Início » Tag Archives: gnr

Tag Archives: gnr

GNR Guarda-Manteigas – Resgate de raposa e Seia com três arguidos por furto em posto de abastecimento de combustível

Manteigas – Resgate de raposa

 O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) da Guarda, ontem, dia 21 de novembro, resgatou uma raposa (Vulpes vulpes), no concelho de Manteigas.

Na sequência do alerta dado por um popular a informar que o animal se encontrava debilitado, aparentava ter dificuldades de locomoção e estava numa zona isolada, os elementos do NPA deslocaram-se para o local onde detetaram e resgataram a raposa que estava bastante debilitada e incapacitada de andar.

No seguimento da ação, a raposa foi entregue no Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) em Gouveia para monitorização do seu estado de saúde, recuperação e posterior libertação no seu habitat natural.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de situações de âmbito ambiental. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Seia – Três arguidos por furto em posto de abastecimento de combustível

 O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Gouveia, no dia 19 de novembro, constituiu arguidos três homens com idades compreendidas entre os 17 e os 53 anos, por furto em posto de abastecimento de combustível, no concelho de Seia.

Na sequência de um alerta de intrusão de um posto de abastecimento de combustível, na localidade de São Romão, os militares da Guarda encetaram de imediato diligências policiais que culminaram na localização dos suspeitos do furto e recuperação de vários objetos furtados, destacando-se:

  • Um cofre;
  • Uma gaveta de uma caixa registadora;
  • Um prumo metálico extensível (usado para efetuar furto);
  • Um cartão de abastecimento;
  • Três carteiras;
  • 46 isqueiros;
  • Várias chaves.

Os três suspeitos foram constituídos arguidos e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Seia.

Esta ação contou com o reforço do Posto Territorial de Paranhos da Beira.

 

GNR-Operação “ECR Truck & Bus”

A Guarda Nacional Republicana (GNR), até dia 20 de novembro, realiza em todo o território nacional continental uma operação de fiscalização seletiva de transportes rodoviários de mercadorias perigosas, orientando as ações de fiscalização para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifique um maior volume de tráfego deste tipo de veículos.

Esta operação decorre no âmbito da ROADPOL e do Euro Contrôle Route (ECR), um grupo Europeu de Inspeção de Transportes que tem por objetivo melhorar a segurança rodoviária e a sustentabilidade, a concorrência leal e as condições de trabalho no transporte rodoviário. Por sua vez, a RoadPol é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e o cumprimento das normas rodoviárias.

No final de 2021, a GNR tornou-se membro da RoadPol, passando a integrar no seu planeamento operacional, as operações planeadas pela referida organização. No âmbito do planeamento anual efetuado pela RoadPol e pelo ECR, a GNR realiza uma operação de fiscalização direcionada para veículos pesados com o objetivo de melhorar a segurança rodoviária, a sustentabilidade, a concorrência e as condições de trabalho em transporte rodoviário, através do cumprimento dos regulamentos existentes.

Com esta ação, pretende-se também sensibilizar a sociedade, para a importância da adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores profissionais, tendo em vista a promoção da segurança rodoviária e a salvaguarda de vidas humanas.

O aumento da concorrência no setor dos transportes rodoviários, torna-o mais suscetível à prática de irregularidades, em detrimento da segurança rodoviária, pelo que as ações de controlo de veículos pesados de mercadorias e passageiros, tem em vista a deteção de irregularidades ao nível das condições de transportes de mercadorias perigosas, condições técnicas e segurança da carga com o objetivo de melhorar a segurança rodoviária.

Operação “Censos Sénior 2022”- Balanço Nacional

A Guarda Nacional Republicana, durante todo o mês de outubro de 2022, no âmbito do Policiamento Comunitário, realizou a Operação “Censos Sénior 2022”, que visa garantir um conjunto de ações de patrulhamento e de sensibilização à população mais idosa, que vive sozinha, isolada, ou sozinha e isolada, através da atualização dos registos das edições anteriores.

Durante a operação, os militares realizaram uma série de ações que privilegiaram o contacto pessoal com as pessoas idosas em situação vulnerável, no sentido de sensibilizarem e alertarem este público-alvo para a adoção de comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente em situações de violência, de burla e furto.

Na edição de 2022 da Operação “Censos Sénior”, a Guarda realizou 305 ações em sala e 3.017 ações porta a porta, abrangendo um total de 26.527 idosos. Ler Mais »

GNR-Operação “Todos os Santos” 2022 – Balanço

A Guarda Nacional Republicana, entre os dias 28 de outubro e 1 de novembro, altura em que é celebrado o dia de “Todos os Santos”, realizou uma operação de intensificação do patrulhamento rodoviário junto das estradas com maior fluxo de tráfego, com vista a combater a criminalidade e a reduzir a sinistralidade rodoviária, para além de garantir o apoio e segurança de todos os utentes das vias.

