Templates by BIGtheme NET
Início » Cultura (Pagina 4)

Cultura

Apresentação do livro “A História de Lamego em Documentos – A Cidade e o Aro”

A Câmara Municipal de Lamego vai apresentar, em conjunto com o autor, Joaquim Correia Duarte, o livro “A História de Lamego em Documentos – A Cidade e o Aro”.

A obra é uma homenagem à cidade lamecense e dá a conhecer diversos dados históricos de relevo ocorridos nos últimos séculos.

No próximo sábado, 25 de setembro, será apresentado o novo livro “A História de Lamego em Documentos – A Cidade e o Aro” da autoria do Padre Joaquim Correia Duarte e editado com o apoio da Câmara Municipal de Lamego.

 A cerimónia, que decorrerá no Salão Paroquial de Almacave, em Lamego, contará com a presença de Alegria Marques, professora catedrática da Universidade de Coimbra e Académica de Número da Academia Portuguesa da História, e Manuela Mendonça, presidente da Academia Portuguesa de História que afarão a apresentação pública da respetiva obra.

 Numa verdadeira homenagem a Lamego, “A História de Lamego em Documentos – A Cidade e o Aro” nasce como forma de agradecimento e de manifestação de amor por parte do autor que residiu algum tempo da sua vida em Lamego, onde realizou formação intelectual e moral, facto que o levou a manifestar abertamente a sua paixão pela cidade: «amo Lamego como um humilde e piedoso devoto.»

 Lançada também com o objetivo de facilitar o acesso a documentos essenciais para apoio e desenvolvimento de obras de caráter histórico, o livro possibilita ainda uma melhor perceção dos processos históricos, das personalidades e dos acontecimentos que nos últimos séculos moldaram a vivência da população lamecense.

Devido ao contexto da actual pandemia a participação na cerimónia será de acesso reservado e condicionado

 Quem é Joaquim Correia Duarte

Nascido a 17 de maio de 1949, Joaquim Correia Duarte é oriundo de S. Pedro de Paus (Resende), tendo vivido a sua juventude em Primeirol (Resende). Frequentou o curso de Humanidades, Filosofia e Teologia nos Seminários de Lamego e licenciou-se em Ciências Históricas na Universidade do Porto. Ordenado sacerdote em 1963, exerce, desde então, funções paroquiais ao serviço de diversas comunidades cristãs, localizadas no concelho de Resende. Distinguido com a “Medalha de Honra Municipal” (grau ouro) pelo município de Resende, tem dedicado a sua vida no serviço pastoral e no ensino, aproveitando os momentos livres na investigação e na escrita. De entre as várias obras publicadas, destaque para a “História da Igreja de Lamego”, publicada (2013) e premiada pela Academia Portuguesa da História.

Vai avançar a 3ªfase de desconfinamento

Em conferência , o Primeiro Ministro António Costa  referiu que “Estamos agora em condições de avançar para a terceira fase de desconfinamento”, estamos muito perto do ponto em que estávamos em março do ano passado”, ao nível da incidência e R(t). De acordo com o líder do executivo, temos hoje uma taxa de incidência de 140 infeções por 100 mil habitantes e um Rt de 0,81″.

Assim as medidas vão ser mais moderadas a partir de 1 de outubro, aliás, Portugal  passa a estar em Situação de Alerta;
-Abertura de bares e discotecas para pessoas com certificado digital ou teste negativo;
-Fim dos limites de horários;
-Restaurantes sem limite máximo de pessoas por grupo;
-Fim da exigência de certificado digital em restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local;
-Fim do limite de lotação no comércio, casamentos e batizados e espetáculos culturais;
-Certificado digital ou teste negativo necessário para viagens marítimas e aéreas, em visitas a lares e estabelecimentos de saúde. O mesmo é verificado para acesso a grandes eventos culturais, desportivos ou corporativos;
-Máscara continua a ser obrigatória em transportes públicos, lares, hospitais, salas de espetáculo e eventos, grandes superfícies e locais interiores de permanência prolongada;
-Máscaras deixam de ser obrigatórias nos recreios das escolas. A DGS irá também atualizar as normas sobre confinamento nos próximos dias;
-A máscara também deixa de ser obrigatória no comércio local;
-Eliminação da testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores;
-Fim da limitação à venda e consumo de álcool;
-Fim da necessidade de certificado ou teste nas aulas de grupo em ginásios.

