Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: 2020 (Pagina 4)

Tag Archives: 2020

Campanha “Outubro Rosa” na Guarda angariou mais de 16 mil euros

Em resposta ao repto solidário ficou acima de qualquer expectativa, com a realização de muitas dezenas de ações de sensibilização, o reforço de parcerias com entidades locais, e uma angariação de fundos que, no total, soma a verba de 16 336,10€, destinadas ao apoio ao doente oncológico e familiares.

A comunidade da Guarda foi ímpar na adesão a este projeto, organizado pelo Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro, onde a prevenção e o diagnóstico precoce foram os motes de mobilização para a luta contra o cancro da mama.

Além da vertente de sensibilização pública, a campanha integrou diversas atividades de angariação de fundos a favor do doente oncológico e familiares. Juntaram-se a este desafio centenas de mulheres, famílias, entidades da sociedade civil e entidades diversas, tanto públicas (Câmara Municipal da Guarda, Juntas de Freguesia do concelho, escolas diversas) como privadas (comércio local, farmácias, IPSS, Associações). O envolvimento de todos resultou numa das mais participadas ações na comunidade na Guarda.

Num ano atípico como o que vivemos, as voluntárias do Movimento Vencer e Viver (MVV) da Liga Portuguesa Contra o Cancro na Guarda, reconhecem o espírito de união e solidariedade que a comunidade da Guarda mostrou ter nesta iniciativa, e que inspira a mudança.

Recorde-se que o cancro de mama é um problema de saúde pública, apesar de não ser dos mais letais, tem uma incidência elevada, sobretudo na mulher (apenas 1 em cada 100 cancros se desenvolvem no homem). Atualmente em Portugal, com uma população feminina de 5 milhões, surgem mais de 6000 novos casos de cancro da mama por ano, ou seja, 11 novos casos por dia, morrendo por dia 4 mulheres com esta doença.

A LPCC e as voluntárias do MVV na Guarda agradecem a todos os que se juntaram a esta causa, apoiando todas as mulheres e famílias afetadas pela doença, e contribuindo para o progresso e a luta contra o cancro de mama.

AF Guarda-AD Fornos- Freixo Numão-4-3

Triunfo ao cair do pano

O Municipal da Serra da Esgalhada recebeu a primeira partida desta nova temporada, com os fornenses a receber e vencer o Freixo de Numão por quatro bolas a três num triunfo suado.

Antes do apito inicial , teve lugar uma justa homenagem ao atleta falecido este ano, Marco Ventura, com um minuto de silêncio por parte das duas equipas.

A partida iniciou com o golo madrugador dos visitantes que conseguiram em ataque rápido fazer funcionar o placard, por intermédio de João Almeida.

A reação fornense foi imediata e os jovens pupilos de Hugo Oliveira lutaram e alcançam uma grande penalidade que foi transformada em golo, fazendo a igualdade, aos 14´, por Fábio Matos.

Estava aberta a partida com ambas as formações a lutar de igual para igual, ainda assim , os locais se superiorizaram e Bruno Costa chegou ao golo antes da pausa.

A segunda parte veio com uma toda forte novamente e vai daí, a turma visitante entra determinada e chega à igualdade por Pedro Ferreira, aos 50´.

Como aconteceu na primeira parte, estava muito aberto este encontro e vai daí, o Freixo Numão estava desinibido e consegue dar a volta e passa para a frente do marcador com João Almeida a bisar aos 58´.

As mexidas aconteciam de parte a parte e neste caso, nova penalidade a surgir e Fábio Matos, chamado a converter volta a bater certeiro e bisa na partida, colocando novamente a igualdade, aos 79´.

Esperavam-se minutos finais de muito furor e houve alguns lances de perigo de parte a parte , mas ao cair do pano, em pontapés de canto sucessivos, eis que, Joscelino a tentar o corte desvia para a baliza e faz autogolo e deu a vitória aos fornenses, isto é um balde de agua fria para os visitantes.

Um triunfo importante para a jovem equipa de Fornos, já o Freixo sai com amargo de boca numa partida que merecia algo mais, mas o futebol é mesmo assim.

Arbitragem de Fábio Costa.

