Templates by BIGtheme NET
Início » Saúde (Pagina 5)

Saúde

XXIII Governo Constitucional deverá tomar posse dia 30 de março

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aceitou a proposta de nomeação dos Secretários de Estado apresentada pelo Primeiro-Ministro indigitado, António Costa. A posse do XXIII Governo Constitucional está prevista para quarta-feira, 30 de março, pelas 17h00, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, em cerimónia restrita.

Aqui fica a equipa completa de ministros e secretários de estado do novo Governo de Portugal:

Na dependência do Primeiro-Ministro António Costa
Secretário de Estado da Digitalização e da Modernização Administrativa – Mário Filipe Campolargo
Secretário de Estado dos Assuntos Europeus – Tiago Antunes
Na dependência da Ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva
Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros – André Moz Caldas
Secretário de Estado do Planeamento – Eduardo Pinheiro
Secretária de Estado da Administração Pública – Inês Ramires
Na dependência do Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho
Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação – Francisco André
Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas – Paulo Cafôfo
Secretário de Estado da Internacionalização – Bernardo Ivo Cruz
Na dependência da Ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras
Secretário de Estado da Defesa Nacional – Marco Capitão Ferreira
Na dependência do Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro
Secretária de Estado da Administração Interna – Isabel Oneto
Secretária de Estado da Proteção Civil – Patrícia Gaspar
Na dependência da Ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro
Secretário de Estado Adjunto e da Justiça – Jorge Alves Costa
Secretário de Estado da Justiça – Pedro Ferrão Tavares
Na dependência do Ministro das Finanças
Secretária de Estado do Orçamento – Sofia Batalha
Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais – António Mendonça Mendes
Secretário de Estado do Tesouro – João Nuno Mendes
Na dependência da Ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes
Secretária de Estado da Igualdade e Migrações – Sara Guerreiro
Secretário de Estado da Juventude e do Desporto – João Paulo Correia
Na dependência do Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva
Secretário de Estado da Economia – João Neves
Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços – Rita Marques
Secretário de Estado do Mar – José da Cunha Costa
Na dependência do Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva
Secretária de Estado da Cultura – Isabel Rodrigues Cordeiro
Na dependência da Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato
Secretário de Estado do Ensino Superior – Pedro Lopes Teixeira
Na dependência do Ministro da Educação, João Costa
Secretário de Estado da Educação – António Leite
Na dependência da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho
Secretário de Estado do Trabalho – Luís Miguel Fontes
Secretário de Estado da Segurança Social – Gabriel Bastos
Secretária de Estado da Inclusão – Ana Sofia Antunes
Na dependência da Ministra da Saúde, Marta Temido
Secretário de Estado Adjunto e da Saúde – António Lacerda Sales
Secretária de Estado da Saúde – Maria de Fátima Fonseca
Na dependência do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro
Secretário de Estado do Ambiente e da Energia – João Galamba
Secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas – João Paulo Catarino
Secretário de Estado da Mobilidade Urbana – Jorge Delgado
Na dependência do Ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos
Secretário de Estado das Infraestruturas – Hugo Santos Mendes
Secretária de Estado da Habitação – Marina Gonçalves
Na dependência da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa
Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional – Isabel Ferreira
Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território – Carlos Miguel
Na dependência da Ministro da Agricultura e Alimentação, Maria do Céu Antunes
Secretário de Estado da Agricultura – Rui Martinho
Secretária de Estado das Pescas – Teresa Coelho

fonte:GP

 

Seis dicas que o ajudam a combater as alergias na Primavera

A chegada dos pólenes de flores e árvores que acontece na primavera, está frequentemente associada às alergias de exterior, que podem causar um grande desconforto e provocar a conhecida rinite alérgica. Existem, no entanto, algumas dicas que podem ajudar a quem sofre de alergia ao pólen a limitar a exposição a estes alérgenos sazonais. Ler Mais »

Artigo de Sara Morais—Hipertensão e a Hipnose Clínica  

O ser humano, em sua natureza, é dotado de um organismo, este fisiológico e psíquico, e por conseguinte, todo o raciocínio tem um impacto em termos emocionais, que por sua vez, vai promover alterações em termos físicos e vice-versa. A exaustão, o emergente estilo de vida sedentário, a acentuada incapacidade em expressar emoções, experienciada e promovida pelo isolamento e distanciamento social mudaram o panorama emocional e comportamental o que favorece o aparecimento de doenças psicossomáticas.

