Templates by BIGtheme NET
Início » Penalva do Castelo (Pagina 3)

Penalva do Castelo

SC Penalva do Castelo vai compondo plantel sénior

Assim a direção do SC Penalva do Castelo pretende realizar uma boa temporada, face a isso, Simão Marques se mantém como técnico da turma sénior.
Depois das renovações de: Nuno Rodrigues (GR), Hugo Rebelo (DF), Lips (DF), João Marcelo (DF), Marco Baéce (GR), Fábio Francisco (AV), e Rodrigo Machado (MD).
E também dos reforços : Pedro Loureiro (AV), Márcio Santos (MD), Bruno Coelho (AV), Gustavo Coelho (DF), Leonardo Ribeiro (DF) e Hélder Nunes (MD.
Neste domingo, tem assim um teste perante o Guarda FC , na cidade mais alta.

AF Guarda- Calendário das provas distritais de futsal

Teve lugar recentemente, o sorteio das provas distritais de futsal para a época 2021-22, na AF Guarda, face a isso, deixamos aqui  os calendários das competições:

Campeonato Distrital de Futsal Sub-13

Torneio Evolução Sub-13 Futsal da AF Guarda

Campeonato Distrital de Futsal Sub-15

Campeonato Distrital de Futsal Sub-17

Torneio Evolução Sub-17 Futsal da AF Guarda

Campeonato Distrital de Futsal Sub-19

Torneio Evolução Sub-19 Futsal da AF Guarda

Open de Futsal Feminino

Taça Distrital de Futsal Seniores Feminino da AF Guarda

Taça Distrital de Futsal Seniores Masculino da AF Guarda

Campeonato Distrital de Futsal Sénior Feminino

Campeonato Distrital de Futsal Sénior Masculino

Treinadores do Distrito da Guarda pretendem formar uma associação

Em comunicado, alguns treinadores de Futebol e Futsal do distrito da Guarda referem que têm, de forma informal, colocado a hipótese dos treinadores de Futebol e Futsal se constituírem como associação de classe.

Na necessidade de alguém dar o “pontapé de saída” para a realização de uma primeira reunião informal, é divulgado o presente formulário de inscrição/manifestação de interesse para que todos os interessados se inscrevam. As inscrições são essenciais para reservar um espaço adequado ao número de participantes.

No referido encontro pretende-se debater a pertinência do tema, os objetivos de uma eventual associação de classe e os procedimentos para a sua criação. O mesmo é de partição livre e voluntária.

No formulário de inscrição são sugeridas 3 datas para a realização do encontro. A data com maior número de votações será a escolhida pelo movimento de treinadores para a realização deste primeiro encontro. Cada treinador(a) pode votar em duas datas“.

Autárquicas 21-Penalva do Castelo-Candidatos à Câmara Municipal e Assembleia Municipal

No concelho de Penalva do Castelo, pelo PS, para a Câmara Municipal, vai recandidatar-se Francisco Carvalho, por sua vez, pelo PSD/CDS-PP, vai ser candidato Pedro Monteiro.

Depois na Assembleia Municipal, no PS, vai ser Vítor Fernandes e pela coligação PSD/CDS-PP vai ser David Macário.

Desta forma, Francisco Carvalho , refere que se recandidata porque:” Após 8 anos de trabalho, com muita dedicação e empenho no desenvolvimento do concelho, aceitei, com humildade, honra e satisfação, liderar novamente a candidatura, pelo Partido Socialista, à Câmara Municipal de Penalva do Castelo nas próximas eleições autárquicas.

