureza do exercício, o acesso à zona de sinistro será permitida apenas às entidades envolvidas, sendo desaconselhado a deslocação de público ao local.

foto:Mun.Seia

Bombeiros Voluntários de Gonçalo celebraram 42 anos

Um domingo com o sol a dar um ar da sua graça no dia de mais um aniversário dos soldados da Paz Gonçalenses.

Assim um programa das Comemorações do 42.º Aniversário simples,desta instituição , mas com alma e sempre com sentido de homenagem aos diversos homens e mulheres que lutam no dia a dia pela causa nobre desta Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Gonçalo .

Depois da receção às entidades convidadas e amigos dos bombeiros, seguiu-se a sessão solene onde foram feitos agradecimentos, alguns pedidos e homenagem aos soldados da paz.

Seguiu-se o almoço comemorativo e claro o cantar os parabéns em volta do bolo alusivo aos 42 anos desta instituição do concelho da Guarda.

fotos:BVG

XXIII Governo Constitucional deverá tomar posse dia 30 de março

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aceitou a proposta de nomeação dos Secretários de Estado apresentada pelo Primeiro-Ministro indigitado, António Costa. A posse do XXIII Governo Constitucional está prevista para quarta-feira, 30 de março, pelas 17h00, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, em cerimónia restrita.

Aqui fica a equipa completa de ministros e secretários de estado do novo Governo de Portugal:

Na dependência do Primeiro-Ministro António Costa
Secretário de Estado da Digitalização e da Modernização Administrativa – Mário Filipe Campolargo
Secretário de Estado dos Assuntos Europeus – Tiago Antunes
Na dependência da Ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva
Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros – André Moz Caldas
Secretário de Estado do Planeamento – Eduardo Pinheiro
Secretária de Estado da Administração Pública – Inês Ramires
Na dependência do Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho
Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação – Francisco André
Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas – Paulo Cafôfo
Secretário de Estado da Internacionalização – Bernardo Ivo Cruz
Na dependência da Ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras
Secretário de Estado da Defesa Nacional – Marco Capitão Ferreira
Na dependência do Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro
Secretária de Estado da Administração Interna – Isabel Oneto
Secretária de Estado da Proteção Civil – Patrícia Gaspar
Na dependência da Ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro
Secretário de Estado Adjunto e da Justiça – Jorge Alves Costa
Secretário de Estado da Justiça – Pedro Ferrão Tavares
Na dependência do Ministro das Finanças
Secretária de Estado do Orçamento – Sofia Batalha
Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais – António Mendonça Mendes
Secretário de Estado do Tesouro – João Nuno Mendes
Na dependência da Ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes
Secretária de Estado da Igualdade e Migrações – Sara Guerreiro
Secretário de Estado da Juventude e do Desporto – João Paulo Correia
Na dependência do Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva
Secretário de Estado da Economia – João Neves
Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços – Rita Marques
Secretário de Estado do Mar – José da Cunha Costa
Na dependência do Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva
Secretária de Estado da Cultura – Isabel Rodrigues Cordeiro
Na dependência da Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato
Secretário de Estado do Ensino Superior – Pedro Lopes Teixeira
Na dependência do Ministro da Educação, João Costa
Secretário de Estado da Educação – António Leite
Na dependência da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho
Secretário de Estado do Trabalho – Luís Miguel Fontes
Secretário de Estado da Segurança Social – Gabriel Bastos
Secretária de Estado da Inclusão – Ana Sofia Antunes
Na dependência da Ministra da Saúde, Marta Temido
Secretário de Estado Adjunto e da Saúde – António Lacerda Sales
Secretária de Estado da Saúde – Maria de Fátima Fonseca
Na dependência do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro
Secretário de Estado do Ambiente e da Energia – João Galamba
Secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas – João Paulo Catarino
Secretário de Estado da Mobilidade Urbana – Jorge Delgado
Na dependência do Ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos
Secretário de Estado das Infraestruturas – Hugo Santos Mendes
Secretária de Estado da Habitação – Marina Gonçalves
Na dependência da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa
Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional – Isabel Ferreira
Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território – Carlos Miguel
Na dependência da Ministro da Agricultura e Alimentação, Maria do Céu Antunes
Secretário de Estado da Agricultura – Rui Martinho
Secretária de Estado das Pescas – Teresa Coelho

fonte:GP

 

GNR Guarda– Prisão preventiva e pulseira eletrónica por violência doméstica na Guarda e Trancoso

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE),  deteve um homem de 40 anos por violência doméstica, no concelho de Trancoso.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica que decorria há cerca de um mês, os militares da Guarda apuraram que o suspeito exercia violência psicológica sobre a vítima, sua ex-mulher de 41 anos. No decorrer das diligências policiais, foi dado cumprimento a um mandado de detenção.

O suspeito foi presente ao Tribunal Judicial de Trancoso, tendo ficado sujeito a apresentações periódicas no posto policial da sua área de residência, proibição de aproximação e de contactos por qualquer meio a vítima num raio de 500 metros,controlado por pulseira eletrónica.

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), dia, deteve um homem de 29 anos por violência doméstica, no concelho de Guarda.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito ameaçava e exercia violência psicológica sobre a vítima, sua avó de 71 anos. Na sequência das diligências de investigação e atendendo ao escalar da violência, foi dado cumprimento a um mandado de detenção fora de flagrante.

O detido foi presente a primeiro interrogatório, no Tribunal Judicial da Guarda, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva 

GNR-Operação “RoadPol – Speed”

 

A Guarda Nacional Republicana (GNR), entre o dia 21 e o dia 27 de março, no âmbito do planeamento anual efetuado pela RoadPol, irá realizar uma operação de fiscalização intensiva direcionada para a fiscalização e o controlo de velocidade, em todo o território nacional continental.

A Roadpol é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e a aplicação da lei nas estradas. No final de 2021, a GNR tornou-se membro da RoadPol, passando a integrar no seu planeamento operacional, as operações planeadas pela referida organização. Na estratégia de 2020-2022, a RoadPol estabeleceu quatro áreas de atuaçãono âmbito da segurança rodoviária: as estradas, os veículos, os utilizadores e a velocidade.

No âmbito da Operação “RoadPol – Speed”, a GNR irá desenvolver operações, com o objetivo de criar um ambiente rodoviário mais seguro, através de uma intervenção simultânea sobre as principais causas de acidentes, procurando desta forma influenciar positivamente os condutores, levando-os a adotarem comportamentos que privilegiem uma condução segura em detrimento de comportamentos de risco, como o excesso de velocidade.

Em 2021, a GNR registou um total de 69.186 acidentes, sendo que destes, pelo menos 3.564 acidentes tiveram como principal causa a velocidade excessiva ou o excesso de velocidade. Relativamente à fiscalização da velocidade, a GNR registou, no ano transato, 142.721 infrações.

GNR Guarda-Vila Nova de Foz Côa – Detido por ofensas à integridade física

O Comando Territorial da Guarda, através do Posto Territorial de Vila Nova de Foz Côa, no dia 8 de março, deteve um homem de 44 anos por ofensas à integridade física, no concelho de Vila Nova de Foz Côa.

No âmbito de uma denúncia de ofensas à integridade física num estabelecimento de restauração e bebidas, na localidade de Vila Nova de Foz Côa, os militares da Guarda deslocaram-se para o local. Na sequência de diligências policiais, o agressor foi abordado e detido.

O detido foi presente a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, tendo ficado sujeito a apresentações periódicas no posto policial da área de residência e a obrigação de afastamento da vítima.

Guarda Nacional Republicana em atividade em Gouveia e Seia

O Comando Territorial da Guarda, através de várias valências, nos dias 5 e 6 de março, realizou uma operação de prevenção e combate à criminalidade que culminou com a detenção de duas mulheres e 10 homens, com idades compreendidas entre os 23 e os 41 anos, por tráfico de estupefacientes e por condução sob o efeito do álcool, no concelho de Seia.

Na sequência de uma operação de fiscalização, que visou a prevenção e combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária e o combate ao tráfico de estupefacientes, que contou com um total de 30 militares do Destacamento Territorial de Gouveia e de quatro binómios do Destacamento de Intervenção (DI) de Viseu e da Guarda, foi possível apreender diverso material, destacando-se:

  • 244 doses de haxixe;
  • 160 doses de MDMA
  • 90 doses de LSD Líquidos
  • 22 selos de LSD;
  • Oito doses de liamba;
  • Três doses de cocaína
  • Seis gramas de cogumelos alucinogénios

No decorrer da ação foram ainda detidas duas mulheres e 10 homens, com idades compreendidas entre os 23 e os 41 anos, oito deles por tráfico de estupefacientes e quatro por condução sob o efeito do álcool.

Foram ainda elaborados 31autos de contraordenação por consumo de estupefacientes, que foram remetidos para a Comissão da Dissuasão da Toxicodependência.

Os detidos foram constituídos arguidos, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Seia.

Através da realização destas operações, a Guarda Nacional Republicana pretende combater a criminalidade e fortalecer o sentimento de segurança da população, procurando ainda prevenir ilícitos criminais.