 

 

Gouveia Entrega – serviço nos fins de semana de 19, 20, 26 e 27 de dezembro e 2 e 3 de janeiro

Face à pandemia, o Município de gouveia apoia o setor da restauração , proporcionando,o serviço de entrega ao domicílio de refeições da Restauração Local por Motoristas de Táxi do concelho, em que a corrida de Táxi é financiada pelo Município de Gouveia.
O Cliente contacta o Restaurante e faz o seu pedido
O Restaurante contacta um Motorista de Táxi (da lista de motoristas aderentes) e solicita o serviço de entrega
O Motorista de Táxi desloca-se ao Restaurante para levantar encomenda e a fatura da refeição
O Motorista de Táxi entrega a encomenda e a respetiva fatura ao Cliente
O Cliente faz o pagamento da encomenda ao Motorista de Táxi
O Motorista de Táxi leva o pagamento da encomenda ao Restaurante
O Restaurante paga a tarifa de Táxi ao Motorista de Táxi
O Restaurante remete a fatura do pagamento da tarifa do Táxi ao Município de Gouveia e é reembolsado.
As pessoas que queiram encomendar as refeições em restaurantes locais, terão um serviço de entrega feito pelos taxistas, permitindo a entrega do seu prato preferido no conforto da sua casa.
Gouveia Entrega! Os melhores restaurantes do concelho em sua casa!

AF VISEU- GD Mangualde derrotado pelo Sátão por 2-0

Uma manhã própria para a prática do futebol, com os mangualdenses à procura de um triunfo, mas o adversário era forte e queria também vencer, isto é o Sátão, que viria a vencer por 2-0.

Uma primeira parte mais equilibrada com alguns lances interessantes de parte a parte, mas sem acertar na baliza de ambos os lados. Existiram alguns amarelos de parte a parte.

A segunda parte trouxe os satenses mais fortes e mais certeiros, ao abrirem o marcador aos 48´, por intermédio de David Aguiar. Para tal a reação dos locais fez-se sentir com a entrada de Vadinho, mas seria o Sátão por Adriano, a fazer novo golo , aos 69´.

Novas mexidas em ambos xadrezes, mas o resultado estava feito, com os satenses a arrecadar três pontos preciosos, já os mangualdenses terão de tentar recuperar este desaire agora fora de portas.

Nelas aprovou Orçamento Municipal de 22,6 milhões de euros

“Continuar a boa obra”

 

Recentemente foi aprovado em reunião de Câmara extraordinária, com os votos favoráveis do Presidente da Câmara, José Borges da Silva, do Vice-Presidente da Câmara Fernando Silvério e dos Vereadores Aires dos Santos e Mafalda Lopes, eleitos do Partido Socialista, e com os votos contra dos Vereadores eleitos pelo CDS Manuel Marques e Júlio Fernandes e do Vereador eleito pelo PSD, Joaquim Amaral, o Orçamento Municipal e as Grandes Opções do Plano para o ano de 2021, prevendo como receita e despesa o valor de 22.685.752,€, tendo como receitas correntes 10.644.591€ (46,9%) e receitas de capital de 12.041.161€ (53,1%), verbas que têm uma previsão de despesa em termos correntes de 9.740.050€ (42,9%) e em termos de despesas de investimento de 12.945.702€ (57,1%).

 

De realçar no lado da receita, para além do IMI que se mantém no mínimo de 0,3% desde 2018, implicando essa taxa relativamente ao passado uma quebra de receita superior a 650.000€ a favor das famílias e das empresas, bem como a tarifa a água, saneamento e resíduos que se mantém inalterada desde 2014, considerando o contexto de pandemia que se vive desde março de 2020 e as suas consequências em termos sanitários e económicos, a isenção de derrama para os micro, pequenos e médios empresários, comerciantes e industriais cujo volume de negócios não ultrapasse os 150.000€, e ainda a fixação da taxa de IRS de 5% que seria devida ao Município em 2021, sendo fixada em apenas 4%, com o inerente abatimento à coleta do IRS das pessoas e das famílias já sobre o rendimento que auferiram no ano de 2020, isenção de derrama e fixação de IRS abaixo do limite máximo que representam um esforço financeiro superior a 125.000€ de que a Câmara prescinde pela primeira vez a favor das empresas e das famílias, fruto de uma gestão rigorosa das finanças municipais.

Não pode pois este orçamento, do lado da receita, deixar de considerar-se amigo das pessoas, famílias e das empresas, utilizando a Câmara Municipal, no máximo das suas possibilidades, os instrumentos fiscais ao seu alcance para esbater os efeitos económicos da pandemia que se abateu sobre a economia nacional e também local, tendo o Presidente anunciado para a próxima reunião de Câmara o agendamento de outros instrumentos favoráveis ao exercício da atividade económica, particularmente das micro e pequenas do comércio tradicional, seja ao nível da taxa de publicidade, taxa de ocupação de espaço público, taxa de esplanadas ou apoio no tarifário da água, saneamento e resíduos no âmbito do regulamento em vigor e que vai ser revisto, entre muitas outras medidas de apoio e estímulo ao comércio local já realizadas e a incrementar.

