Templates by BIGtheme NET
Início » Tag Archives: gouveia (Pagina 2)

Tag Archives: gouveia

FPF-Sub-19-2ªDivisão- Resultados da 3ªronda

Uma ronda com o líder Gouveia a sair derrotada diante do Anadia em casa por três bolas a zero.

SÉRIE C

Gd Gafanha- Sertanense Fc-4-2
CD Gouveia-Anadia Fc-0-3
GG Tourizense – Sad- Sc Pombal- 0-4l
SC Beira-Mar-AC Marinhense-2-0
Associação Naval 1893- Uc Eirense-3-0
Lidera-Anadia fc, Ass.Naval 1893 e Gouveia com 6pts

Taça de Portugal- 1ªeliminatória-Distrito da Guarda perdeu suas equipas

Um sábado em cheio para o arranque da Taça de Portugal, com as equipas do Distrito da Guarda a ficarem pelo caminho.

Resultados:

Série C
CF Canelas 2010 (L3) – SC Régua (ADR)-12-0
FC Pedroso (ADR) – USC Paredes (CP)-0-2
CF União Lamas FF (ADR) – SC Espinho (CP)
Gondomar SC (CP) – SC Salgueiros Futebol SAD (CP)-2-3
Leça FC Futebol, SAD (CP) – Lusitânia FC Lourosa (L3)
CDR Moimenta da Beira (ADR) – CD Cinfães (ADR)-2-3

Série D
CD Estarreja (ADR) – GD Águias do Moradal (ADR)-1-2
UD Oliveirense SAD (L3) – Guarda Desportiva FC (ADR)-6-0
Ançã FC (ADR) – AD Sanjoanense Futebol SAD (L3)-1-0
O Vigor da Mocidade (ADR) – Clube União 1919 (CP)-1-1 GP-4-5
AD Castro Daire (CP) – Grupo Desportivo de Trancoso (ADR)-1-0
GD Santa Cruz Alvarenga (CP) – CD Gouveia (CP)-3-1

Fornos de Algodres recebe espetáculo Slackline-“Andorinhas”Shows’21

Fornos de Algodres vai receber nesta sexta-feira, 10 de setembro de 2021, pelas 21h30, no auditório ao ar livre do Olival da Vinha, ao espetáculo “Andorinhas”, no âmbito do projeto Alto Mondego – Rede Cultural.
Um espetáculo diferente do habitual, que alia a vertente teatral ao desporto, englobando elementos da comunidade fornense e dos municípios de Gouveia, Mangualde e Nelas.
Entrada gratuita, com lotação limitada cumprindo as regras da DGS.

Espetáculo de slackline em Mangualde a 17 de setembro

No âmbito do projeto “Alto Mondego Rede Cultural”, Mangualde acolhe no próximo dia 17 de setembro o espetáculo Slackline – Andorinhas Shows’21, pelas 21h30, no Largo Dr. Couto (em frente à Câmara).  Trata-se de um espetáculo diferente do habitual, aliando uma vertente teatral ao desporto, coordenado pelo campeão nacional Rui Mimoso e conta com o envolvimento de elementos da comunidade, onde cada um sobe ao palco para contar a perspetiva individual de uma história em comum. É ainda um espetáculo de capacitação da Rede Cultural Alto Mondego que envolve os Municípios de Nelas, Mangualde, Fornos de Algodres e Mangualde.

 O enredo por detrás do espetáculo varia de concelho para concelho. Em Nelas e Mangualde a história desenvolve-se em torno de despedidas e reencontros, das festas e das romarias. Enquanto, em Gouveia, à trama junta-se a poesia de Virgílio Ferreira. Já Em Fornos de Algodres o desafio passa por pedir emprestado o olhar do rio Mondego e mergulhar na travessia, no tempo e no espaço, desde a origem aos dias de hoje. A criação faz, ainda, referência às linhas de comboio e ao fadista António Menano.

