Templates by BIGtheme NET
Início » Serra » Câmara de Fornos de Algodres tem orçamento “muito complicado” para este ano

Câmara de Fornos de Algodres tem orçamento “muito complicado” para este ano

 
Dias dificeis no interior
 A Câmara de Fornos de
Algodres tem um orçamento “muito complicado” para este ano, no valor de
6,1 milhões de euros, que é condicionado pela dívida da autarquia, disse
hoje à agência Lusa o presidente do município.

“É um orçamento muito complicado, uma vez que perto [do valor] de
dois milhões de euros é para o benefício da dívida, para amortização e
juros, o que, de alguma forma, vai condicionar a atuação do município no
próximo ano”, referiu Manuel Fonseca.

De acordo com o autarca socialista, o ano de 2014 “vai ser muito
difícil” para a Câmara Municipal de Fornos de Algodres, pelo facto de o
orçamento ser “condicionado pela dívida” da autarquia, que ultrapassa os
33 milhões de euros.

“Tenho pena que seja condicionado pela dívida que eu já conhecia e
pela dívida que vou conhecendo”, disse Manuel Fonseca, referindo que
estão a surgir novos fornecedores e empreiteiros que reclamam o
pagamento de valores que ainda não estão pagos pelo município que era
liderado pelo PSD.

Apesar da situação económica difícil, o orçamento camarário de Fornos
de Algodres para este ano irá privilegiar a área social e apoiar os
residentes que são afetados pelo drama do desemprego e pela crise que
atinge o país.

O concelho tem atualmente “graves problemas de desemprego” porque “não há criação de emprego”, disse o autarca.

Manuel Fonseca referiu à Lusa que pretende apoiar os habitantes com
“graves dificuldades, até em termos de habitação”, estando as situações a
ser sinalizadas pelos técnicos da área social do município, em
colaboração com outras instituições e com os serviços locais da
Segurança Social.

Este ano, no concelho de Fornos de Algodres, “não haverá grandes
obras”, indica o autarca, assumindo que é seu objetivo “fazer algum
trabalho na área social e no apoio ao investimento”, ajudando “à criação
de novos postos de trabalho”.

“Vai ser um ano muito difícil. Nós temos como objetivo reduzir custos
e aproveitar esse dinheiro para fazer face àquilo que é essencial”,
promete.

O autarca também tenciona voltar a ligar “rapidamente” a iluminação
pública, em todos os aglomerados populacionais do concelho, entre as
02:00 e as 04:00.


A iluminação está desligada naquele período, há já dois anos, situação que Manuel Fonseca considera “inconcebível”.

O orçamento da Câmara Municipal de Fornos de Algores para 2014 foi
aprovado por maioria pelo executivo e pela Assembleia Municipal.
 Fonte: Agência Lusa

Publicidade...



 

Enviar Comentário