Templates by BIGtheme NET
Início » Saúde (Pagina 30)

Saúde

Testes rápidos de saliva da Biojam para diagnóstico do COVID-19 chegaram ao mercado português

Um método alternativo à zaragatoa: Novo sistema de diagnóstico permite detetar o vírus com um único teste à saliva.

·               Uma solução que constitui uma alternativa fiável, segura, confortável e muito mais barata.

Depois de lançados os testes rápidos de antigénio para diagnóstico de COVID-19 e os testes DUO de diagnóstico de COVID-19 e Gripe, a BioJam disponibiliza também, a partir de agora, os testes rápidos de saliva, os quais já foram alvo de notificação junto do Infarmed. De uma forma mais simples e sem o desconforto associado aos convencionais testes de antigénio que utilizam as zaragatoas para recolha de amostra, o novo sistema de diagnóstico permite detectar, em apenas 15 minutos e de uma forma não invasiva, possíveis casos positivos de COVID-19. Com explica Carlos Monteiro, CEO e fundador da farmacêutica BioJam, “a realização dos convencionais testes de antigénio, apesar de constituírem um processo rápido, não deixam de ser mais desconfortáveis, sobretudo para crianças, adolescentes e até adultos com sensibilidade ao método da zaragatoa. Além disso, poderão ser muito úteis em aeroportos, escolas, empresas ou atividades desportivas, para identificar assintomáticos em período infecioso. Com os novos testes de saliva conseguimos eliminar o desconforto mantendo a segurança dos testes que apresentam uma especificidade de 100% e uma sensibilidade de mais de 94%”.

O teste rápido PCL COVID19 Ag Gold saliva é um dispositivo médico de diagnóstico invitro que se baseia no Teste imunocromatográfico (ICA) para a detecção qualitativa do antigénio SARS-CoV-2 na saliva humana. Ainda que não seja um teste invasivo, o mesmo só estará disponível para realização em clínicas e laboratórios de análises clínicas devidamente registadas na ERS para tal, por profissionais de saúde ou sob o acompanhamento destes, esperando que estes também possam ser distribuídos pelas farmácias comunitárias. A ideia é que seja supervisionado por um profissional e realizado numa clínica, hospital ou, eventualmente, farmácia. Além de eliminar o desconforto da zaragatoa, deixa de ser necessário ter profissionais de saúde especificamente habilitados para a colheita, como acontece atualmente, aliviando a logística e os custos”, acrescenta Carlos Monteiro.

Carlos Gonçalves reeleito na presidência dos Bombeiros Egitanienses

Mais um ato eleitoral que surgiu no seio dos Bombeiros Voluntários da Guarda , com o atual presidente Carlos Gonçalves a se recandidatar para novo mandato.

Face a isso, foi candidato único, mas ainda assim ainda houve votos brancos , mas deste modo, Carlos Gonçalves foi reconduzido no cargo e vai continuar a liderar os soldados da paz da cidade mais alta.

Segundo, adiantou ^Carlos Gonçalves, agora é hora de reunir esforços para melhorar as condições a todos os níveis destes homens e mulheres que lutam diariamente pelo bem estar da comunidade. serão três anos de trabalho intenso.

Intermarché angariou mais de 63 toneladas de alimentos para o Banco Alimentar

Mosqueteiros solidários neste Natal

Neste Natal. o Intermarché, insígnia alimentar do Grupo Os Mosqueteiros, acaba de angariar através de uma campanha nacional e com a solidariedade dos seus clientes mais de 63 toneladas de bens alimentares para o Banco Alimentar Contra a Fome.

O Intermarché assumiu este compromisso solidário, numa altura em que cada vez mais famílias recorrem à ajuda de instituições é fundamental dotar estas entidades do que precisam para levar a cabo o seu trabalho. O apoio ao Banco Alimentar é uma das formas mais diretas de chegar a quem precisa e nesta última campanha foram os colaboradores das lojas os principais embaixadores desta ação, que unida à solidariedade dos clientes conseguiu reunir mais de 63 toneladas de bens alimentares.