-Nestes últimos anos tive o privilégio de trabalhar com uma equipa dinâmica, empreendedora e disponível para servir Penalva do Castelo e os Penalvenses.
-Nunca virámos a cara perante as adversidades ou em qualquer outra circunstância, exercemos os nossos cargos com grande proximidade a todos os Penalvenses, bem como com as Associações, Instituições e restantes órgãos autárquicos.
Assumi com os Penalvenses o compromisso de construir um concelho melhor.
Honrámos o nosso compromisso. Hoje Penalva do Castelo está diferente.
-Temos obra feita! Ela é visível e reconhecida em todo o concelho. Por todas as freguesias há marcas novas de desenvolvimento!
As contas da Câmara revelam uma boa solidez financeira.
Vai iniciar um novo quadro comunitário, o Portugal 2030 e com a execução do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência), proporcionando novas oportunidades de investimentos, que devem ser geridos com a experiência adquirida, obtendo o melhor aproveitamento para a solução dos problemas estruturantes do concelho”.
Por sua vez, Pedro Monteiro, revela que a sua candidatura: “resulta da convicção de que é necessária uma mudança, alicerçada num novo ciclo de desenvolvimento ambicioso para o concelho e inclusivo de todos os Penalvenses.

Esta candidatura é um exercício de liberdade, responsabilidade e dedicação a todos os Penalvenses sem exceção. Quero trabalhar com todos e para todos, numa postura proativa, empreendedora e dinâmica, com ambição, determinação e capacidade para inovar.
É uma candidatura plural e inclusiva. Com o contributo e o apoio de todos vamos construir um projeto sério e consistente, que vai proporcionar um futuro com liberdade e uma nova esperança para todos”.

 

Lâmpadas vão ter nova etiqueta energética

Com a evolução dos tempos, a poupança energética é uma das prioridades da sociedade, face a isso, as lâmpadas vão passar a ter um anova etiqueta energética, idêntica à inserida no eletrodomésticos.

Passam a ser classificadas numa escala de A a G, abandonando as classes  “+” e ainda o código QR, para melhor esclarecimento do consumidor.

2.ª edição da Escola de Queijeiros com inscrições abertas

Numa perspetiva de continuidade, e considerando o sucesso da primeira edição, o Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro anunciou a segunda edição da Escola de Queijeiros, com início previsto para o dia 27 de setembro. As candidaturas são efetuadas, até ao próximo dia 12 de setembro em em: https://forms.gle/PrMXcXiddR8tucnD6

Destinada a abranger as três regiões DOP do Centro (Beira Baixa, Serra da Estrela e Rabaçal), a Escola de Queijeiros tem como entidades coordenadoras os Institutos Politécnicos de Castelo Branco, Coimbra e Viseu, tendo lugar nas suas Escolas Superiores Agrárias. Mais informações podem ser obtidas aqui:Regulamento-de-candidatura.pdf (queijoscentrodeportugal.pt)

178 vagas em 28 cursos de licenciatura no IP Viseu

A 1.ª fase de candidatura do Concurso Especial de Acesso ao Ensino Superior para Diplomados de Vias Profissionalizantes decorre até dia 3 de setembro de 2021.

O Politécnico de Viseu (PV) disponibiliza 178 vagas em 28 cursos de licenciatura. Toda a informação sobre as provas teóricas ou práticas de avaliação dos conhecimentos e competências exigida para cada uma dessas licenciaturas, bem como o número de vagas, está disponível aqui.

Prolongamento da Declaração da Situação de Alerta contra incêndios

Face à previsão de continuação das condições meteorológicas que se traduzem num significativo risco de incêndio rural, os Ministros da Defesa Nacional, da Administração Interna, do Ambiente e da Ação Climática e da Agricultura determinaram esta quarta-feira o prolongamento da Declaração da Situação de Alerta em 14 distritos do Continente.

Esta Declaração da Situação de Alerta abrange o período compreendido entre as 00h00 e as 23h59 do dia 19 de agosto, prolongando a Declaração da Situação de Alerta que fora determinada para o período entre as 00h00 de 17 de agosto e as 23h59 de hoje, 18 de agosto.

Os distritos abrangidos são: Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu.