Fonte:GP

Autárquicas 21- Fornos de Algodres- Conversa com Manuel Fonseca(PS)

Nesta campanha, fomos ao encontro dos Candidatos à Câmara Municipal de Fornos de Algodres, Por parte do PS, realizamos a entrevista com Manuel Fonseca que está abaixo, por parte da Coligação PSD/CDS, a candidata Joaquina Domingues preferiu que fosse escrita e assim fizemos, mas não tivemos as respostas até hoje das questões que lhe foram enviadas, face a isso, depois de muitos esforços para que nos fossem enviadas, tal não foi feito logo, temos de publicar o que temos, dado que o tempo urge.

De facto é com pena nossa, que não temos as duas entrevistas , mas neste caso fizemos todos os esforços para tal, mas o prazo esgotou e não podemos obrigar ninguém a responder, assim aqui fica a entrevista do candidato do PS, Manuel Fonseca.

__________________________________________________________________________

“Um trabalho de proximidade”

A campanha eleitoral vai a meio, face a isso, fomos conversar com os candidatos ao Município de Fornos de Algodres, neste caso, conversámos com Manuel Fonseca, atual Presidente da Câmara, que se recandidata pelo Partido Socialista.

Magazine Serrano(MS)- Que balanço faz destes 4 anos de mandato, onde 2 anos teve o obstáculo pandemia e teve de alterar todo o programa?

Manuel Fonseca(MF)-Não há dúvida, que houve dificuldades, dado que tivemos de alterar toda a estratégia, devido ao combate à covid-19. Era um vírus que pouco de nós conhecia a sua forma de atuação, mas no entanto, arranjamos uma estratégia mais virada para a pandemia.

Mas nunca descuramos, muitas das coisas que tínhamos de fazer, apesar do Covid, é um balanço altamente positivo, conseguimos lançar e terminar algumas obras, a Zona Industrial de Juncais, a obra de requalificação do Mercado Municipal, conseguimos lançar a obra da Escola do 1ºCiclo de Figueiró da Granja, que já se encontra em andamento. Conseguimos concluir o Jardim “Quintas da Vila”, ao mesmo tempo, conseguimos um conjunto de outras obras, sobretudo na área do ambiente.

Fizemos para já 2 Etar´s no concelho de Fornos de Algodres, no sentido de melhorar o ambiente deste concelho. O ambiente é uma preocupação que temos de ter, uma vez que em relação às fossas nada tinha sido feito e fomos nós que, iniciamos o caminho, para além destas Etar´s, vamos construir mais Etar´s no próximo mandato de maneira que o Município fique dotado com um leque de Etar´s que melhorem drasticamente a questão ambiental no concelho.

Etar de Vila Ruiva, promessa cumprida

Vila Ruiva era o caso mais preocupante, uma vez que a Etar que existia não estava preparada para que ali fosse construída uma unidade hoteleira, como é o Inatel e verificou-se que a partir de determinada altura, “já rebentava pelas costuras”, e criando graves problemas de saúde e ambientais na localidade. Tinha sido uma promessa nossa e foi cumprida no sentido de resolver os problemas da população e do Inatel que é um ex-libris, de Vila Ruiva e do concelho e como tal, não podiam existir problemas de foro ambiental. Ler Mais »

O Plataforma O Bom Sabor da Serra  já vendeu mais de  2 toneladas de Queijo Serra da Estrela DOP

 “O Bom Sabor da Serra”, a plataforma online que vende produtos endógenos de Fornos de Algodres e onde é sempre possível encontrar aquele que é, para muitos, o melhor queijo do mundo, o Queijo Serra da Estrela, surgiu em março de 2019 e tem sido uma aposta ganha para todos os produtores que aderiram a este projeto.

Desde o lançamento, os clientes multiplicaram-se, as encomendas sucederam-se e o sucesso tem sido notório. Em 2 anos e meio foram vendidas mais de 2 toneladas de Queijo Serra da Estrela DOP, para todo o país, iniciando-se, assim, uma distribuição mais frequente e com uma abrangência nacional.

Mas o sucesso d‘O Bom Sabor da Serra não se restringe apenas ao Queijo Serra da Estrela DOP. São inúmeros os produtos comercializados na plataforma e que são expedidos diariamente para o país inteiro. Além disso, o formato “loja online” revelou-se fundamental para a sobrevivência de muitos produtores da região que, devido à pandemia, viram os seus stocks aumentar, sem capacidade de escoamento.

