Templates by BIGtheme NET
Início » Cultura » IV Rampa da Mêda na estrada este domingo

IV Rampa da Mêda na estrada este domingo

Na cidade de Mêda e Aldeia de Longroiva vai decorrer no próximo domingo, dia 18 de julho de 2021, a IV Rampa da Mêda, numa organização da Guarda Unida SC, com o apoio do Município de Mêda.

Esta prova atinge um novo estágio, em que pretende dar o ‘salto’ do seu estatuto regional. O evento só agora regressa, após um hiato de um ano, devido à crise pandémica.

Desta forma, são 3568 metros que estão à espera da dezena e meia de inscritos nesta edição 2021 da Rampa Regional da Mêda. O traçado tem início à saída da aldeia templária de Longroiva, passa pelas vinhas de Vale D’Aldeia e termina junto ao perímetro urbano da cidade de Mêda. Técnico, mas rápido, com um declive médio de 6,7% e um máximo de 18,9 %, é um desafio tão belo quanto arrojado para os concorrentes.

Na competição regional, uma dúzia de pilotos vão enfrentar o cronómetro, sendo claro que tudo aponta para uma luta muito equilibrada na discussão da primazia absoluta e nas lutas particulares nas classes e grupos.

Na Classe 11, um trio estará em ação: Bruno Carvalho (Citroen Saxo), Tiago Prata (BMW 316i) e Rui Loureiro num Peugeot 205 2.0. Já a Classe 10 conta com as presenças do Honda Civic Type R de Tiago Ferreira e do Opel Astra OPC conduzido por Jorge Almeida.

Por sua vez, a Classe 9 é responsável pelo grosso de inscritos em Mêda, com 5 pilotos a medirem forças, a saber, Luís Fernandes, Daniela Loureiro, única presença feminina no evento, Pedro Almeida, Luís Santos e Ricardo Miguel. Todos estarão ao volante dos endiabrados Peugeot 106.

Gilberto Pinto está a solo entre os Clássicos, com o seu Mini Cooper S, enquanto José Gomes da Silva será o único representante dos kartcross, aos comandos de um Semog JRS1000.

No que concerne à luta na Regularidade, competição autónoma do evento, um trio de equipas estará em ação. Destaque para nova presença do atual campeão nacional de Clássicos de Montanha. Vindo da Covilhã, o consagrado Flávio Sainhas, aqui navegado por Miguel Sainhas, vai tripular o seu habitual Ford Escort MKI, medindo forças com as duplas Daniel Firmino/André da Cruz (Opel Corsa) e Fábio Cruz/Gonçalo da Cruz (BMW E30).

Para Anselmo de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Mêda, o regresso da prova é motivo “de enorme satisfação para o Município e para os medenses. Para além de ser mais um sinal de que estamos a voltar progressivamente e com todo o cuidado à normalidade possível, traz animação ao nosso concelho, sendo ainda mais uma oportunidade de divulgação regional e nacional do nosso concelho, mexendo com a economia e criando riqueza. Somos um concelho onde o turismo terá de se tornar cada vez mais forte e mais presente na nossa vida e na nossa economia e, a exemplo do que acontece com todo o interior, para além das nossas riquezas naturais, patrimoniais e gastronómicas, os eventos serão sempre importantes como fator de atração”.

O edil medense não esconde a ambição de no futuro encetarmos contactos e negociações para que este traçado possa ser palco de uma prova candidata ao Campeonato de Portugal de Montanha, passo necessário para, depois, integrar esse que é o campeonato maior da modalidade e um dos mais prestigiados do desporto automóvel nacional”.

Já António Pissarra, Presidente do Guarda Unida, está convicto de que “cá estaremos para proporcionar a todas as pessoas, que se queiram deslocar a esse magnífico anfiteatro um domingo diferente, com as várias subidas, que irão ser feitas pelos diversos pilotos, tanto da Regularidade, como da rampa. Haverá também espetáculo proporcionado por carros de drift e também Kartcross. Por isso para quem gosta de desportos motorizados e quer passar um dia diferente, o próximo domingo é a escolha certa!”

Tendo como centro nevrálgico o Parque de Campismo de Mêda, junto ao qual estará instalado o parque de Assistência, a prova terá um especial cuidado com a situação sanitária atual, ainda a requer uma grande exigência de segurança.

Esta 4ª Rampa Regional de Mêda cumprirá com todos os protocolos vigentes, tomando medidas de acordo, como são, por exemplo, as verificações documentais online, verificações técnicas equipa a equipa, ao início da manhã do dia de prova e o cumprimento das normas de distanciamento e uso constante de máscara e álcool gel desinfetante.

Em termos competitivos, o programa incluiu uma subida de treinos às 10 da manhã, com as duas subidas oficiais de prova a estarem previstas, respetivamente, para as 15 e 17 horas. A entrega de prémios decorrerá às 19h00 da tarde.

fonte:FPAK

Publicidade...