Realça-se ainda o Fundo de Emergência Municipal que continua a existir e que está preparado para fazer face a todas as despesas sanitárias e de apoio social a que haja necessidade de acorrer, despesas essas que no ano de 2020 passaram já o montante directo de 300.000 €, estando o orçamento de 2021, preparado também para tal necessidade.

No ano de 2021 prosseguirão e concluir-se-ão as obras em curso financiadas por fundos europeus, das quais se destacam, nomeadamente, as ETAR’s, incluindo a grande ETAR de Nelas e Sistema Intercetor bem como o reaproveitamento da água tratada para uso Industrial nas Zonas Industriais de Nelas, a nova ETAR da Ribeirinha, em Canas de Senhorim, o novo Grande Reservatório de Água para o Concelho de Nelas, a conclusão do Canil/Gatil Municipal, a requalificação das infraestruturas escolares como as Escolas da Feira e do Fojo, em Canas de Senhorim, a requalificação da Pré-Escola de Vilar Seco, e a conclusão das salas digitais/informáticas do futuro em Canas de Senhorim e em Nelas, estando ainda prevista a requalificação integral das Escolas Secundárias de Nelas e de Canas de Senhorim, prosseguirão as obras de reabilitação urbana com as ações de requalificação do Mercado Municipal e da Av. João XXIII, em Nelas, o início da construção do Edifício CAVES, em Santar, cujo concurso está já lançado, a requalificação de toda a Zona Industrial 1 de Nelas, cujo concurso em 2 lotes será lançado ainda durante este corrente mês de Dezembro, acompanhamento dos investimentos e parcerias da Rede de Investigação e Inovação do Ministérios da Agricultura para o CEVD – Centro de Estudos Vitivinícolas do Dão, conclusão da obra dos 3 percursos pedestres e do Centro de BTT, na Quinta da Cerca, em Nelas, a construção da rotunda junto à “Borgstena” que se encontra já adjudicada ao empreiteiro, a requalificação dos campos de ténis e do polivalente e da iluminação do Parque de S. Miguel, em Nelas, bem como do Largo da Feira mensal e construção do Parque de Caravanismo, obras estas também já em curso e entregues ao empreiteiro, a requalificação do Bairro das Flores, em Nelas, a continuação da ampliação dos cemitérios de Senhorim, Folhadal e o novo impulso ao cemitério de Canas de Senhorim, bem como a construção ou requalificação de Capelas Mortuárias, o início de construção de 2 dezenas de fogos para habitação social no âmbito da Estratégia Local de Habitação Social em negociação com o IHRU, bem como a requalificação das 42 frações de habitação social atualmente existentes já em concurso para serem entregues ao empreiteiro, a continuação da requalificação do Centro Comunitário de Vila Ruiva, o apoio à construção de Lares, Centros de Dia a Apoio Domiciliários de Carvalhal Redondo, Folhadal, Vilar Seco, Canas de Senhorim e Senhorim, a construção da Ciclovia entre a rotunda do Lidl, a rotunda da Vinha e a Mata das Alminhas, já aprovada, e cujo concurso será lançado em breve, a requalificação do Centro Histórico de Santar e a reorientação do trânsito com alternativa da Rua da Soma, a construção da Rede Ciclável e requalificação de arruamentos em Canas de Senhorim e nas Caldas da Felgueira, a requalificação da rede viária mais degradada como a Estrada da Orca e Rua do Prado, em Vilar Seco, ou a estrada Vila Ruiva/Abrunhosa do Mato, bem como a melhoria das acessibilidades a habitações e empresas, particularmente as que se encontram ainda em terra batida, bem como a abertura de novos arruamentos como a rua de ligação do novo quartel dos bombeiros à rotunda das oficinas municipais ou da Rua Eurico Amaral à Rua do Vale Covo, em Nelas, a construção da rotunda dos “Mathias”, ou a ligação da rotunda do cemitério à rotunda da Boiça, a Rua do Farol e a Rua do Frazão, em Canas de Senhorim, e ainda obras de requalificação urbana de proximidade em todas as Freguesias e localidades do Concelho, consensualizadas com as respetivas Juntas de Freguesia (realça-se que neste orçamento, à semelhança aliás dos anteriores, foram ouvidos todos os representantes dos partidos com representação na Câmara e na Assembleia Municipal), particularmente em termos de mobilidade, como na rua principal da Lapa do lobo, em Casal Sancho, na Aguieira, no Folhadal, em Moreira, em Algeraz, entre outras.