Este é um projeto com futuro, que contribui ativamente para a prosperidade da produção nacional, para a manutenção dos empregos e crescimento da região, e que se orgulha de ter o Queijo Serra da Estrela DOP como embaixador.A loja pode ser visitada em http://www.obomsabordaserra.pt, e a gestão das encomendas na plataforma é da responsabilidade de cada produtor, pelo que, todos os valores transacionados revertem nesse sentido.

4ºPrémio CEI-IIT – Investigação, Inovação e Território

Imagem: Prémio CEI - IIT 2021, candidaturas até 8 de outubro Já estão disponíveis,  as candidaturas à quarta edição do Prémio CEI-IIT – Investigação, Inovação e Território, iniciativa do Centro de Estudos Ibéricos , até 8 de outubro, que visa distinguir trabalhos, projetos de investigação e outras iniciativas que revistam uma dimensão inovadora, contribuam para divulgar estudos, experiências e boas práticas que concorram para reforçar a coesão, a cooperação e a competitividade dos territórios fronteiriços e de baixa densidade.

O Prémio CEI-IIT contempla duas modalidades:

Modalidade I – Apoio a trabalhos e projetos de investigação nas seguintes áreas: Dinâmicas territoriais e iniciativas de desenvolvimento local; Património, recursos do território e riscos naturais; Coesão social: educação, saúde, envelhecimento e inclusão social;

Modalidade II – Apoio a projetos e iniciativas inovadoras que contribuam para a dinamização das economias, das sociedades e para a coesão dos territórios de baixa densidade e que apostem nos seguintes domínios: Valorização e uso eficiente dos recursos endógenos; Tecnologias ao serviço da qualidade de vida e Inovação territorial.

Nesta edição serão apoiadas duas (2) candidaturas no montante financeiro de 1.750,00€ cada.

Em edições anteriores foram contemplados os seguintes projetos:

Modalidade 1 (Investigação): “Iniciativas de ‘ageing in place’ – Valorizar e Divulgar”, de António Manuel Godinho da Fonseca (2017) e “Ligações entre a agricultura e turismo em territórios luso-espanhóis: análise da sustentabilidade e potencialidades do agroecoturismo como produto turístico”, de Dora Isabel Rodrigues Ferreira (2019); “Migrações de Estudantes para as Regiões Periféricas: Fluxos de talento e motores de inovação”, de Maria Madalena Saraiva Pires da Fonseca (2020)

Modalidade 2 (Projetos e iniciativas inovadoras): “Pontes entre agricultura familiar e agricultura biológica” de Cristina Amaro da Costa (2017) e “Instituto Internacional de Investigación e Innovación del Envejecimiento (4IE)”, de Juan Manuel Murillo Rodríguez (2019), “Impact”, de Inês Alves e Lara Plácido, Arquitetas.

Visitas Teste pelo Roteiro da Rede Patrimonial Viseu Dão Lafões

Municípios da Rede Patrimonial Viseu Dão Lafões realizam visitas-teste aos seus recursos culturais e patrimoniais

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, no âmbito da sua candidatura “Produtos Turísticos Integrados da Região – Ativação da Rede Patrimonial Intermunicipal”, financiada ao abrigo do Programa Centro 2020, tem vindo a promover um conjunto de iniciativas para a criação e ativação da Rede Patrimonial Intermunicipal.

Assim, com o envolvimento direto dos técnicos municipais de turismo e responsáveis pelos recursos culturais e patrimoniais dos seus 14 municípios, o processo de capacitação iniciado em novembro de 2020, culmina agora com a realização de um conjunto de visitas-teste. Estas visitas integram-se no processo de estruturação da Rede Patrimonial Viseu Dão Lafões, permitindo a realização de momentos de trabalho entre os municípios, através do conhecimento e descoberta dos recursos culturais e patrimoniais.

As visitas-teste são tidas como um formato prático e dinâmico, que permite aos técnicos das áreas da cultura, património e turismo, conhecer os recursos e produtos turísticos da região, no âmbito das suas competências e atividades de visitação, com o objetivo de promover a qualificação da oferta do segmento de Turismo Cultural.

 

As visitas-teste encontram-se a decorrer até ao dia 1 de outubro, com programas preparados ao pormenor pelos próprios municípios, atendendo aos recursos visados no Roteiro da Rede Patrimonial Viseu Dão Lafões. Esta ação permitirá intensificar as redes de colaboração e cooperação intermunicipais e qualificar a oferta turística da região.