A Hipertensão, uma das doenças psicossomáticas, demonstra claramente a relação entre as emoções e as alterações fisiológicas fomentadas pelo aumento da pressão sanguínea contra as paredes das artérias. Este desequilíbrio fisiológico poderá surgir quando o leitor experiência emoções negativas, como por exemplo elevados níveis stress ou ansiedade, que não potenciar uma produção excessiva de hormonas como o cortisol, a epinefrina e aldosterona. Estas, vão desencadear um processo inflamatória, ou seja, um aumento da pressão sanguínea, onde a função cerebral é reduzida e o corpo é preparado para dar uma resposta de luta ou fuga.

Esta funcionalidade fisiológica, que outrora surgia como um mecanismo primitivo que permitia a sobrevivência e evolução da nossa espécie, atualmente, e devido ao excesso de níveis de stress imputados pelas exigências dos variados fatores psicossociais, torna-se desenquadrada e disfuncional.

É neste contexto que a Hipnose Clínica surge como uma ferramenta complementar para o resgate do bem-estar. A Hipnose, enquanto fenómeno fisiológico natural e neurológico, evidencia a capacidade de dissociar a razão e a emoção, agindo diretamente sobre o sistema límbico – o cérebro emocional. Durante o estado alterado de consciência, o cérebro deixa de receber as informações do sistema límbico, o que permite que a mente se torne permeável às sugestões terapêuticas. Este procedimento, por si só, propicia, também, um aumento de alguns neurotransmissores, como por exemplo a serotonina, que tem como missão diminuir as hormonas do stress anteriormente referidas.

Em conclusão, o ser humano é composto por um organismo que compreende a correlação entre mente e o corpo. A forma como reage aos fatores psicossociais, é influenciado não só pelo seu regime de crenças, mas também, por pensamentos inconscientes que produzem diversas alterações fisiológicas proporcionando o aparecimento de doenças psicossomáticas como o caso da Hipertensão. No entanto, a Hipnose Clínica, enquanto ferramenta terapêutica complementar, possibilita promover o desenvolvimento do controlo emocional e, assim, diminuir os fatores e as alterações químicas que desencadeiam o mal-estar físico e emocional.

No próximo boletim de saúde poderá verificar mais sobre o papel da Hipnose Clínica na psoríase.

Sara Morais – Hipnoterapeuta

Consultas 91 63 54 106

sfilipa.morais@gmail.com

Mangualde- Campanha “Unidos pela Ucrânia” já enviou um camião com diverso material

Numa ação humanitária e de solidariedade para com o povo da Ucrânia – “Unidos pela Ucrânia”, o Município de Mangualde, em cooperação com a ONG Together Internacional, os escuteiros de Mangualde Agrupamento 299, a Paróquia de Mangualde e os Transportes Lemos, enviou um camião com material médico-hospitalar, nomeadamente camas articuladas, colchões, roupas de cama, cadeiras de rodas, andarilhos, entre outros materiais fundamentais para garantir assistência à população ucraniana vítima da guerra.

O material angariado, doado pela população e diversas entidades, tem como destino um Hospital de Campanha na cidade ucraniana de Lviv. Para o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida, “esta ajuda humanitária é, mais uma vez, resultado da força solidária, de integração e de apoio ao outro, que tão bem caracteriza os mangualdenses.”

