Templates by BIGtheme NET
Início » cimbse » XXII edição do Curso de Verão promovido pelo CEI

XXII edição do Curso de Verão promovido pelo CEI

O Centro de Estudos Ibéricos (CEI), enquanto plataforma de intercâmbio, debate e difusão de conhecimentos sobre os territórios e as culturas ibéricas, vai promover a XXII edição do Curso de Verão subordinada ao título genérico “Novas fronteiras, outros diálogos: cooperação e desenvolvimento”, de 28 de junho a 2 de julho, retomando o formato presencial, mas possibilitando também a participação online.

A edição deste ano contempla cerca de 70 comunicações de investigadores e professores oriundos do Brasil, Portugal, Espanha, Moçambique, Cabo Verde, Itália e Estados Unidos, representando mais de 40 universidades e instituições. Assegura-se, desta forma, o intercâmbio científico, debate e difusão de conhecimentos sobre diferentes contextos territoriais ibéricos, tanto de Portugal e de Espanha como de vários Países, sobretudo de Língua Portuguesa, dispersos pela América Latina ou pelo continente Africano.

O XXII Curso de Verão contará com várias Conferências, Mesas Redondas, apresentação de Comunicações em diversos Painéis de Debate e Trabalhos de Campo. O Curso tem início em Coimbra, na Faculdade de Letras, no dia 28/06, prosseguindo para a Guarda, onde decorrem as sessões de dia 30/06 e 01/07 na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, e termina em Salamanca, no dia 02/07.

As Conferências são as seguintes:

  1. Oficina de História da Guarda: um balanço dos primeiros cinco anos de atividade – Rita Costa Gomes (Towson University, EUA)
  2. Desenvolvimento Local – Sérgio Costa (Presidente da Câmara Municipal da Guarda, PT)
  3. Emigración y población vinculada entre la península y América – Juan Andrés Blanco Rodríguez (Catedrático de Historia Contemporánea, vinculado a la Cátedra de Población, Vinculación y Desarrollo, UNED de Zamora, ES)
  4. La apropiación de los recursos estratégicos en las áreas vacías: la minería extractivista en la Península Ibérica – Jorge Juan de Dios (Sociedad Cooperativa de Iniciativa Social – SALARCA, ES)
  5. Os principais agentes econômicos da cidade de Salvador na longa duração (1549-1999) – Pedro de Almeida Vasconcelos (Universidade Católica de Salvador, BR)
  6. La función institucional de los Consejos Económico y Social en la cohesión territorial – Enrique Cabero Morán (Presidente del Consejo Económico y Social de Castilla y León, ES)

Painéis Temáticos, com 4 comunicações cada, moderados por:

  1. Geodiversidade e dinâmicas da paisagem (Lúcio Cunha – Universidade de Coimbra, PT)
  2. Ambiente, gestão e educação ambiental (António Campar Almeida – Universidade de Coimbra, PT)
  3. Recursos hídricos, energia e ambiente (Messias Modesto – Universidade Estadual Paulista, BR)
  4. Agricultura e desenvolvimento rural (Mª Isabel Martín Jiménez, Universidade de Salamanca, ES)
  5. Novas funções e novas estratégias para os espaços rurais (Valentín Cabero Diéguez, Universidade de Salamanca, ES)
  6. (In)segurança alimentar e circuitos alternativos de comercialização (José Mª Semedo, Universidade de Cabo Verde, CV)
  7. Património, recursos e turismo (Mª Fernanda Delgado Cravidão, Universidade de Coimbra, PT)
  8. Diversidade de contextos e de produtos turísticos – (Mª Goretti da Costa Tavares, Universidade Federal do Pará, BR)
  9. Cidade, organização e gestão do espaço urbano (José Borzacchiello da Silva – Universidade Federal do Ceará, BR)
  10. Cidade, imagem e território (Ivaldo Lima, Universidade Federal Fluminense, BR)
  11. A cidade e o direito à habitação (Luis Alfonso Hortelano Mínguez, Universidade de Coimbra, PT)
  12. Cidade, economia (circular) e sociedade – (Judite Nascimento, Universidade de Cabo Verde, CV)
  13. Cultura territorial e leituras da paisagem – (Dirce Suertegaray, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, BR)
  14. Cultura(ndo): arte e território, os territórios artísticos – (António Pedro Pita, Universidade de Coimbra, PT)
  15. Saúde e inclusão social – (David Ramos Pérez, Universidade de Salamanca, ES)
  16. Sociedade, conflito e território – (Inês Macamo Raimundo, Universidade Eduardo Mondlane, MZ)

Mesas Redondas

  1. As Novas Geografias dos Países de Língua Portuguesa
  2. Novas fronteiras, outros diálogos
  3. Cooperação e desenvolvimento

Trabalho de campo, que consta de três Rotas Ibéricas:

  • Roteiro 1. – Coimbra, conhecimento e cultura: entre a Alta e a Baixa
    • Museu da Ciência da Universidade de Coimbra
    • Cidade, literatura e leitura do espaço urbano: uma Rota dos escritores de Coimbra
  • Roteiro 2. Calcanhar do mundo: entre margens e fronteiras do Interior profundo
    • Percurso: Coimbra – Fajão – Barroca – Lavacolhos – Donas – Alcongosta – [Portela da Gardunha] – Fundão – Guarda
  • Roteiro 3. Fronteira, resiliência e baixa densidade
    • Percurso: Guarda – Castelo Rodrigo – Escalhão – Barca d’ Alva – Lumbrales – Vitigudino- Salamanca – Guarda

Coordenado por Rui Jacinto (Universidade de Coimbra) e Mª Isabel Martín Jiménez (Universidade de Salamanca) o Curso, que conta até ao momento com cerca de 150 participantes inscritos (nos formatos presencial e online), será certificado com 3 ECTS (25h) pela Universidade de Coimbra (UC) com apoio PRR e creditado pela Universidade de Salamanca, através do Centro de Formación Permanente, com 30 horas.

Publicidade...