Templates by BIGtheme NET
Início » Almeida » Aldeias Históricas de Portugal inspiram criação de associação de aldeias de Cáceres

Aldeias Históricas de Portugal inspiram criação de associação de aldeias de Cáceres

Um grupo de representantes de várias localidades históricas da província de Cáceres (Espanha) visitou as Aldeias Históricas de Portugal, com o objetivo de adquirir conhecimento sobre a sua abordagem de desenvolvimento territorial, de modo a criar uma associação análoga à Rede das Aldeias Históricas de Portugal.

A Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico tem sido cada vez mais procurada como exemplo de boas práticas, tanto no plano nacional como internacional. Depois de, no ano passado, ter recebido uma comitiva de representantes da província de Badajoz (Espanha), cujo objetivo era conhecer a sua metodologia de trabalho, com vista a criar uma rede de 12 Conjuntos Históricos na Província de Badajoz, esta semana, as Aldeias Históricas de Portugal acolheram a visita de várias entidades da província de Cáceres, que ambicionam criar uma associação naquela região espanhola.

Durante três dias, uma comitiva com cerca de 30 pessoas, das várias localidades históricas da província de Cáceres, incluindo o Presidente da Província de Cáceres, Carlos Rodriguez, e a Deputada de Turismo, Patrícia Vale, visitaram alguns dos melhores exemplos de iniciativa privada das Aldeias Históricas de Portugal, assim como projetos estruturantes de âmbito público (acessibilidade, redes wi-fi, entre outros), que vão servir de modelo para a criação de uma associação de aldeias de Cáceres.

Esta visita, que distingue mais uma vez a Aldeias Históricas de Portugal – Associação de Desenvolvimento Turístico como uma entidade pioneira e de vanguarda, teve também como objetivo o estreitamento de relações entre a Aldeias Históricas de Portugal e a província de Cáceres, atendendo, inclusive, o trabalho em curso ao abrigo do projeto transfronteiriço “Territorio y Patrimonio” (TERPAT). Este projeto visa, numa primeira fase e até ao final do ano, o alargamento da GR22 – Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal para 13 localidades da região de Cáceres, fixando-se assim um corredor de ligação que no futuro se espera poder progredir para um conceito de Rede mais alargado, imbuído do racional da Aldeias Históricas de Portugal.

Na apresentação sobre as Aldeias Históricas de Portugal, que decorreu no primeiro dia da visita, na unidade hoteleira do INATEL da Aldeia Histórica de Linhares da Beira, o Presidente da Província de Cáceres, Carlos Rodriguez, destacou o exemplo encontrado: “Fala-se muito das Aldeias Históricas de Portugal, o seu exemplo é incontornável. E agora, juntos, estamos a um passo de criar a Associação de Aldeias Históricas da Raia. Há uma fronteira que nos separa, mas muito mais é o que nos une. Há uma identidade gastronómica e paisagística comum, mas são sobretudo a História e a cultura que nos unem, e por isso este projeto faz todo o sentido”.

Durante a sua passagem pelas Aldeias Históricas de Portugal, a comitiva da província de Cáceres assistiu também à cerimónia de entrega do prémio de “Melhor Aldeia Turística” para a Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo, atribuído pela Organização Mundial de Turismo no final do ano passado. Num evento que decorreu no Palácio de Cristóvão de Moura, na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo, a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e o Presidente da Câmara de Figueira de Castelo Rodrigo, Carlos Condesso, entregaram o prémio à população daquela Aldeia Histórica.

De recordar que a Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo foi eleita como uma das “Melhores Aldeias Turísticas do Mundo”, entre 170 candidaturas de 75 países, numa clara demonstração do seu excecional valor. A candidatura da Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo a “Melhor Aldeia Turística” aconteceu por convite do Turismo de Portugal às Aldeias Históricas de Portugal. Do trabalho concertado entre as duas entidades culminou a submissão de uma candidatura, que se revelou vencedora.

Publicidade...