O programa começou a 3 de julho em Nelas, passando nos dias 4 e 5 de setembro em Gouveia. Seguindo-se Fornos de Algodres, no dia 10 de setembro e novamente Nelas a 11 de setembro. A digressão termina em Mangualde no dia 17 de setembro.  Todos os espetáculos decorrem ao livre e têm início pelas 21h30.

LOTAÇÃO LIMITADA E RESERVA DE LUGARES OBRIGATÓRIA

A lotação do concerto é limitada e os lugares são marcados, de forma a respeitar as normas emanadas pela DGS. A entrada é gratuita, mas com aquisição obrigatória de bilhetes na Biblioteca Municipal e/ou na Papelaria Adrião. A organização solicita a todos que respeitem sempre as regras da DGS e as indicações/sinalética no local, mantendo sempre o distanciamento social de segurança, a utilização da máscara e as regras de etiqueta respiratória.

 

PROJETO “ALTO MONDEGO REDE CULTURAL”

O projeto “Alto Mondego Rede Cultural” junta os municípios de Nelas, Mangualde, Fornos de Algodres e Gouveia e é cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

SLACKLINE

O Slackline é um desporto que consiste prática de equilíbrio sobre uma linha dinâmica, esticada entre dois pontos fixos. O praticante pode caminhar sobre ela ou fazer manobras e truques, dinâmicos ou estáticos.

As capacitações a desenvolver, não foram só slackline, mas incorporaram também o movimento corporal no solo, como forma de expressão artística e complementar à slackline, conseguindo assim mais conteúdo, mais movimento na criação e produção do espetáculo final. Apesar do foco da capacitação ser a slackline, Rui Mimoso aliará o “free runnig” ou “parkour” às sessões de capacitação, assim como outras formas mais gerais de movimento corporal. Em conjunto, estas ferramentas irão possibilitar um maior controlo motor, como maior expressão e liberdade corporal.

FPF-Sub-19- 2ªdivisão-CD Gouveia lidera após novo triunfo

Depois do triunfo fora de portas, na ronda inicial, a turma gouveense recebeu na tarde deste sábado a equipa da Gafanha e deste modo, venceu por três bolas a uma e face a isso, está agora na liderança do Nacional da 2ºdivisão de sub-19.

Resultados deste sábado:

CD Gouveia-Gafanha-3-1

Tourizense – Anadia FC- 0-6

Naval 1893- Sertanense- 2-1
Na tabela classificativa nesta altura lidera o CD Gouveia com 6 pts.
foto:CDG

Slackline “voa” pelos 4 concelhos do Alto Mondego

É um espetáculo de teatro, mas com a particularidade que é feito em cima de fitas. O primeiro estreou em julho, em Nelas, agora há novos espetáculos em todos os 4 concelhos da rede: Nelas, Gouveia, Fornos de Algodres e Mangualde. Trata-se de uma iniciativa coordenada pelo Campeão Nacional de Slackline, Rui Mimoso, no âmbito da Rede Cultural do Alto Mondego, onde os grandes protagonistas são elementos da comunidade que sobem ao palco para contar diferentes perspetivas de uma história comum. Com o envolvimento da comunidade, espetáculos têm forte ligação ao território.

Espetáculo em Nelas contou com 22 elementos da comunidade

A história por detrás do espetáculo varia de concelho para concelho. Enquanto em Nelas e Mangualde a trama fala de despedidas e de reencontros, das festas e das romarias; em Gouveia, à história junta-se a poesia de Virgílio Ferreira. Em Fornos de Algodres, o desafio é outro, passa por pedir emprestado o olhar do rio Mondego e mergulhar na travessia, no tempo e no espaço, desde a origem aos dias de hoje. A criação faz, ainda, referência às linhas de comboio e ao fadista António Menano. Gouveia recebe os espetáculos nos dias 4 e 5 de setembro. Depois, é a vez de Fornos de Algodres, nos dias 9 de 10 de setembro. A 11 de setembro, o espetáculo regressa a
Nelas. A digressão termina em Mangualde que acolhe o espetáculo no dia 17 de setembro. Todos os espetáculos decorrem ao livre e estão marcados para as 21h30.