Durante este período, que tradicionalmente provoca grandes movimentações de tráfego rodoviário, foram empenhados militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais, os quais realizaram ações preventivas com o intuito de reduzir a sinistralidade rodoviária, dando especial atenção aos comportamentos dos condutores que coloquem em causa a sua segurança e a de terceiros.

Durante a operação foram fiscalizados 29693 condutores e detetadas 5902 contraordenações, destacando-se:

  • 1385 por excesso de velocidade;
  • 598 por condução com uma taxa de álcool no sangue (TAS) superior ao permitido por lei;
  • 242 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 165 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

 

No que diz respeito aos dados de sinistralidade, neste período registaram-se 1 199 acidentes, dos quais resultaram:

  • Cinco mortos;
  • 21 feridos graves;
  • 384 feridos leves.

Nesse sentido, a GNR continua a apelar aos condutores que pratiquem uma condução segura e cumpram as normas do código da estrada e legislação complementar.

GNR Guarda com Detenção por tráfico de estupefacientes em Almeida

Almeida – Detido por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Vilar Formoso, ontem, dia 1 de novembro, deteve um homem de 24 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Almeida.

No âmbito de uma operação de fiscalização rodoviária, os militares da Guarda abordaram um veículo e, no momento da fiscalização, o condutor adotou um comportamento suspeito. No decorrer da ação policial foi efetuada uma busca ao veículo e foi detetado produto estupefaciente no seu interior, resultando na apreensão de 52 doses haxixe.

O detido foi constituído arguido e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Almeida. Ler Mais »

Operação “Todos os Santos” 2022 na estrada

A Guarda Nacional Republicana (GNR), no período de 28 de outubro a 1 de novembro, altura em que é celebrado o “Dia de Todos os Santos” , irá intensificar o patrulhamento nas estradas com maior fluxo de tráfego, com o objetivo de combater a criminalidade e reduzir situações que configurem comportamentos de risco, a sinistralidade rodoviária, para além de garantir o apoio a todos os utentes das vias e a segurança e tranquilidade públicas.

Durante todo o período da operação em que se prevê uma grande intensidade de tráfego rodoviário, a GNR, através de militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito (UNT), pretende garantir uma ação coordenada de policiamento geral e combate à criminalidade, de patrulhamento e fiscalização rodoviária, e que as deslocações se façam em segurança, contribuindo assim para uma redução dos números da sinistralidade rodoviária.

Desde o início do ano 2022 houve um registo de 61.313 acidentes de viação, um aumento de 13 % face ao ano de 2021. Particularmente, no período da operação “Todos os Santos” de 2019 a 2021, registaram-se 3 252 acidentes de viação dos quais resultaram 19 vítimas mortais, 81 feridos graves e 1030 feridos leves. Os distritos com maior sinistralidade rodoviária registada, neste período, foram o Porto, Faro, Aveiro, Braga, Lisboa, Setúbal e Santarém.

O combate à sinistralidade rodoviária continua a assumir-se como uma prioridade estratégica para a Guarda Nacional Republicana, e nesse sentido, a Guarda apela a que os condutores efetuem uma condução prudente e que adotem os seguintes comportamentos nas estradas:

  1. Cumprir as regras de trânsito, especialmente no que respeita às manobras de ultrapassagem, mudança de direção, inversão do sentido de marcha, cedência de passagem e posição de marcha;
  2. Utilizar corretamente o cinto de segurança e os sistemas de retenção para crianças;
  3. Não utilizar os telemóveis durante o exercício da condução;
  4. Adequar a velocidade ao tipo de estradas e às condições de circulação;
  5. Não ingerir bebidas alcoólicas, nem consumir substâncias psicotrópicas antes ou durante a condução.

GNR-Campanha de informação sobre a necessidade de revalidar o título de condução

As centenas de condutores identificados nos últimos anos por terem a carta caducada levaram o Ministro da Administração Interna a determinar que a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) desenvolvesse uma campanha de informação sobre a necessidade de revalidar o título de condução.
Essa campanha, validada pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), começou terça-feira e centrou-se na sensibilização dos condutores para a necessidade de revalidarem a carta de condução aos 50 anos, através de publicações nas diversas redes sociais da ANSR com duas mensagens alusivas ao tema:
– “Sabia que…. A sua carta de condução caduca aos 50 anos? A revalidação deve ser requerida nos 6 meses anteriores à caducidade” para não ficar sujeito às inerentes penalizações;
– “Sabia que…. Antes de fazer 50 anos tem de revalidar a sua carta de condução? Pode fazer tudo online, no website do IMT, IP em www.imtonline.pt” e assim “evite as consequências legais” daí decorrentes.

GNR – Dia Mundial de Combate ao Bullying

A Guarda Nacional Republicana, no âmbito da prevenção e do combate à violência, ofensas, ameaças e qualquer tipo de intimidação em contexto escolar, hoje, dia 20 de outubro, associa-se ao Dia Mundial de Combate ao bullying, pela relevância que representa na vida das crianças e jovens.