Nos próximos dias, a Associação Humanitária Cruz de Malta irá entregar em Campos de Refugiados, todos os bens alimentares e de primeira necessidade recolhidos nesta campanha solidária.

Artigo de Ana Carolina Marques—“Não é importante as crianças frequentarem o pré-escolar.” Será esta afirmação, ainda ouvida várias vezes, verdadeira?

O cérebro da criança evolui a uma velocidade incrível nos primeiros anos de vida, embora cada criança tenha um ritmo de aprendizagem diferente, de acordo com as suas capacidades.

Uma educação pré-escolar de qualidade tem aspetos muito positivos que levam a um bom desenvolvimento pessoal e social da criança. O ingresso no jardim-de-infância é um marco importante na vida e no seu desenvolvimento saudável. É um iniciar de um ciclo com rotinas, o que não sucedia até ao momento, um iniciar de novos contatos (educadores e pares) e de novas brincadeiras que vão oferecer aprendizagens constantes.

A educação pré-escolar deve ser considerada como a primeira etapa do processo educativo, complementar ao familiar e neste seguimento potencia um desenvolvimento pessoal equilibrado e uma inserção contextualizada na sociedade.

A bibliografia na temática tem evidenciado vários benefícios na frequência do Jardim, nomeadamente: o desenvolvimento social da criança visto que fomenta a inserção em grupos heterogéneos (social e culturalmente), a promoção do respeito pelas diferentes características individuais, a estimulação das relações interpessoais, a promoção de competências comunicativas e a possibilidade de despistar/rastrear possíveis dificuldades precocemente sem que mais tarde a criança registe dificuldades na aprendizagem da linguagem escrita (por exemplo).

O pré-escolar é caracterizado como um contexto educativo facilitador do desenvolvimento de competências fundamentais para uma integração plena e de sucesso das crianças no 1º ciclo. É ainda um espaço único de novas vivências e diferentes experiências. No jardim-de-infância, a criança cresce e aprende sem pressões curriculares. O ambiente educativo é motivador e facilitador de experiências que permitem aprendizagens diversificadas de comunicação, de criatividade, de interação, de resolução de problemas, de pensamento mais abstrato, entre outros exemplos.

Os estudos mais recentes confirmam que a frequência do pré-escolar promove uma inserção positiva no 1º ciclo, ao contribuir para oportunidades de sucesso escolar, especialmente, nas aprendizagens de leitura, escrita e contagem (devido ao contacto anterior com o folhear livros, revistas ou jornais, realizar jogos de letras e palavras, jogos com figuras geométricas e números, entre outros de estímulo cognitivo, fundamentais para incutir futuros hábitos de leitura e de cálculo mental).

As vantagens de frequentar o ensino pré-escolar são imensas, registando-se uma promoção do desenvolvimento cognitivo e comportamental. As crianças desenvolvem competências sociais de cooperação, através da realização de atividades de grupo. A autoestima é tida em conta com a criação de situações que possibilitam o reforço da concentração numa tarefa e o contacto/exploração sensorial, desenvolvendo o autocontrolo e a autoconfiança. A capacidade de resiliência também é estimulada através da realização de atividades que permitem dinâmicas criativas face às contrariedades. Assim é possível promover a imaginação e o sentido crítico da criança, reforçando o otimismo face às adversidades e aceitação positiva de novos desafios.

Conclusão: a afirmação citada é falsa.

 

 

Ana Carolina Melo Marques C-046322175

Terapeuta da Fala na APSCDFA, na Clínica Nossa Srª da Graça e na CliViseu

 

 

Tertúlia”Roda de Conversas” em Fornos de Algodres

Vai acontecer numa parceria conjunta da Associação de Estudantes e Associação de Pais / EE do  Agrupamento de Escolas de Fornos ,a primeira “Roda de Conversas”.

