Templates by BIGtheme NET
Início » Ambiente » Politécnicos são importantes motores de desenvolvimento

Politécnicos são importantes motores de desenvolvimento

A mudança de nome e a possibilidade na atribuição do grau de doutor neste subsistema são alterações há muito almejadas e contribuem para o reforço da coesão territorial   

Em comunicado, o SPZC, refere que: As alterações que têm vindo a público sobre o subsistema Politécnico de Ensino Superior, no contexto do Regime Jurídico das Instituições Ensino Superior (RJIES), são fundamentais para o reforço do papel que estas instituições detêm nas geografias em que se localizam e a que pertencem.

O SPZC considera importante a iniciativa da mudança do nome dos Institutos Politécnicos para, por exemplo, Universidades Politécnicas. É uma mais-valia no contexto europeu e internacional, captando mais estudantes estrangeiros, e é uma forma de se eliminar o estigma deste subsistema de ensino junto de alunos e famílias. Merece igual referência positiva a possibilidade de este subsistema de ensino superior poder atribuir o grau de doutor.

Continuamos a aguardar pela remarcação da reunião no Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a qual foi adiada a pedido do Ministério, onde pretendemos apresentar as nossas propostas, tendo por objetivo a resolução dos problemas específicos que vivem os docentes das Universidades e dos Politécnicos.

Pretendemos negociações com resultados e vencimentos valorizados 
De âmbito mais geral, as reuniões com o Ministério da Educação (ME) têm decorrido, até agora, com muita elevação e rigor institucional. De qualquer forma, e não pondo em causa essa postura, necessitamos que os encontros possam ter resultados palpáveis e concretos que permitam ultrapassar as muitas fragilidades que continuam a afetar docentes e escolas.

A falta de resposta do Governo ao galopar da inflação, mas também o problema grave da desvalorização dos salários e das pensões, preocupam-nos de sobremaneira. A inflação, refira-se, raia este momento os 9% e tem tendência a escalar. A Administração Pública, recorde-se, teve apenas um aumento de 0,9%. A acrescer a isto, o primeiro-ministro falou no aumento de 20% do salário médio ao longo da legislatura, responsabilizando o sector privado, as empresas, para o cumprimento desta meta. É caso para dizer que António Costa deverá dar o exemplo no sector de que é responsável, a Administração Pública. A palavra dada deverá ser respeitada.

Publicidade...