Há 29 anos em Portugal o envolvimento do Intermarché no apoio e proteção de todos aqueles que se encontram em situação de fragilidade é cada vez maior. Cada loja está na primeira linha no contacto com as populações, assiste às suas dificuldades e receios e não fica indiferente ao cenário atual em que o país se encontra. Este donativo de apoio ao Banco Alimentar permite ajudar milhares de famílias.

Artigo de opinião-Excessos no mês de Natal prejudicam possível gravidez

O mês de dezembro constitui um verdadeiro desafio e pode ser muito tentador para quem não resiste a doces, fritos e alimentos processados e acaba enredado em excessos. Mas, se está a tentar engravidar, de forma natural ou através de procriação medicamente assistida, deve aproveitar para adotar um estilo de vida saudável, mantendo um equilíbrio entre uma dieta e um exercício físico que permitam melhorar a fertilidade e, assim, alcançar a tão desejada gravidez. “Existem fatores que influenciam negativamente a fertilidade de homens e mulheres. É preciso ter cuidado com os excessos”, explica o Dra. Catarina Godinho.

A especialista acrescenta que a obesidade, o tabagismo e o álcool são de evitar, uma vez que condicionam as hipóteses de engravidar e deixa sete conselhos às mulheres e aos homens, a começar pela alimentação:

Dieta rica e equilibrada

Afaste-se do consumo de tabaco e álcool, pois está comprovado que prejudicam a fertilidade de homens e mulheres. Além disso, também deve evitar alimentos processados. Os alimentos naturais são a chave para alcançar uma dieta saudável. O consumo deve ser variado, rico em todos os tipos de alimentos, incluindo sementes, grãos, legumes, proteínas animais e/ou vegetais e produtos não refinados, ricos em fibras. “São essenciais os alimentos que contenham vitaminas e minerais como: ácido fólico (ajuda a prevenir defeitos e malformações no feto), DHA – ácido docosahexaenóico (essencial para a saúde do nosso cérebro, olhos e neurónios, além de revigorar os espermatozoides masculinos e promover o equilíbrio hormonal nas mulheres), Vitaminas B, C, D e E (para o controle hormonal, proteção espermática, desenvolvimento ósseo fetal, entre outros), selénio e cálcio”, revela a Dra. Catarina Godinho.

Controle o peso

Se optar por uma alimentação variada, rica em produtos naturais, não só conseguirá uma alimentação saudável, mas também evitará o excesso de peso corporal, grande inimigo da fertilidade. De acordo com a Dra. Catarina Godinho, “Quando se utiliza o tratamento reprodutivo assistido, o peso torna-se num grande obstáculo, pois provoca, nas mulheres, uma maior dificuldade da resposta aos medicamentos usados para induzir a ovulação, o que reduz as hipóteses de gravidez”. Além disso, “é também a principal causa de riscos obstétricos, tanto para a mãe quanto para o bebé”.A obesidade leva a um aumento das taxas de aborto e duplica o risco de morbidade fetal. O contrário também se verifica: a magreza extrema pode levar a problema de ovulação e dificultar a gravidez.

Procure apoio psicológico

Não tenha receio de pedir ajuda e nem a recuse mesmo que ache que não está a precisar de apoio psicológico. O processo de ser mãe nem sempre é um caminho fácil e tão rápido como desejamos. Ter apoio nas várias fases do tratamento e ter estratégias para lidar com essas emoções são alguns dos temas explorados na consulta psicologia.

Livre-se da ansiedade

O relaxamento físico e mental é importante para quem procura uma gravidez. “O ritmo de vida atual é um terreno fértil para o stress e a ansiedade, pelo que a meditação é recurso disponível, uma vez que ajuda a mitigar esses distúrbios psicológicos que ocorrem no dia a dia” e que se juntam, com frequência, à incerteza, mês após mês, de uma eventual gravidez.

