Templates by BIGtheme NET
Início » Cultura » PADES aprovou projeto da RIBBSE

PADES aprovou projeto da RIBBSE

Aprovado o projeto de proximidade e integração da Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela apoiado pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços das Bibliotecas Públicas – PADES

O projeto de proximidade e integração da Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela é aprovado.

Sob o lema “Em rede nunca lemos sós“, as bibliotecas do território pretendem potenciar o impacto direto do trabalho em rede na melhoria do serviço público prestado aos cidadãos, otimizando recursos disponíveis, rentabilizando e qualificando serviços de cada biblioteca tendo em vista a melhoria do acesso dos cidadãos à informação.

Numa cerimónia que decorreu na Torre do Tombo, no passado dia 5 de janeiro de 2022, com a presença do Presidente da CIMBSE, Luís Tadeu Marques, do Secretário Executivo, António  Miraldes e das Coordenadoras da RIBBSE, Catarina Santos e Cristina Caetano e, pela DGLAB, do seu Diretor-Geral, Silvestre Lacerda, dos Sub Diretores. José Maria Salgado e Bruno Duarte Eiras e da Diretora de Serviços de Bibliotecas, Sandra Dias, teve lugar a assinatura do contrato relativo ao projeto apoiado pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços das Bibliotecas Públicas – PADES da Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela, “RIBBSE: Em rede nunca lemos sós“.

O Programa PADES foi especialmente concebido para o apoio a projetos elaborados no âmbito das Redes Intermunicipais de Bibliotecas formalmente constituídas e é fruto da implementação de uma nova estratégia para as bibliotecas públicas que assenta no incentivo à criação de redes de bibliotecas de âmbito regional junto das Comunidades Intermunicipais e Áreas Metropolitanas, procurando garantir uma maior articulação entre bibliotecas para a prestação de serviços em rede às populações.

Este projeto PADES estrutura-se em 3 linhas de ação, propondo-se a sua rentabilização não só nos 3 anos da duração do contrato-programa, mas também nos 5 anos subsequentes à sua caducidade, garantindo assim que os cidadãos dos 15 municípios abrangidos beneficiem de serviços de biblioteca pública (não só dos da biblioteca do seu município, mas dos de todas as bibliotecas da Rede Intermunicipal).

  1. a) Linha de ação Bibliotecas itinerantes: visa a disponibilização de serviços de biblioteca e apoio ao cidadão, através de 4 carrinhas itinerantes, tendo como público alvo a população com mais de 65 anos residente nas freguesias rurais de Almeida, Covilhã, Fundão, Gouveia, Guarda, Pinhel, Sabugal, Seia e Trancoso.
  1. b) Linha de ação Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC): visa a implementação de um catálogo comum às 15 bibliotecas da RIBBSE, a disponibilizar online, com o objetivo de viabilizar o empréstimo interbibliotecas e melhorar o acesso de todos os munícipes aos documentos disponíveis. O projeto prevê a aquisição dos serviços necessários à implementação e operacionalização do sistema, bem como a aquisição de equipamentos, quer para o tratamento documental, quer para uso do público.
  1. c) Linha de ação Coleção: visa a atualização e renovação das coleções, quer em suporte papel, quer também em suporte digital.

Do trabalho em rede resulta para o cidadão a atenuação de eventuais desequilíbrios através da disponibilização do acesso a serviços e a recursos de biblioteca existentes na comunidade, independentemente do seu município de origem. Assim, será possível reduzir custos e ganhar escala, reforçando a identidade regional e coesão territorial sem prejuízo da identidade local. Pretende-se assim promover o valor social e económico das bibliotecas, como lugar público de socialização, capaz de reforçar a coesão social e de responder às necessidades da população, sobretudo no contexto da inclusão social e digital dos cidadãos.

Publicidade...