No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, prevista na Lei de Bases de Proteção Civil e que decorre da necessidade de adotar medidas preventivas e especiais de reação face ao risco de incêndio previsto pelo IPMA em muitos concelhos do continente nos próximos dias, serão implementadas as seguintes medidas de caráter excecional:

1) Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;

2) Proibição da realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração;

3) Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;

4) Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

5) Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas nos distritos onde tenha sido declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Laranja pela ANEPC.

A proibição não abrange:

1) Os trabalhos associados à alimentação e abeberamento de animais, ao tratamento fitossanitário ou de fertilização, regas, podas, colheita e transporte de culturas agrícolas, desde que as mesmas sejam de carácter essencial e inadiável e se desenvolvam em zonas de regadio ou desprovidas de florestas, matas ou materiais inflamáveis, e das quais não decorra perigo de ignição;

2) A extração de cortiça por métodos manuais e a extração (cresta) de mel, desde que realizada sem recurso a métodos de fumigação obtidos por material incandescente ou gerador de temperatura;

3) Os trabalhos de construção civil, desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural.

A Declaração da Situação de Alerta implica, entre outros aspetos:

A) A elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas, considerando-se para o efeito autorizada a interrupção da licença de férias e a suspensão de folgas e períodos de descanso;

B) O aumento do grau de prontidão e mobilização de equipas de emergência médica, saúde pública e apoio psicossocial, pelas entidades competentes das áreas da saúde e da segurança social, através da respetiva tutela;

C) A mobilização em permanência das equipas de Sapadores Florestais;

D) A mobilização em permanência do Corpo Nacional de Agentes Florestais e dos Vigilantes da Natureza que integram o dispositivo de prevenção e combate a incêndios, pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P., através da respetiva tutela;

E) A realização pela GNR de ações de patrulhamento (vigilância) e fiscalização aérea através de meios das Forças Armadas, nos distritos em estado de alerta especial do SIOPS, para o DECIR, incidindo nos locais sinalizados com um risco de incêndio muito elevado e máximo;

F) A dispensa de serviço ou a justificação das faltas dos trabalhadores, do setor público ou privado, que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, salvo aqueles que desempenhem funções em serviço público de prestação de cuidados de saúde em situações de emergência, nomeadamente técnicos de emergência pré-hospitalar e enfermeiros do Instituto Nacional de Emergência Médica, I. P., nas forças de segurança e na ANEPC.

A par da emissão de avisos à população pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil sobre o perigo de incêndio rural, as Forças Armadas – através do Ministério da Defesa Nacional – devem disponibilizar os meios aéreos para, em caso de necessidade, estarem operacionais nos locais a determinar pela ANEPC.

Teatro Musical “Só queria que me saísse… Dão” animou Penalva do Castelo

Dois dias dedicados à peça de Teatro Musical “Só queria que me saísse… Dão”, decorreu na vila de Penalva do Castelo, trata-se de um espetáculo produzido pelo Contracanto Associação Cultural com texto original de Sandra Leal e encenação de António Leal. Em palco estiveram cerca de 30 personagens, entre atores, cantores e músicos, sobressaindo a figura do “Barbosa”, interpretada pelo ator Pedro Pernas, que recria magistralmente o grande ator António Silva.

Por sua vez, o autarca Francisco Carvalho, enalteceu o belo trabalho produzido pela ContraCanto, nesta bela peça que animou todos os presentes.

