Templates by BIGtheme NET
Início » Ambiente » Peregrinação a cavalo até Santiago de Compostela

Peregrinação a cavalo até Santiago de Compostela

Uma peregrinação a cavalo até Santiago de Compostela pelo Caminho da Geira e dos Arrieiros está a decorrer esta semana, envolvendo a participação de 15 cavaleiros, com o objetivo de promover este itinerário jacobeu que começa na Sé de Braga.
“Um dos primeiros objetivos da peregrinação é dar a conhecer esta rota jacobeia ainda pouco frequentada”, explica Vicente Pereiras Marquez, da Associação Rapa das Bestas de Sabucedo (Galiza), a principal impulsionadora da iniciativa. A primeira etapa decorreu este domingo, dia 21, entre Portela do Homem e Lóbios.

A intenção da organização era começar na Sé de Braga mas, apesar de dois meses de contactos com as autoridades veterinárias portuguesas, questões burocráticas de última hora relacionadas com a autorização de entrada dos cavalos em Portugal impediram que tal acontecesse.“Há a salientar que uma parte do percurso e o seu início são em terras portuguesas, o que tem muita relevância e até hoje a quase totalidade dos peregrinos é de origem portuguesa”, destaca Vicente Pereiras Marquez, que também dirige a peregrinação.

Estão a participar 15 cavalos e igual número de “cavaleiros experientes”, pois o traçado “não é aconselhável a iniciados”. Entre os participantes há dois jovens, de 13 e 15 anos, e três mulheres; todos provenientes das comunidades autónomas da Galiza, Valência (Castellón) e de Castela e Leão (Burgos).

Para a Associação Rapa das Bestas de Sabucedo, “é fundamental divulgar este caminho entre os portugueses e os galegos”, pelo que durante a peregrinação haverá atividades promocionais e os cavalos ostentam os símbolos daquela entidade, da Associação de Amigos do Caminho da Geira e dos Arrieiros e dos itinerários jacobeus.
“Nos diversos concelhos e lugares em que passarmos organizaremos sessões de divulgação e deixaremos material promocional do Caminho da Geira e dos Arrieiros, salientando também os seus atrativos turísticos”, refere Vicente Pereiras Marquez.

Esta segunda-feira, dia 22, os cavaleiros estão a percorrer a distância entre Lóbios e Castro Laboreiro, desenvolvendo-se depois as seguintes etapas: Castro Laboreiro-Berán (dia 23), Berán-Beariz (24), Beariz-Sabucedo (25), Sabucedo-Cacheiras (dia 26) e Cacheiras-Santiago de Compostela (dia 27).

Em 2017, a Associação Rapa das Bestas de Sabucedo organizou a primeira peregrinação a cavalo que percorreu, embora parcialmente, o Caminho da Geira e dos Arrieiros, com a participação de oito cavalos e cavaleiros. “Hoje o caminho é mais conhecido, as pessoas ajudam mais com locais para deixar os cavalos, oferecendo água e outras ajudas”, adianta Vicente Pereiras Marquez, destacando “o apoio fundamental ao projeto, pela segunda vez, das autoridades locais do Concelho de A Estrada (Galiza)”. “Esperamos que o nosso trabalho sirva para que outros cavaleiros e peregrinações nos sigam, no futuro com o apoio de um guia escrito em que se diga onde podem deixar os cavalos, comer e dormir, entre outras facilidades e apoios”, refere.

O Caminho da Geira e dos Arrieiros foi apresentado em 2017 em Ribadavia (Galiza) e Braga, reconhecido pela Igreja em 2019, reconhecido pela associação de municípios transfronteiriços Eixo Atlântico em 2020 e é um itinerário oficial da Peregrinação Europeia de Jovens do Ano Santo Jacobeu 2021/22.

Este percurso de 240 quilómetros destaca-se por incluir patrimónios únicos no mundo: a Geira Romana, a via do género mais bem conservada do mundo, e a Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés.

Além disso, o seu traçado é um dos escassos cinco que ligam diretamente à Catedral de Santiago de Compostela.

Publicidade...