Templates by BIGtheme NET
Início » Aguiar da Beira » Eleições AF Guarda- ” No relvado” com Amadeu Poço

Eleições AF Guarda- ” No relvado” com Amadeu Poço

Em tempo de eleições como o prometido é devido, fomos ao relvado, conversar com o atual presidente e candidato a novo mandato de 4 anos na AF Guarda.

Magazine Serrano – O que o levou a recandidatar-se a novo mandato?

Amadeu Poço-Eu não estou no futebol com o objetivo de me promover pessoalmente, toda a gente sabe, o que fiz até hoje na minha vida, estou no futebol apenas porque gosto, a nível financeiro tem custos, existem despesas que pago nas deslocações, se não gostasse de futebol, não o fazia.

Ainda há muita coisa no futebol que pode ser feito, umas coisas podem ser melhoradas e outras mesmo temos de voltar atrás e rever essas situações.

Falo efetivamente no futebol feminino, que temos de recuperar a hegemonia de outros tempos. Por outro lado, existem carências nas instalações desportivas, dado que quando existem treinos e jogos das diversas seleções da AF Guarda, temos andar a saltar de campo em campo.

Assim a Federação Portuguesa de Futebol vai subsidiar as associações distritais, juntamente com outros patrocinadores, no sentido de ser feita essa academia, que compõe numa fase inicial, um campo relvado de 11, um campo de 7 e balneários.

Tudo isso está previsto, como adiantou o diretor técnico nacional, José Couceiro, agora antes disso, ao ver alguns campos desativados, pensei que , os mesmos pudessem ser remodelados com o apoio das autarquias.

O ideal será a construção da Casa das Seleções Distritais, agora sim vamos ter condições para tal, uma vez que temos algumas autarquias interessadas, mas ainda não temos o local correto, nem acordo nenhum com qualquer autarquia, como alguém tem vindo a anunciar. Agora ficamos satisfeitos pela abertura das autarquias.

Houve mexidas na lista, poucos continuam?

Sim, quando a equipa não rende temos de efetuar alterações, eu desejo acima de todo que os órgãos funcionem, gosto de chegar às reuniões de direção e ver os elementos todos, para debater ideias, uma vez que gosto de conjugar as minhas ideias com os meus comparsas.

Como sabe os órgãos são vários e não podem ter apenas uma ou duas pessoas a reunir, quem é eleito tem de cumprir aquilo que está previsto nos estatutos.

Veja, existem elementos da outra lista que durante 4 anos, nunca estiveram numa reunião, e mais existe um vice-presidente que nos últimos 2 anos, que eu me lembre nunca esteve nas reuniões.

No atual conselho de arbitragem existe um presidente que ninguém conhece, quem sempre esteve foi o vice-presidente, agora essas coisas podem ser agradáveis a outras pessoas, agora não sou nem quero ser ditador, porque era muito fácil ir ao Conselho de disciplina e tomar as medidas.

 Agora a arbitragem nos últimos anos, fez um bom trabalho, muitos árbitros jovens e alguns a singrar a nível nacional?

Isso é verdade, mas foi com o apoio da direção da AF Guarda, chegamos a fazer formações de fins de semana, ao contrário de outras que apenas faziam uma tarde de sábado, agora anteriormente, Daniel Soares, Nevado, Renato Gonçalves entre outros passaram nos Nacionais, esta reformulação tem início quando nós assumimos a associação, depois foi progredindo e no futuro continuará a melhorar.

Daniel Soares é o homem designado para presidir o Conselho de Arbitragem, dá-lhe todas as garantias para continuar a evoluir a arbitragem?

Claro que sim, tem gente com muita experiência para o ajudar, uns na qualidade de árbitros, outros como jogadores e treinadores, pessoas com muitos anos de futebol.

Daniel Soares é uma pessoa com grande currículo, andou nos Nacionais muitos anos, obviamente conhece muita gente como eu também conheço, para ajudar a desenvolver o futebol distrital.

Muitos clubes perguntam como vai ser o futuro,

Neste momento sem as inscrições dos clubes é difícil saber.

Amadeu Poço fala-se por aí que, se ganhar as eleições, não irá acabar o mandato?

Existe uma coisa que é a minha honra, já fiz muitos mandatos em muitos lugares, nunca interrompi nenhum mandato a meio, nem ameacei fazê-lo, porque nunca disse vou-me embora, no meu caso concreto , existe a garantia que eu deixo, se Deus me der vida e saúde, continuarei neste mandato de 4 anos a liderar a AF Guarda.

Graças a Deus neste momento, saúde não me falta.

Que mensagem deixa aos clubes e comunidade desportiva em geral?

Podia apenas dizer isto, dedicação ao futebol, mas quero referir que algumas dúvidas que tem sido lançadas por algumas pessoas,  como a AF Guarda não ter representante na FPF, aliás eu ainda estou na direção da Federação, no futuro veja , o Presidente da FPF, Fernando Gomes, não solicitou a nenhuma associação a indicação que qualquer elemento, agora sim a nível nacional foram sim convidadas pela Federação.

Fernando Gomes não convidou as associações a indicar qualquer elemento para a Federação, ao contrário do que alguém anda a dizer por aí.

Publicidade...



 

Enviar Comentário