A história acontece em plena Lisboa, no Pátio do Carrascão e transporta-nos para o imaginário dos clássicos do cinema português dos anos 30 /40, como Pátio das Cantigas ou a Canção de Lisboa, sendo recriadas cenas desses filmes como a célebre cena de Vasco Santana e o candeeiro. Ou a famosa frase” Evaristo tens cá disto”, aqui substituída por “Barbosa, tens cá gasosa”. A vida nos pátios alfacinhas, com as suas relações de vizinhança, as tabernas, as festas populares, servem de cenário e ambiente ao desenrolar das histórias, condimentadas com o fado, a canção popular, a que se juntam os temas da Broadway.
Barbosa é o único beirão no bairro, condição que ele tenta esconder aos turistas para os atrair para a sua casa de fados “Solar do Vinho” que representa o que de mais pitoresco Lisboa tem para oferecer. Entre cantigas e muitas histórias, os moradores do pátio não se esquecem de lembrar Barbosa das suas raízes beirãs e Barbosa perde as estribeiras de cada vez que um deles o provoca! Mas o destino tem hora marcada para fazer das suas e este ano, o arraial vai mudar para sempre o pátio. Tudo por conta do tal vinho do beirão Barbosa que, afinal, não é de Lisboa, nem carrascão, mas sim, vinho do Dão. E quando o vinho é Dão… até um pátio alfacinha quer ser beirão!
Foi com duas sessões, com lotação esgotada, que decorreu o teatro musical. Dada a elevada adesão, aqueles que não conseguiram obter bilhete, puderam assistir na zona envolvente.

Divisão de Honra FEIFIL FEIJÃO E FILHOS com sorteio efetuado

O Auditório Carlos Costa, na sede da AF Viseu, acolheu o sorteio da Divisão de Honra FEIFIL FEIJÃO E FILHOS, S.A, marcaram presença vários representantes de clubes filiados. A Divisão de Honra é composta por 3 grupos, Norte, Centro e Sul, com 8 equipas cada com 14 jornadas, a duas voltas.

Calendário Divisão de Honra

Grupo Norte

1- Nespereira FC

2- CDR Moimenta da Beira

3- ACDR Lamelas

4- CD Cinfães

5- GD Resende

6- GD Parada

7- SC Lamego

8- SC Paivense

1ª JORN 2-1 3-7 4-6 5-8
 2ª JORN  1-3  8-2  7-4  6-5
 3ª JORN  4-1  3-2  5-7  8-6
 4ª JORN  1-5  2-4  3-8  7-6
 5ª JORN  6-1  5-2  4-3  8-7
 6ª JORN  1-7  2-6  3-5  4-8
 7ª JORN  8-1  7-2  6-3  5-4

1ª Jornada | 19.SET.2021

CDR Moimenta da Beira x Nespereira FC

ACDR Lamelas x SC Lamego

CD Cinfães x GD Parada

GD Resende x SC Paivense

Grupo Centro

1- Lusitano FC Vildemoinhos

2- GDC Roriz

3- Carvalhais FC

4- GD Oliveira de Frades

5- AD Sátão

6- UD Sampedrense

7- GD Campia

8- SC Penalva do Castelo

1ª JORN 2-1 3-7 4-6 5-8
2ª JORN 1-3 8-2 7-4 6-5
3ª JORN 4-1 3-2 5-7 8-6
4ª JORN 1-5 2-4 3-8 7-6
5ª JORN 6-1 5-2 4-3 8-7
6ª JORN 1-7 2-6 3-5 4-8
7ª JORN 8-1 7-2 6-3 5-4

1ª Jornada | 19.SET.2021

GDC Roriz x Lusitano FC Vildemoinhos
Carvalhais FC x GD Campia
GD Oliveira de Frades x UD Sampedrense
AD Sátão x SC Penalva do Castelo

Grupo Sul

1- SC Vale de Açores

2- GDR Canas de Senhorim

3- CF Carregal do Sal

4- Moimenta Dão FC

5- Mortágua FC

6- SL Nelas

7- GD Mangualde

8- CA Molelos

 

1ª JORN 2-1 3-7 4-6 5-8
2ª JORN 1-3 8-2 7-4 6-5
3ª JORN 4-1 3-2 5-7 8-6
4ª JORN 1-5 2-4 3-8 7-6
5ª JORN 6-1 5-2 4-3 8-7
6ª JORN 1-7 2-6 3-5 4-8
7ª JORN 8-1 7-2 6-3 5-4

 

1ª Jornada | 19.SET.2021

GDR Canas de Senhorim x SC Vale de Açores

CF Carregal do Sal x GD Mangualde

Moimenta Dão FC  x SL Nelas

Mortágua FC x CA Molelos