Segundo a organização: Após um estudo interno realizado com alunos do secundário do nosso agrupamento, surgiu em nós vontade de sentar todas as partes envolvidas da nossa comunidade, com o objetivo de fazer uma reflexão profunda sobre a depressão nas crianças e jovens.

Para ajudar neste primeiro encontro, todos vão ter o privilégio de ouvir a partilha da história da Rute Reis Figuinha, fundadora do projeto “O meu filho tem asas”, que perdeu o seu filho para a depressão.

Após a apresentação do estudo e o testemunho da Rute, haverá lugar a partilhas, perguntas e reflexões sobre o que cada um de nós poderá fazer individualmente e como sociedade.

Todos os alunos, pais, avós, tios, encarregados de educação, professores, auxiliares e comunidade em geral é muito bem vinda neste  primeiro encontro.

Qualquer pessoa que viva fora da Vila e que queira vir assistir mas necessite de transporte, entre em contacto com a Associação de Estudantes ou a Associação de Pais / EE.

A atividade é gratuita mas é importante inscrição para organizarem o espaço da melhor forma e receberem um projeto tão nobre como “O meu filho tem asas”. 

IPO de Coimbra com projeto finalista na Bolsa “Capital Humano em Saúde”

Este projeto é ambicioso, implica a adoção de medidas a curto, médio e longo prazo, mas é um projeto que marcará a diferença na instituição.

O Projeto “Mudança para a Liderança” foi um dos 12 projetos selecionados para passar à fase seguinte da 2ª Edição Bolsa “Capital Humano em Saúde”, uma iniciativa da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) que tem como objetivo reconhecer e potenciar o capital humano do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Este projeto procura maximizar o capital humano da Instituição, desenvolvendo as competências dos profissionais com responsabilidades presentes ou futuras na Direção de Serviços/Unidades, Coordenação de Grupos ou Comissões, para que sejam gestores e líderes das suas equipas e disponham de ferramentas para construir modelos de gestão focados na criação de valor, de forma integrada e alinhada com as necessidades da organização, preparados para os desafios de um cenário de transição, capazes de promover uma melhor gestão, com acréscimo de eficiência na utilização dos recursos e de qualidade na prestação dos cuidados de saúde ao doente oncológico.

O IPO de Coimbra, como finalista, terá acesso ao Bootcamp preparatório, que decorrerá nos dias 10 e 11 de março de 2022, numa unidade hoteleira em Coimbra.

Dia Internacional da Mulher -Ordem dos Médicos do Centro: 55% dos inscritos são mulheres

Medicina Geral e Familiar é a especialidade predominante, logo seguida pelas especialidades de Medicina Interna, Pediatria, Anestesiologia e Ginecologia-Obstetrícia. Perto de 27% das médicas da região têm entre 51 e 70 anos

No Dia Internacional da Mulher, a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos comemorou o papel pioneiro de Carolina Beatriz Ângelo na Medicina e no exercício de cidadania, relembrando esta personalidade de causas, com uma exposição temática e um debate, na Guarda. Ao assinalar este dia, precisamente a cidade onde nasceu Carolina Beatriz Ângelo, a Ordem dos Médicos do Centro pretendeu homenagear não só o pioneirismo desta cirurgiã mas também elogiar quem segue esta vocação. E são cada vez mais. De acordo com os dados mais recentes, elaborados a partir do número de inscritos da Ordem dos Médicos na região Centro, 55% dos inscritos são mulheres.

No retrato estatístico que visa perceber a demografia médica, é interessante constatar a progressão da presença das mulheres na Medicina.

Cada vez mais, o papel da mulher é preponderante na Medicina. Carolina Beatriz Ângelo, a primeira cirurgiã portuguesa, formou-se em 1902 na Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa. Passaram 120 anos e hoje o papel das mulheres é notável e destaca-se a cada ano que passa”, assinala o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM), Carlos Cortes.

