Início » Artigos de Opinião » Artigo de Opinião: Terapia da Fala vs Utilização da Internet

Artigo de Opinião: Terapia da Fala vs Utilização da Internet

Atualmente o mundo virtual está cada vez mais enraizado na nossa sociedade. Toda esta alteração comportamental massificou as novas formas de comunicar. A voz  e a imagem virtual fazem parte de uma realidade onde o ser humano deixou de se deslocar para “estar presente”. Quando comunicamos temos de ter alguns cuidados, tem de existir rigor, e é aqui que a Terapia da Fala assume um papel importante.

A Terapia da Fala é uma profissão ligada à área da saúde que abrange a prevenção, avaliação e intervenção de todas as situações de patologia da comunicação humana – fala, voz e linguagem oral e escrita, qualquer que seja a sua origem, na criança, no adolescente, no adulto ou no idoso.

Considerando o vasto leque de patologias onde o terapeuta da fala pode intervir, a internet é muitas vezes um recurso para se encontrar material e até adquirir novos conhecimentos. Quando a intervenção é a nível vocal, a internet é bastante útil e principalmente quando pensamos em profissionais da voz.

A voz é uma caraterística humana intimamente relacionada com a necessidade do homem se agrupar e comunicar. É produzida devido à vibração das pregas vocais, sendo modificada pela boca, lábios e a língua. A voz está associada à fala, podendo variar quanto ao volume, tom, inflexões, ressonância e muitas outras caraterísticas. Para avaliar corretamente uma pessoa, o terapeuta faz inicialmente uma análise percetiva – interpretação subjetiva da amostra de voz, de acordo com os vários parâmetros da qualidade vocal. Quando é necessária uma avaliação mais rigorosa, recorre-se à análise acústica – permite quantificar os parâmetros acústicos que compõem o sinal sonoro.

A análise acústica é feita, entre outros métodos, através de programas que permitem a gravação, a edição e a análise dos sinais acústicos (ex: AudacityPRAAT AnalyserSFS (Speech System File), entre outros).

Na intervenção direta, o terapeuta realiza algumas sessões de aconselhamento e técnica vocal para modificar hábitos errados, assim como a aquisição de novos hábitos de saúde vocal. Ficam alguns exemplos de como pode manter uma boa saúde vocal:

 

  • Hidratar bem o organismo – beber 1,5l a 2l de água por dia;
  • Evitar ambientes com ar condicionado – seca as mucosas;
  • Não gritar, principalmente sem suporte respiratório;
  • Não tossir ou pigarrear excessivamente;
  • Não fumar e evitar o álcool – irrita as mucosas do trato vocal;
  • Evitar uma alimentação com excesso de condimentos – provoca azia e refluxo de secreções gástricas.

 

 

Ana Carolina Melo Marques C-046322175

Terapeuta da Fala na APSCDFA, na Clínica Nossa Srª da Graça e na CliViseu

 

Publicidade...



 

Enviar Comentário