O conjunto de investimentos acabados de referir e que estão previstos, sem prejuízo das oportunidades que serão criadas pelo PRR – Plano de Recuperação e Resiliência e que, com fundos europeus ajudará Portugal no âmbito da requalificação das estruturas de saúde, educação, “Missing Links”, como a Variante de Nelas, eficiência energética, como a iluminação “LED”, entre outras, e para a qual a Câmara Municipal se encontra especialmente apetrechada pelo conhecimento adquirido nos últimos anos, bem como o aproveitamento dos fundos que restam do Portugal 2020 (designado “Overbooking”), ou mesmo o novo quadro comunitário Portugal 2030, não prejudicam em termos orçamentais, a qualidade do serviço prestado pela máquina municipal em termos funcionais e de recurso humanos, sendo que em todas as áreas, da administrativa à de apoio externo de obras e de jardinagem, à área social, universidade Sénior, área desportiva, apoio educativo ao pré-escolar e 1.º ciclo e ligação aos 2 Agrupamento de Escolas, a Biblioteca Municipal, o Gabinete de Proteção Civil, Apoio ao Agricultor e do Ambiente, Loja e Espaço do Cidadão, a Unidade Empreende, de apoio aos empresários, o Gabinete do Turismo, entre muitas outras atividades diárias prestadas pelo Município, têm também cobertura orçamental adequada à manutenção do serviço de grande qualidade, que se justifica em geral, mas especialmente numa conjuntura de dificuldades como aquela que atravessamos, recordando que nunca qualquer serviço municipal encerrou ou deixou de prestar apoio aos munícipes desde o início da pandemia.

No orçamento de 2021, realizando-se os investimentos previstos e mobilizando-se por isso a totalidade dos empréstimos contratados pelo atual executivo, e que foram de 5.224.224€, a dívida de médio e longo prazo no final de 2021 será de 11.913.116€, isto porque, desde 2014, que o atual executivo vem amortizando à razão média de 800.000€ por ano os empréstimos de médio e longo prazo e que eram em Outubro de 2013 de 14.521.914€.

No ano de 2021 o Município de Nelas mantém uma capacidade de endividamento, para além naturalmente de empréstimos que sejam excecionados desse limite (como é o caso da comparticipação própria para acompanhar fundo comunitários), de mais de 5,6 milhões de euros (limite máximo de endividamento 14,3 M€ – 8,7M€), sendo, assim, garantia de que a Câmara Municipal não deixará de estar disponível para poder continuar a concorrer a investimentos estruturantes em setores de que ainda carece como na área desportiva, cultural, acessibilidades, entre outras.

Um orçamento portanto, este de 2021, que continua a boa obra do passado recente, que se ajusta aos tempos que se vivem e que continua a garantir e a preparar o Município de Nelas e todas as suas comunidades, como um Município de referência em termos regionais e nacionais ao nível do desenvolvimento económico e social dos seus Munícipes.

Futsal Feminino- 2ªdivisão-Guarda 2000 começa nova etapa na Maia

Teve lugar na Cidade do Futebol , o sorteio do calendário de jogos do Campeonato Nacional da II Divisão Feminina de Futsal, onde a Guarda 2000 vai encontrar na ronda inicial a Maia Futsal  e recebe a Académica de Coimbra na ronda seguinte em casa.

Eis o resultado do sorteio:
SÉRIE NORTE
1 – Maia Futsal
2 – Tebosa
3 – Guarda 2000
4 – Macedense
5 – Gondomar
6 – Académica de Coimbra

SÉRIE SUL
1 – Feijó
2 – Paulenses
3 – Internacional
4 – Carnide
5 – Casa Benfica Leiria
6 – Santa Clara

1.ª Volta
1.ª Jornada: 1-3; 4-5; 6-2
2.ª Jornada: 3-6; 5-1; 2-4
3.ª Jornada: 3-5; 1-2; 6-4
4.ª Jornada: 6-5; 2-3; 4-1
5.ª Jornada: 5-2; 3-4; 1-6

2.ª Volta
6.ª Jornada: 3-1; 5-4; 2-6
7.ª Jornada: 6-3; 1-5; 4-2
8.ª Jornada: 5-3; 2-1; 4-6
9.ª Jornada: 5-6; 3-2; 1-4
10.ª Jornada: 25; 4-3; 6-1

