Templates by BIGtheme NET
Início » Ambiente » Carlos Chaves Monteiro apresentou as suas ideias na inauguração da sede de candidatura

Carlos Chaves Monteiro apresentou as suas ideias na inauguração da sede de candidatura

Aumentar o rendimento “per capita”
Aconteceu a inauguração da sede  da candidatura de Carlos Chaves Monteiro, ao Município da Guarda, situada em frente ao Jardim Municipal José de Lemos, na esquina da Rua Dr. Vasco Borges com a
Rua Alves Roçadas. “Aumentar o rendimento “per capita” dos guardenses é o objetivo do próximo mandato”
Foi com o arranque da semana temática “Mais e Melhor Investimento e Emprego” que Carlos Chaves Monteiro inaugurou a sua sede de candidatura no centro da Guarda. Manter a Guarda como o concelho do país com maior subida de rendimento dos trabalhadores é o objetivo. A conquista da nova unidade da SODECIA foi dada como exemplo da competência e da rapidez dos serviços camarários.
O principal objetivo de Carlos Chaves Monteiro para o próximo mandato na presidência da Câmara da Guarda é aumentar o rendimento “per capita” dos habitantes do concelho. O anúncio do candidato do PSD foi feito esta manhã na abertura da sede de campanha para as próximas eleições autárquicas, marcadas para 26 de setembro: a sede está localizada em frente ao Jardim Municipal José de Lemos, na esquina da Rua Dr. Vasco Borges com a Rua Alves Roçadas.
“Atrair investimento e criar novos empregos qualificados, como temos feitos nos últimos anos, corresponde à nova geração de políticas autárquicas que inauguramos
na Guarda em 2013”, afirma Carlos Chaves Monteiro. “Em todos os rankings nacionais a Guarda tem aparecido como um dos concelhos do país onde os rendimentos dos seus habitantes mais cresceu: segundo os dados do Pordata, entre 2010 e 2018 os trabalhadores por conta de outrem da Guarda foram os que registaram maior subida nos ganhos mensais, em primeiro lugar ex-aequo com Oliveira de Azeméis”.
A abertura da sede de campanha inaugurou a semana temática “Mais e Melhor Investimento e Emprego” da candidatura, ao longo da qual Carlos Chaves Monteiro
e os demais candidatos aos órgãos autárquicos do município da Guarda anunciarão as suas propostas para acelerar a economia do concelho e da cidade e criar novos
empregos. A semana contará com uma visita a empresas na Plataforma Logística, geral@maisemelhorguarda.pt | www.maisemelhorguarda.ptdurante a qual serão anunciadas medidas de apoio social aos trabalhadores e às suas famílias.
Será também realizada, na próxima quinta-feira 8 de julho, uma sessão dedicada aos fundos europeus e ao Plano de Recuperação e Resiliência – PRR, a chamada “bazuca europeia”. Nessa sessão irão intervir Joaquim Miranda Sarmento, Presidente do Conselho Estratégico Nacional do PSD, e o ex-deputado social-democrata António Leitão Amaro, antigo secretário de Estado da Administração Local.
“Não se pode perder a confiança que os investidores têm em nós!”
“Vamos multiplicar exemplos como o da SODECIA, cujo novo investimento para fornecer a Volkswagen em toda a Europa foi ganho pela Guarda em concorrência com outra cidade na República Checa, onde a SODECIA também tem uma fábrica”, afirma Carlos Chaves Monteiro. “Garantimos a esta multinacional 34 mil metros quadrados de terreno para colocarem na Guarda a sua nova unidade: vamos ceder esses terrenos através da celebração de uma escritura de direito de superfície”. Segundo o presidente, “foi a rapidez e a competência com que os serviços camarários trataram este dossier que permitirá a vinda para a Guarda, só em 2021, de 300 novos postos de trabalho altamente qualificados”.
Durante a sua intervenção na abertura da sede de campanha, o candidato a presidente da Câmara Municipal da Guarda e atual detentor do cargo recordou que, só nos últimos dois anos, a autarquia atraiu para a Guarda mais de 100 milhões de euros de investimento, os quais criaram mais de 500 novos empregos diretos.
“Agora – só neste ano de 2021 – conseguimos trazer para a Guarda investimentos que vão representar até ao final do ano mais de 900 postos de trabalho diretos, muito qualificados, em indústrias de tecnologias inovadoras”, afirma Carlos Chaves Monteiro. “O Porto Seco que vamos montar na Guarda também terá uma importância central neste aumento de competitividade empresarial da Guarda, uma vez que nele poderão passar a ser despachadas ou levantadas mercadorias com as mesmas facilidades logísticas, alfandegárias e fiscais oferecidas pelos portos do litoral”.
As novas fábricas do “cluster” da mobilidade elétrica que estão a ser montadas ao lado das multinacionais da indústria automóvel sediadas na Guarda foram também referidas pelo autarca, assim como a preparação pela Câmara da Guarda de uma Zona Económica Especial para atrair investimento. O candidato reiterou ainda o
apoio que será dado às novas gerações de agricultores no concelho para que transformem a atual agricultura nas freguesias numa agricultura empresarial, competitiva e lucrativa.
“É todo este movimento – é toda esta confiança que conseguimos gerar à volta do Município da Guarda – que não pode perder-se!”, afirma Carlos Chaves Monteiro, garantindo que a confiança que a atual liderança na Câmara da Guarda inspira nos investidores, nos empresários e nos jovens empreendedores se perderá com outros
partidos. “Se acaso não estivéssemos à frente da autarquia, todo este investimento, todo este emprego, toda esta dinâmica económica e social se perderia! Não haveria nem ‘cluster automóvel’, nem Porto Seco, nem fábricas de mobilidade elétrica, nem 3ª fase da Plataforma Logística”, afirma o candidato.

Publicidade...