Faça exercício físico

Se está a preparar-se para acolher uma vida dentro de si, deve estar o mais preparada possível para receber o embrião. “O exercício físico em si não melhora a fertilidade, mas produz benefícios cardiovasculares, metabólicos, endócrinos e neurológicos. Também ajuda a reduzir o stress e melhora o sono para pessoas que o praticam com frequência”, refere a Dra. Catarina Godinho. A prática de exercício físico leva-nos a ter um corpo saudável e a optar por uma alimentação mais equilibrada, portanto, abre caminho a um sistema reprodutivo mais bem preparado. “Porém, é importante encontrar um equilíbrio, pois tudo em excesso faz mal. Quando sujeitamos o nosso corpo a um esforço intensivo, que exige um gasto energético maior, ocorre uma alteração ao nível do hipotálamo, que pode eliminar o processo de

ovulação, que se traduz em amenorreia, por exemplo”, afirma.

Não se automedique

Converse com o médico que a acompanha sobre a medicação que toma regularmente e não inicie nenhuma medicação sem que o médico saiba.

Por último, mas não menos importante, mantenha um ciclo de sono saudável. É tão importante quanto a nutrição. Devemos dormir, no mínimo, oito horas por dia. O sono deve ser organizado de forma responsável, seguindo rotinas nas quais nos levantamos e vamos para a cama todos os dias na mesma hora. “Dormir no escuro também ajuda o corpo a descansar adequadamente, pois isso vai melhorar a produção de melatonina no nosso corpo. Não se trata apenas das horas que dormimos, mas da qualidade do nosso sono. Além disso, a melatonina desempenha um papel importante no desenvolvimento dos folículos ováricos”, conclui a Dra. Catarina Godinho.

Covid-19-Nova lista divulgada de concelhos

Ficou a ser conhecida a nova lista de concelhos dos quatro níveis depois da reunião de  Conselho de Ministros em que foram avaliadas e ajustadas as medidas de contenção da pandemia de covid-19 para o Natal e Ano Novo.

Assim Fornos de Algodres, Mangualde, Penalva, Meda e Foz Côa, no moderado

Trancoso, Celorico da Beira, Gouveia, Satão e Manteigas, no elevado

Aguiar da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo,Guarda, Nelas, Sabugal, Sernancelhe, Almeida, Seia e Viseu, no muito elevado

Pinhel e Aguiar da Beira no extremamente elevado

Risco Moderado

  • Albufeira
    Alcobaça
    Alcoutim
    Aljezur
    Aljustrel
    Almeirim
    Almodôvar
    Alpiarça
    Alvaiázere
    Alvito
    Arcos de Valdevez
    Arganil
    Arraiolos
    Arronches
    Avis
    Barrancos
    Beja
    Benavente
    Bombarral
    Borba
    Cadaval
    Carrazeda de Ansiães
    Castro Marim
    Castro Verde
    Constância
    Coruche
    Cuba
    Entroncamento
    Estremoz
    Ferreira do Alentejo
    Ferreira do Zêzere
    Fornos de Algodres
    Fronteira
    Góis
    Lagoa
    Lagos
    Mação
    Mangualde
    Mêda
    Melgaço
    Monchique
    Mora
    Moura
    Nazaré
    Oleiros
    Olhão
    Oliveira de Frades
    Ourique
    Pampilhosa da Serra
    Paredes de Coura
    Pedrógão Grande
    Penalva do Castelo
    Ponte de Sor
    Portel
    Proença-a-Nova
    Redondo
    Santiago do Cacém
    São Brás de Alportel
    Sardoal
    Sertã
    Silves
    Sines
    Sousel
    Tábua
    Tavira
    Tomar
    Viana do Alentejo
    Vidigueira
    Vila de Rei
    Vila do Bispo
    Vila Nova da Barquinha
    Vila Nova de Cerveira
    Vila Nova de Foz Côa
    Vila Nova de Paiva
    Vila Nova de Poiares
    Vila Real de Santo António
    Vila Viçosa