Segundo o Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho,  “A CIM tem vindo a trabalhar o posicionamento de Viseu Dão Lafões enquanto destino de excelência no âmbito do turismo cultural e patrimonial, nesse sentido temos focado o  nosso “know-how”, não só, na ativação e valorização dos inúmeros recursos patrimoniais do território, mas também, na qualificação dos técnicos e agentes de turismo, cultura e património espalhados pelo território“.

Neste esforço de valorização do património e de qualificação de recursos humanos, as visitas-teste, que a CIM se encontra a promover, afiguram-se como uma ferramenta essencial para o desenvolvimento de um conhecimento mais profundo da vasta riqueza arquitetónica, arqueológica e patrimonial que compõe todo o território de Viseu Dão Lafões, ficando os agentes turísticos mais qualificados para dar resposta às necessidades e questões dos turistas a uma escala intermunicipal“, concluiu.

Calendário:

· 23 e 24 de setembro: Aguiar da Beira, Mangualde, Penalva do Castelo, Sátão e Vila Nova de Paiva

· 30 de setembro e 1 de outubro: Castro Daire, São Pedro do Sul, Oliveira de Frades e Viseu

 

CD Gouveia e Fundação Laura Santos assinam acordo

Foi assinado um acordo de cooperação visando promover a prática desportiva e o aumento crescente do número de atletas nos vários escalões desportivos, entre o Clube Desportivo de Gouveia e a Fundação Laura dos Santos.

Este objectivo constitui, ainda, uma mais-valia de sustentação na certificação de Escolas de Futebol imposta pelos regulamentos internacionais e da própria Federação Portuguesa de Futebol.
Neste protocolo de entendimento, assinado no dia do 58º Aniversário do CDG, ficaram ainda definidos os termos da participação da nóvel equipa de futebol feminino (CDG-FLS) no respectivo Campeonato Nacional.
Alberto Cardoso, Presidente da Direcção do CDG e Rui Reis, Presidente da Fundação Laura dos Santos foram os subscritores deste acordo, inédito no contexto do fomento da prática desportiva no nosso Concelho. Neste acto estiveram também presentes João Amaro, Presidente da Assembleia Geral do CDG e Luís Tadeu, Presidente da Câmara Municipal de Gouveia.

12.ª edição do Festival de Dança e Movimento Contemporâneo, contraDANÇA em outubro

Vai ter lugar a apresentação do programa da 12.ª edição do Festival de Dança e Movimento Contemporâneo, contraDANÇA, nesta quinta-feira, dia 23 de setembro, às 11:30, no New Hand Lab, na Covilhã.

Este ano decorre de 1 a 16 de outubro, na Covilhã, Fornos de Algodres, Gouveia e Seia.

Busto de Homenagem à Nossa Senhora de Bom Sucesso em Chãs de Tavares

A União de Freguesias de Tavares como forma de homenagear as festividades no Monte da Nossa Senhora do Bom Sucesso, colocou uma imagem a dar as boas vinda aos visitantes que anualmente visitam o local.

Deste modo na impossibilidade de a festa não acontecer com normalidade este ano, onde apenas foi celebrada a Santa Missa, como forma de assinalar a data. Ficando a promessa de em 2022 acontecer a festividade completa.

Inscrições abertas na Universidade Sénior de Gouveia

O Município de Gouveia informa que se encontram abertas as inscrições para o ano letivo de 2021/2022 da Universidade Sénior de Gouveia.
O período letivo irá ter início no dia 06 de outubro, pelas 14h00, no auditório da Escola Apostólica Cristo-Rei (Seminário de Gouveia).
A Universidade Sénior de Gouveia foi fundada a 7 de abril de 2015, através do esforço conjunto da Câmara Municipal de Gouveia, do Agrupamento de Escolas de Gouveia e da Escola Apostólica de Cristo Rei – Seminário de Gouveia. É formada por um corpo de professores, integralmente, voluntários; por um órgão dirigente constituído por representantes das três instituições fundadoras; um Conselho Pedagógico, onde estão representadas as instituições constituintes da Universidade Sénior, professores e alunos; e um Coordenador Geral como responsável permanente.
O principal objetivo da Universidade Sénior é a promoção e valorização do envelhecimento ativo da população sénior do Concelho de Gouveia e áreas limítrofes, aceitando-se inscrições de todas as pessoas maiores de cinquenta anos, que não desempenhem atividades profissionais.
As inscrições são feitas mediante o preenchimento de uma ficha que pode ser recolhida e entregue na receção do Município de Gouveia, outra opção será o seu preenchimento no dia 06 de Outubro, a partir das 14h00, na sessão de abertura do ano letivo no auditório do Seminário de Gouveia.