E há especialidades onde, atualmente, essa tendência é significativa. Reportando à Região Centro, vejamos os dados estatísticos:

Das 5569 médicas inscritas na região, 970 possuem a especialidade de Medicina Geral e Familiar. Nesta especialidade, 56.82% são mulheres.

Em Medicina Interna, estão inscritas 289 médicas, sendo a prevalência feminina de 57.46%.

É bastante significativa a prevalência de mulheres médicas na especialidade de Pediatria. São 240, o que significa uma percentagem de 71.43%. Na região Centro, estão inscritas 232 médicas especialistas em Anestesiologia, o que significa que são 65,54% desta especialidade. Já em Ginecologia-Obstetrícia são 62,28%, com 213 médicas desta especialidade.

Na distribuição por faixa etária, a maioria das 5569 médicas tem entre 30 a 40 anos, ou seja 1968 médicas (35,3%), logo seguida de 1004 médicas na faixa dos 61 e 70 anos (18,02%). “A caracterização demográfica dos médicos na região Centro revela uma classe profissional envelhecida, não é exclusivo do género feminino, o que trará dificuldades a curto prazo ao sistema de saúde na sua globalidade”, assume Carlos Cortes.

A sessão evocativa, que teve lugar na sede da sub-região da Guarda da Ordem dos Médicos, contemplou a inauguração da exposição temática que pretende reafirmar o contributo ímpar de Carolina Beatriz Ângelo na história da Medicina em Portugal, logo seguida por uma conferência/debate sobre o atual papel das mulheres na Medicina. A exposição ficará patente na Guarda até ao fim deste mês de março.

Dia Internacional da Mulher é assinalado na Guarda

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) vai assinalar o Dia Internacional da Mulher com um programa de homenagem a Carolina Beatriz Ângelo, natural da Guarda, a primeira mulher que teve direito de voto no país e a primeira cirurgiã portuguesa.

A sessão evocativa contempla a inauguração da exposição temática que pretende reafirmar o contributo ímpar de Carolina Beatriz Ângelo na história da Medicina em Portugal, seguindo-se uma conferência/debate sobre o atual papel das mulheres na Medicina. Trata-se do primeiro evento do ciclo “A Mulher e a Medicina” a levar a cabo este ano pela SRCOM.

O evento terá lugar no próximo dia 8 de março (terça-feira), pelas 17h00, na sede da sub-região da Guarda da Ordem dos Médicos situada na Rua D. Sancho I / Largo do Paço do Biu, com a inauguração da exposição temática “Carolina Beatriz Ângelo / 1878 – 1911 – Uma Mulher na Medicina dos Homens”.

Na abertura desta sessão e inauguração da exposição marcam presença o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, o presidente do Conselho Sub-regional da Guarda da Ordem dos Médicos, José Manuel Rodrigues, a diretora Clínica da ULS da Guarda, Maria de Fátima Cabral, e a diretora do Núcleo de História da Medicina da Ordem dos Médicos, Maria do Sameiro Barroso.

Em seguida, pelas 17h30, terá lugar a conferência/ debate com o tema “Ser Médica Hoje“, também na sede da sub-região da Guarda da Ordem dos Médicos. Serão oradores nesta sessão:

  • Isabel Coelho | Médica de família da USF Ribeirinha – Guarda
  • Sara Campos | Médica de família da UCSP de Seia
  • Sara Cruz | Presidente do Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade da Beira Interior

O debate terá a moderação de:

  • Carlos Santos Pereira | Diretor Clínico do Hospital Beatriz Ângelo – Loures

A sessão será transmitida em direto em:

“Mais Perto” em Terras de Tavares

Um novo espaço de atendimento para aconselhamento e apoio psicológico surgiu em terras de Tavares.
 Às terças-feiras entre as 10 e as 12h, na sede da União das Freguesias de Tavares, com pré-marcação.
Para assinalar o início desta parceria receberam na Freguesia a equipa do CLDS4G de Mangualde e o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Marco Almeida, para visitar este novo espaço.