Risco Elevado

  • Abrantes
    Alandroal
    Alcácer do Sal
    Alcanena
    Alcochete
    Alijó
    Amadora
    Arruda dos Vinhos
    Aveiro
    Batalha
    Belmonte
    Cabeceiras de Basto
    Caldas da Rainha
    Campo Maior
    Cantanhede
    Carregal do Sal
    Cartaxo
    Cascais
    Castanheira de Pêra
    Castelo de Paiva
    Castro Daire E
    Celorico da Beira
    Celorico de Basto
    Coimbra
    Condeixa-a-Nova
    Covilhã
    Elvas
    Faro
    Figueira da Foz
    Fundão
    Golegã
    Gouveia
    Leiria
    Loulé
    Loures
    Lourinhã
    Lousã
    Macedo de Cavaleiros
    Mafra
    Manteigas
    Marinha Grande
    Mira
    Mirandela
    Mogadouro
    Moimenta da Beira
    Montemor-o-Velho
    Nisa
    Óbidos
    Odemira
    Odivelas
    Oeiras
    Oliveira do Bairro
    Ourém
    Palmela
    Penedono
    Penela
    Peniche
    Pombal
    Portimão
    Reguengos de Monsaraz
    Ribeira de Pena
    Rio Maior
    Sabrosa
    Salvaterra de Magos
    Santa Comba Dão
    Santarém
    São João da Pesqueira
    São Pedro do Sul
    Sátão
    Seixal
    Sesimbra
    Setúbal
    Sever do Vouga
    Sintra
    Sobral de Monte Agraço
    Soure
    Tarouca
    Tondela
    Torres Novas
    Torres Vedras
    Trancoso
    Vagos
    Vale de Cambra
    Valença
    Vendas Novas
    Viana do Castelo
    Vila Flor
    Vila Franca de Xira
    Vila Velha de Ródão
    Vinhais
    Vizela
    Vouzela

Risco Muito Elevado 

  • Águeda
    Albergaria-a-Velha
    Alenquer
    Alfândega da Fé
    Almada
    Almeida
    Amarante
    Amares
    Anadia
    Ansião
    Arouca
    Azambuja
    Baião
    Barreiro
    Boticas
    Braga
    Caminha
    Castelo Branco
    Chamusca
    Cinfães
    Espinho
    Estarreja
    Évora
    Fafe
    Felgueiras
    Figueira de Castelo Rodrigo
    Figueiró dos Vinhos
    Freixo de Espada à Cinta
    Gondomar
    Grândola
    Guarda
    Idanha-a-Nova
    Ílhavo
    Lamego
    Lisboa
    Lousada
    Maia
    Marco de Canaveses
    Matosinhos
    Mealhada
    Mértola
    Mesão Frio
    Miranda do Corvo
    Miranda do Douro
    Moita
    Monção
    Montalegre
    Montemor-o-Novo
    Montijo
    Murça
    Murtosa
    Nelas
    Oliveira do Hospital
    Ovar
    Paços de Ferreira
    Paredes
    Penacova
    Penafiel
    Peso da Régua
    Ponte da Barca
    Ponte de Lima a
    Portalegre
    Porto
    Porto de Mós
    Resende
    Sabugal
    Santa Maria da Feira
    Santo Tirso
    São João da Madeira
    Seia
    Sernancelhe
    Serpa
    Terras de Bouro
    Torre de Moncorvo
    Valongo
    Vila Nova de Gaia
    Vila Real
    Vila Verde
    Viseu

Risco Extremamente Elevado

  • Aguiar da Beira
    Alter do Chão
    Armamar
    Barcelos
    Bragança
    Castelo de Vide
    Chaves
    Crato
    Esposende
    Gavião
    Guimarães
    Marvão
    Mondim de Basto
    Monforte
    Mortágua
    Mourão
    Oliveira de Azeméis a
    Penamacor
    Pinhel
    Póvoa de Lanhoso
    Póvoa de Varzim
    Santa Marta de Penaguião
    Tabuaço
    Trofa
    Valpaços
    Vieira do Minho
    Vila do Conde
    Vila Nova de Famalicão
    Vila Pouca de Aguiar
    Vimioso

Protocolo entre Município de Pinhel e a Fundação Álvaro Carvalho dá frutos no campo da Oftalmologia

Primeiros doentes já realizaram intervenções
Foi assinado um protocolo entre o Município de Pinhel e a Fundação Álvaro Carvalho, tendo em vista proporcionar assistência médica a doentes do interior do país com doenças crónicas na área da Oftalmologia, já permitiu a realização de 10 intervenções às cataratas a outros tantos utentes do concelho de Pinhel.
O primeiro grupo elegível deslocou-se já a uma clínica em Castelo Branco, onde foram realizadas as intervenções previamente agendadas, cumprindo-se naturalmente todos os cuidados preconizados face à situação de pandemia.
De referir que o acordo tem por base princípios de prioridade clínica, mas sobretudo social, ou seja, visa beneficiar munícipes residentes no concelho de Pinhel, em situação de insuficiência económica e devidamente referenciados pelos seus médicos de família.

