Templates by BIGtheme NET
Início » Ambiente » Município de Mangualde adquiriu grande parte da Quinta D. Leonor

Município de Mangualde adquiriu grande parte da Quinta D. Leonor

A Quinta D. Leonor  situada no centro de Mangualde, foi adquirida grande parte pela Câmara Municipal de Mangualde , neste caso , falamos de 7.100 m2 dos 8.100m2 da totalidade da quinta.
Dotada de árvores valiosas e centenárias, de fonte de água potável, a correr por gravidade o ano inteiro, entre outras pequenas construções de granito. Um valor incomensurável e um tesouro urbano qualificante da cidade, do lazer e da qualidade de vida das pessoas.
A aquisição foi feita por 80.000 euros, um valor muito abaixo do seu valor real. Esta compra foi feita a pensar no futuro. Poderá não ficar de imediato disponível ao público, porquanto o direito de usufruto pertence à antiga proprietária, D. Alexandra com 95 anos de idade, que fez doação da quinta à Madalena Castelo Branco, e que por enquanto, quer preservar esse direito, podendo, eventualmente, abdicar dele a favor da câmara a todo o momento.
A proprietária, Madalena, reservou para si 1000 m2, onde poderá construir, unicamente, por acordo prévio e por imposição do PDM, serviços de café /restaurante, o que será uma segunda vantagem para valorizar este espaço ao serviço dos munícipes e do turismo.
Sobre esta operação o Presidente da Câmara, Elísio Oliveira, fez as seguintes declarações:
Fizemos história ao adquirir este jardim, esta jóia natural no centro da cidade. Mangualde é deficitário em espaços ajardinados e com esta aquisição responde a essa falha. É um alto desígnio e um privilégio proporcionarmos aos mangualdenses esta apropriação.
Este resultado foi possível graça, por um lado, à inteligência negocial e à persistência da Câmara e por outro lado ao espírito de diálogo e cooperação dos proprietários.
Quero deixar uma palavra de profundo reconhecimento e gratidão pessoal e institucional á proprietária D. Madalena Castelo Branco e ao seu pai Sr. José Pedro Castelo Branco, pela forma como foi possível, durante muitos meses, tratar este tema e como foram sensíveis aos apelos do sentido público e do espírito de cooperação com o progresso da nossa cidade. É um facto marcante e inesquecível, que não podemos deixar de realçar e enaltecer.
Ter bons jardins, parques urbanos, boas escolas, cultura e emprego são fundamentais, entre outras valências, para valorizar a construção da habitação e para fixar e atrair pessoas e alavancar o pleno desenvolvimento do nosso concelho. “

Publicidade...