A Guarda pretende alertar e sensibilizar a população em geral e, em particular, as crianças e jovens, os quais serão as mulheres e homens de amanhã, para a relevância da temática com o objetivo de apelar a uma estratégia de consciencialização, que visa contribuir para a mudança de comportamentos da sociedade e para a progressiva intolerância social face à violência nas escolas. A violência ocorre fora da visão dos adultos e grande parte das vítimas esconde ou evita a denuncia da agressão sofrida, pelo que esta sensibilização é extensível aos pais, professores e funcionários pelos sinais de alerta que devem procurar denunciar e saber reconhecer, no contexto escolar e em ambiente familiar. Ler Mais »

Atividade operacional diária da GNR

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 7 a 13 de outubro, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais provisórios:

 

  1. Detenções: 462 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 204 por condução sob o efeito do álcool;
  • 97 por condução sem habilitação legal;
  • 45 por tráfico de estupefacientes;
  • 22 por furto e roubo;
  • 17 por posse ilegal de armas e arma proibida;
  • Oito por violência doméstica.

 

  1. Apreensões:
  • 8 833,675 doses de cocaína;
  • 2 020,036 doses de liamba;
  • 1 915,62 doses de haxixe;
  • 943,9 doses de heroína;
  • 23 comprimidos de anfetaminas;
  • 50,24 doses de óleo de canábis;
  • 28 pés de canábis;
  • 22 armas de fogo;
  • 18 armas brancas ou proibidas;
  • 235 munições;
  • 17 engenhos explosivos;
  • 15 viaturas;
  • 3 545,07 euros em numerário.

 

  1. Trânsito:

Fiscalização: 6 485 infrações detetadas, destacando-se:

  • 1 323 excessos de velocidade;
  • 501  por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 408 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 308 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 306 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 279 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 261 por falta de seguro de responsabilidade civil;
  • 198 relacionadas com tacógrafos.

 

Balanço da Campanha “Ao volante, o telemóvel pode esperar”

A Campanha de Segurança Rodoviária Ao volante, o telemóvel pode esperar”, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu nos dias 3 a 10 de outubro e teve como objetivo alertar os condutores para as graves consequências do manuseamento do telemóvel durante a condução.

Esta campanha contou, uma vez mais, com a participação do serviço das administrações regionais da Região Autónoma dos Açores e da Região Autónoma da Madeira na realização de ações de sensibilização, completando o trabalho de fiscalização que tem sido realizado pelos comandos Regionais da PSP.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022, a campanha foi divulgada nos meios digitais e através de cinco ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização da responsabilidade da GNR e PSP, nas localidades de Lisboa, Évora, Faro, Setúbal e Coimbra. Idênticas ações ocorreram nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Na campanha foram sensibilizados 757 condutores e passageiros, a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • A utilização do telemóvel durante a condução aumenta em quatro vezes a probabilidade de ter um acidente e provoca um aumento no tempo de reação a situações imprevistas superior ao efeito de uma taxa de álcool no sangue de 0,8 g/l.
  • A distração ocorre quando duas tarefas mentais, conduzir e utilizar o telemóvel, são executadas ao mesmo tempo, o que provoca lapsos de atenção e erros de avaliação;
  • O uso de aparelhos eletrónicos durante a condução causa dificuldade na interpretação da sinalização e desrespeito das regras de cedência de passagem, designadamente em relação aos peões.

Durante as operações das Forças de Segurança, realizadas entre os dias 3 e 10 de outubro, foram fiscalizados presencialmente em Portugal 57.840 veículos, tendo sido registado um total de 14.945 infrações, das quais 976 relativas ao uso indevido do telemóvel durante a condução.

 

 

 

Número de veículos fiscalizados Total de Infrações Infrações
Telemóvel
GNR 39 177 10 286 684
PSP Portugal 18 663 4 659 292
Continente 15 959 4 263 279
Total Portugal 57 840 14 945 976

Total Continente
55 136 14 549 963

 

No período da campanha, de 3 a 10 de outubro de 2022, registou-se um total de 2.769 acidentes, de que resultaram 15 vítimas mortais, 51 feridos graves e 878 feridos leves.

As 15 vítimas mortais, 14 do sexo masculino, tinham idades entre 18 e 77 anos.

Os 14 acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Braga (2), Bragança, Viana do Castelo, Porto, Aveiro, Santarém (2), Lisboa, Setúbal (2) e Faro (3).

Destes acidentes, a maioria (8) foram colisões, as quais envolveram um total de 21 veículos: 10 veículos ligeiros, 4 veículos pesados, 6 velocípedes e 1 motociclo.

Adicionalmente, ocorreram 5 despistes, maioritariamente em curva, de 3 veículos ligeiros e 2 motociclos.

Verificou-se ainda 1 atropelamento, na EN125, em Faro.

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se menos 122 acidentes, mais 6 vítimas mortais, menos 1 ferido grave e menos 65 feridos leves.