ULS da Guarda distinguida com o prémio Diamond Status nos Angels awards

A Unidade de Acidentes Vasculares Cerebrais da ULS da Guarda recebeu das mãos da Coordenadora Nacional do Angels, Prof. Doutora Cláudia Queiroga, o prémio Diamond Status nos Angels awards.
Os ESO Angels Awards são uma forma de reconhecimento e motivação para as equipas, assim como o estabelecimento de uma cultura de monitorização contínua. A cada 3 meses, tendo por base o desempenho na totalidade das medidas de qualidade da ESO o hospital recebe o Estatuto de Ouro, Platina ou Diamante.
A ULS Guarda ganhou a categoria máxima no 2.º trimestre de 2019 e hoje simbolicamente o prémio foi entregue numa sessão restrita no Auditório da Unidade Local de Saúde. O evento acompanhado por muitos profissionais via online.
Esta distinção representa para o Conselho de Administração (CA) da ULSG o reconhecimento internacional da competência do trabalho desenvolvido por esta Unidade ao longo dos anos, com profissionais de exceção, cujo mérito valorizam a instituição hospitalar a que pertencem.
Foto:ULSG

Mangualde promove “Ler uma Questão de Saúde”

A leitura faz bem à saúde

Vai acontecer uma iniciativa a 17 de dezembro pelas 20h30, através de uma plataforma online, organizada pela Phisiovida, em parceria com a Câmara Municipal de Mangualde, “Ler uma Questão de Saúde”,  disponibilizada após inscrição.

Esta atividade, realizada pela segunda vez consecutiva, visa abordar, através da leitura, da escrita e da discussão, temas de saúde e do bem-estar, explorados na dupla dimensão, daquilo que é possível, pela ficção, e daquilo que somos passiveis, na vida real.

Orientado pela Professora Drª Maria de Jesus Cabral, da Universidade de Lisboa, a sessão centra-se no tema “O Cuidado com base no Principezinho, livro de Antoine de Saint-Exupéry. Esta leitura tem como objetivo maximizar as potencialidades formativas, de obras de ficção na nossa perceção do mundo e do desenvolvimento critico.

Para participar neste debate, basta realizar a inscrição através do email da Phisiovida (phisiovida@gmail.com), após inscrição será disponibilizado um link que lhe dará acesso ao evento.

Programa Mundial de Reconhecimento de Resposta COVID-19 distingue ULS da Guarda

O International Hospital Federation Beyond the Call of Duty for COVID-19 reconheceu a Unidade Local de Saúde da Guarda  pelo seu

plano de ação de resposta COVID-19, um reconhecimento atribuído a 100 hospitais de 28 países.
A ULS da Guarda apresentou a candidatura intitulada “Não podemos salvar o mundo, mas podemos ajustar as velas” e recebeu o emblema de reconhecimento após uma análise completa de um comité de revisão internacional composto por 16 especialistas do setor de saúde.
Em jeito de homenagem aos hospitais e prestadores de serviços de saúde em todo o mundo, na sua luta contra a COVID-19, a Federação Internacional de Hospitais apresentou numa sessão pública cada um dos Hospitais com reconhecimento atribuído. A lista completa de hospitais pode ser encontrada aqui:

PS Fornos de Algodres lança comunicado sobre Orçamento Municipal 2021

A Concelhia do PS de Fornos de Algodres em comunicado sobre o Orçamento Municipal recentemente aprovado com os votos a favor do PS e voto contra do PSD.
Assim referem: “O Executivo Municipal liderado pelo Socialista, Manuel Fonseca, em reunião de Câmara
Extraordinária, aprovou o orçamento para o ano de 2021, por maioria dos presentes, com
votos a favor do PS e um voto contra da vereadora do PSD.
Um orçamento de 8,8 milhões de euros, em que 1,2 milhões de euros está reservado para pagar
a divida herdada das anteriores gestões do PSD, e com um investimento forte em vários eixos
de desenvolvimento estratégicos para o concelho.
O Partido Socialista de Fornos de Algodres preocupa-se em implementar políticas que deem
resposta a três grandes temáticas: apoio às famílias, apoio à economia social e local e o apoio ao
desenvolvimento do concelho.
1. Famílias. O orçamento prevê, por exemplo, uma redução do IMI para 2021 para todas
as famílias do Concelho, passando o mesmo de 0,45 para 0,43 após parecer positivo do
Fundo de Apoio Municipal.
2. Economia social e local. O orçamento prevê investimento em programas de
emergência social, de capacitação de respostas sociais, de habitação, de apoio à
economia local – através, por exemplo, da plataforma “o bom sabor da serra” ou do
escoamento de produtos locais para o refeitório escolar.
3. Desenvolvimento do Concelho. No orçamento estão patentes vários investimentos
de modernização de infraestruturas e de desenvolvimento económico do concelho,
nomeadamente:
a) A requalificação da Escola de Figueiró da Granja (já em execução);
b) A requalificação do Mercado Municipal de Fornos de Algodres;
c) A requalificação da Rua Dr. Fernando Menano com ligação ao Centro
Escolar de Fornos de Algodres;
d) A construção da área de acolhimento empresarial de Juncais;

O Partido Socialista de Fornos de Algodres considera que o orçamento aprovado,
pelo atual executivo em funções é, sem a mínima dúvida, um documento com as bases
sólidas para a sustentabilidade do futuro do Concelho.

Contudo, sabemos hoje que o PSD foi contra a integração de precários, mesmo sabendo que
são gente da nossa terra a quem durante demasiados anos foi negado o direito a um vínculo de
trabalho efetivo, mesmo sabendo da sua importância e do seu papel decisivo para garantir a
qualidade das atividades de Animação e Apoio à Família (é bom relembrar que têm participado
perto de 100 crianças nas férias desportivas nas pausas letivas), do Prolongamento de Horário
nos Jardins de Infância e nas Atividades de Enriquecimento Curricular e de apoio aos alunos do
1.o Ciclo das Escolas de Fornos de Algodres. Talvez sejam também contra o investimento do
Município para que tenhamos no concelho uma Equipa de Intervenção Permanente que assegura,
em articulação com o voluntariado, a segurança e qualidade de resposta dos nossos bombeiros
a situações de emergência. E porquê!? Porque são a favor da economia (dizem eles…), como se
uma economia não tivesse como base a comunidade em que a mesma está inserida.
Mas eis que, mesmo fazendo de conta que o PSD não deixou uma dívida de 34 milhões de euros,
com perto de 2 milhões escondidos de baixo do tapete, o que totalizava perto de 36 milhões de
euros em 2013, afirmava o PSD que os impostos só não baixavam por vontade única e exclusiva
do atual executivo. A verdade é que, na primeira oportunidade que este executivo teve para
poder baixar as taxas, fê-lo, baixando a taxa de IMI de 0,45 para 0,43 e só não foi mais longe,
porque não viu aprovadas algumas das propostas apresentadas ao FAM, por não existirem
condições legais para diminuir a derrama e a participação fixa no IRS.
Para a história fica que o PSD votou em reunião de câmara contra a diminuição do IMI, contra
a Requalificação do Mercado Municipal, contra a Requalificação da Rua Dr. Fernando Menano,
contra a Requalificação da Escola de Figueiró da Granja e contra a Construção da Zona Industrial
de Juncais, apenas porque sim, porque no seu pensamento retrógrado, a um ano de eleições,
não há outra forma de votar um orçamento para quem está na oposição.
Da nossa parte, da concelhia do Partido Socialista, é com manifesto orgulho que acompanhamos
o trabalho enérgico, empreendedor, dedicado e competente que tem sido desenvolvido pelo
executivo socialista ao longo do tempo e, a forma notável como encara este período
extraordinariamente exigente, estando certos de que estivemos, estamos e estaremos à altura
da confiança que os Fornenses em nós depositarem”.