ULS da Guarda distinguida com o prémio Diamond Status nos Angels awards

A Unidade de Acidentes Vasculares Cerebrais da ULS da Guarda recebeu das mãos da Coordenadora Nacional do Angels, Prof. Doutora Cláudia Queiroga, o prémio Diamond Status nos Angels awards.
Os ESO Angels Awards são uma forma de reconhecimento e motivação para as equipas, assim como o estabelecimento de uma cultura de monitorização contínua. A cada 3 meses, tendo por base o desempenho na totalidade das medidas de qualidade da ESO o hospital recebe o Estatuto de Ouro, Platina ou Diamante.
A ULS Guarda ganhou a categoria máxima no 2.º trimestre de 2019 e hoje simbolicamente o prémio foi entregue numa sessão restrita no Auditório da Unidade Local de Saúde. O evento acompanhado por muitos profissionais via online.
Esta distinção representa para o Conselho de Administração (CA) da ULSG o reconhecimento internacional da competência do trabalho desenvolvido por esta Unidade ao longo dos anos, com profissionais de exceção, cujo mérito valorizam a instituição hospitalar a que pertencem.
Foto:ULSG

Bolsa de Mérito João Lopes atribuída a Ana Magalhães

 

A Bolsa de Mérito João Lopes, criada pelo Clube Escape Livre, que contou, desde sempre, com a colaboração do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), visa honrar a memória de João Lopes, colaborador e amigo do Escape Livre e figura de referência da cidade e região da Guarda, e ser estímulo a um início de vida profissional, com ampliação de conhecimentos académicos, para que a comunicação seja realizada de acordo com os melhores valores: profissionalismo, honestidade, respeito, responsabilidade e transparência.

O prémio, no valor de 1.500 euros, devia ter sido entregue no passado dia 3 de Dezembro, data que assinalou o 40.º aniversário do IPG, mas as circunstâncias que vivemos fizeram com que o mesmo, apesar de disponibilizado, tivesse a sua entrega adiada, tal como sucedeu com os restantes prémios, com que o IPG distingue os melhores alunos doutras áreas, o que sucederá logo que seja possível.

Distinguidos com a Bolsa de Mérito João Lopes:

2015 – Tatiane Pais dos Santos e Catarina Nunes Rodrigues

2016 – Paula Rosa Marques

2017 – Catarina Graça

2018 – José Luís Correia Lopes

2019 – Natacha Maria Fernandes

2020 – Ana Matilde Magalhães Lopes

Apesar de um ano atípico pleno de incertezas e dificuldades nomeadamente para uma associação como o Clube Escape Livre, cujas âncoras são o desporto e o turismo, áreas mais atingidas pela pandemia, a Bolsa de Mérito João Lopes foi atribuída e já tem a garantia de o continuar a ser, como o mesmo valor de 1500€, para o próximo ano.

Mangualde promove “Ler uma Questão de Saúde”

A leitura faz bem à saúde

Vai acontecer uma iniciativa a 17 de dezembro pelas 20h30, através de uma plataforma online, organizada pela Phisiovida, em parceria com a Câmara Municipal de Mangualde, “Ler uma Questão de Saúde”,  disponibilizada após inscrição.

Esta atividade, realizada pela segunda vez consecutiva, visa abordar, através da leitura, da escrita e da discussão, temas de saúde e do bem-estar, explorados na dupla dimensão, daquilo que é possível, pela ficção, e daquilo que somos passiveis, na vida real.

Orientado pela Professora Drª Maria de Jesus Cabral, da Universidade de Lisboa, a sessão centra-se no tema “O Cuidado com base no Principezinho, livro de Antoine de Saint-Exupéry. Esta leitura tem como objetivo maximizar as potencialidades formativas, de obras de ficção na nossa perceção do mundo e do desenvolvimento critico.

Para participar neste debate, basta realizar a inscrição através do email da Phisiovida (phisiovida@gmail.com), após inscrição será disponibilizado um link que lhe dará acesso ao evento.

Programa Mundial de Reconhecimento de Resposta COVID-19 distingue ULS da Guarda

O International Hospital Federation Beyond the Call of Duty for COVID-19 reconheceu a Unidade Local de Saúde da Guarda  pelo seu

plano de ação de resposta COVID-19, um reconhecimento atribuído a 100 hospitais de 28 países.
A ULS da Guarda apresentou a candidatura intitulada “Não podemos salvar o mundo, mas podemos ajustar as velas” e recebeu o emblema de reconhecimento após uma análise completa de um comité de revisão internacional composto por 16 especialistas do setor de saúde.
Em jeito de homenagem aos hospitais e prestadores de serviços de saúde em todo o mundo, na sua luta contra a COVID-19, a Federação Internacional de Hospitais apresentou numa sessão pública cada um dos Hospitais com reconhecimento atribuído. A lista completa de hospitais pode ser encontrada aqui: