Templates by BIGtheme NET
Início » Ambiente » Constálica Rallye Vouzela na estrada em 11 e 12 setembro

Constálica Rallye Vouzela na estrada em 11 e 12 setembro

Constálica Rallye Vouzela mantém estrutura desportiva e reforça mensagem de consciência ambiental

O belíssimo cenário de Vouzela e da região de Lafões serviu como pano de fundo para a apresentação oficial do 8.º Constálica Rallye Vouzela, que decorreu esta segunda-feira, nas instalações da Constálica. Edição de 2021, a disputar nos dias 11 e 12 de setembro, promete continuar o legado de sucesso dos anos anteriores, numa estratégia de continuidade da Promolafões e do G.A.S. Prova terá seis classificativas de asfalto e repete forte aposta na minimização do impacto ambiental e nas condições de segurança sanitária.

Beleza natural, arte de bem receber, capacidade de inovação e paixão pelos automóveis.

A apresentação oficial do 8.º Constálica Rallye Vouzela reuniu todos os ingredientes que já tornaram o evento promovido pela Promolafões e organizado pelo G.A.S. numa referência em Portugal e não só. Rui Ladeira, presidente da Câmara Municipal de Vouzela, Jorge Loureiro, vice-presidente do Turismo Centro de Portugal, Ni Amorim, presidente da FPAK, Sérgio Matos, CEO da Constálica, Joaquim Neves, presidente do G.A.S., e José Correia, diretor da Promolafões, juntaram-se a representantes de outras entidades ligadas ao rali, convidados e membros da Comunicação Social para um evento que revelou as linhas mestras da edição agendada para 11 e 12 de setembro, que é pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis GT, Campeonato Centro de Ralis, Desafio Kumho Asfalto e Desafio Kumho Centro, tendo, como é hábito, uma prova-extra reservada ao grupo X5.

Estrutura concentrada

O parque industrial da Constálica será o centro operacional de uma prova que terá um esquema de seis classificativas de asfalto, com três passagens pelos troços da Senhora do Castelo / Constálica (6,05 km) e da Penoita / SIN Profile (13,50 km). O percurso totaliza 58,65 quilómetros cronometrados, integralmente disputados no domingo (dia 12).

Durante a apresentação oficial ficou novamente patente a aposta da organização numa mensagem de consciência ambiental, materializada no projeto Race4Eco, que implementa um conjunto de medidas destinadas a minimizar a pegada ambiental do evento, como a utilização de viaturas elétricas pela organização ou a separação de resíduos no parque de assistência e nas zonas de público. A segurança desportiva e a segurança sanitária também continuam a ser pontos prioritários no Constálica Rallye
Vouzela, que na edição de 2020 chegou inclusive a ser apontada como um exemplo nos meios de comunicação em Portugal e Espanha, pelas medidas de controlo e prevenção
da Covid-19.

Uma das inovações da edição deste ano é o cartaz oficial da prova, que foi desenhado e pintado à mão por Bob Targino, artista brasileiro que há três anos se rendeu aos encantos e qualidade de vida do Interior de Portugal, deixando a metrópole de São Paulo para a residir em Vouzela. A convite da Promolafões, Bob Targino também pintou um quadro alusivo à carreira de Ni Amorim, passando para a tela uma imagem do consagrado piloto português, atual presidente da FPAK, numa das suas participações nas míticas 24 Horas de Le Mans. A arte e a emoção do desporto automóvel, em simbiose, no Constálica Rallye Vouzela.

Os protagonistas em direto Rui Ladeira (Presidente da Câmara Municipal de Vouzela): “O rali já uma imagem de marca da dinamização da Economia local, do território e da prática do desporto automóvel, que é uma paixão de muitos vouzelenses e das populações da região. É um caminho construído ao longo de oito anos, com parceiros credíveis como a Promolafões e a Constálica, mas que é também fruto do empenho dos colaboradores do Município, dos Bombeiros Voluntários, das forças de segurança, das
associações setoriais e locais, das Juntas de Freguesia. E depois é um evento importante também pelas mensagens que passa, como a da consciência ambiental, neste desporto
que obviamente queima combustíveis, mas que com estas medidas tenta atingir a neutralidade carbónica, dando um sinal educativo para a comunidade. Mas também com as boas práticas de prevenção da Covid-19, por exemplo, com o túnel de desinfeção, que foi uma medida pioneira e que faz parte de um plano para proporcionar condições de segurança sanitária aos participantes do rali e a quem nos visita. Destaco também as atividades solidárias com quem mais precisa, com a ASSOL, que é uma associação local muito prestigiada e acarinhada pela nossa comunidade. Esta postura de envolvimento com a comunidade, de colaboração entre entidades, de criação de riqueza e de dinâmica desportiva tem sido a raiz do sucesso do Constálica Rallye Vouzela.”

Ni Amorim (Presidente da FPAK): “Felizmente a evolução da pandemia permite-nos hoje ter um plano de contingência diferente do do ano passado, que obviamente criou enormes dificuldades ao desporto, à FPAK e às organizações. Por isso, tenho a expectativa que esta edição do Constálica Rallye Vouzela seja ainda melhor do que a do ano passado. A forma de comunicar a componente ambiental e ecológica aqui em Vouzela também deveria servir de exemplo, para que outros clubes repitam estas iniciativas. Se poluímos, temos depois de fazer algo para compensar essa poluição. Cada um de nós tem de fazer a sua parte e o desporto automóvel também deve ter essa preocupação, aliás como tem sido reforçado pelos programas da FIA. Fiquei totalmente surpreendido com o presente da organização, não esperava ter um artista brasileiro em Vouzela a desenhar um retrato meu. Foi naturalmente uma emoção especial e fico-lhe agradecido, pela qualidade da obra e por me fazer recordar uma das minhas seis participações nas 24 Horas de Le Mans.”

Sérgio Matos (CEO da Constálica): “Apoiámos o rali desde a primeira hora e tem sido uma boa experiência, é um evento que dinamiza o concelho e a nossa empresa. Gosto de fazer parcerias, sentimo-nos mais fortes, mais capazes. O rali tem sido isso, uma parceria entre diferentes entidades, que ajuda a trazer milhares de pessoas a Vouzela e a promover as empresas, o comércio, a restauração e toda a região aqui à volta.”

José Correia (Diretor da Promolafões): “Ao longo destes anos conseguimos sempre introduzir inovações no Constálica Rallye Vouzela e penso que o evento atingiu um nível muito alto em termos desportivos, de impacto na região e na promoção do nosso território. Este ano, numa altura em que ainda estamos a lidar com os efeitos da pandemia mundial, quisemos apostar numa estratégia de continuidade, mas tentando sempre inovar e surpreender pela positiva, como aconteceu com o cartaz oficial da prova. A nossa missão é a de promover as mensagens certas associadas ao desporto automóvel e esta 8.ª edição do Constálica Rallye Vouzela tem todas as condições para continuar esse legado de sucesso.

Publicidade...