Dinamizar o interior do país com atividades culturais distintivas e com uma forte ligação aos territórios é a missão desta iniciativa que quer também aproximar a cultura das suas comunidades. Serão eles os protagonistas. Os espetáculos resultam de um conjunto de capacitações, ondem puderam aprender as bases da modalidade e aplicá-la às artes. Na verdade, um dos pilares desta iniciativa passa pelo intercâmbio cultural entre os vários territórios que têm aqui uma oportunidade de trocar experiências, mas também de desenvolver um sentimento de pertença pela sua terra.

Recorde-se que o projeto “Alto Mondego’ Rede Cultural” junta os municípios de Nelas, Mangualde, Fornos de Algodres e Gouveia e é cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Recital de Poesia em Gouveia

A poesia vai acontecer, na cidade jardim neste mês de setembro, onde o grupo Divagarte, vai apresentar para todos no auditório da Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira, em Gouveia, no próximo dia 11 , pelas 18h00, um Recital de Poesia .
Este Recital irá revisitar, de forma musicada, poemas de autores contemporâneos como Herberto Helder, Sophia de Mello Breyner, Alexandre O`Neil, Pedro Abrunhosa, entre outros.
O evento marca o reinício da programação da Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira dentro de portas.

Campeonato de Portugal 21/22-Resultados da 1ªronda

Teve início mais uma edição do Campeonato de Portugal 2021/22
Série C
Alvarenga – Valadares Gaia-0-0
CR Ferreira de Aves – SC Salgueiros-0-1
União 1919 – Gondomar SC-0-0
CD Gouveia – AD Castro Daire-1-2
SC Espinho – Leça FC-1-2
Face a estes resultados, a classificação está ordenada:
Lideram: Castro Daire, SC Salgueiros e Castro Daire com 3 pts.

António Morgado (Bairrada) venceu em Seia e mantém a Amarela

António Morgado (Bairrada) tornou a não dar hipótese aos adversários e conquistou a vitória no contrarrelógio da 15.ª Volta a Portugal de Juniores, que ligou Gouveia a Seia. Os seus colegas de equipa, Gonçalo Tavares e Rúben Rodrigues, alcançaram o segundo e terceiro melhores tempos, respetivamente.
Neste sábado, teve lugar a terceira etapa da Volta a Portugal de Juniores  entre Gouveia e Seia, num contrarrelógio de 14,8 quilómetros. Com um percurso bastante exigente a nível técnico, qualquer distração poderia comprometer o resultado e impedir um tempo vencedor.
Tomás Mineiro (EFAPEL-Escola de Ciclismo de Águeda) fez 17m26s e manteve-se durante algum tempo na liderança, acabando por ser batido pelo seu colega de equipa, Guilherme Mesquita, em 12 segundos.
Estanislao Calabuig (Bathco Cycling Team) estabeleceu o novo melhor tempo em 17m09s, antes de chegar a equipa da Bairrada para baixar ainda mais os tempos. Depois de terem preenchido o pódio do Campeonato Nacional de contrarrelógio no fim de semana passado, a formação tornou a repetir o feito.
O melhor tempo seria alcançado pelo atual campeão nacional e líder da Volta a Portugal de Juniores, António Morgado, com uma marca de 16m09s. Gonçalo Tavares conseguiu o segundo melhor tempo, a 14 segundos do colega de equipa, e Rúben Rodrigues, campeão nacional de fundo, fechou o pódio em terceiro, a 32 segundos do vencedor.
“O contrarrelógio correu bem, foi sempre a gerir e nunca arrisquei muito. Não queria comprometer o dia de amanhã nem corridas futuras. Amanhã vai ser uma etapa muito dura. A minha equipa e eu vamos ter de nos esforçar ao máximo e todos querem o que nós temos. Vai ser uma etapa muito atacada e vamos tentar manter a camisola. Seria muito bom vencer esta corrida amanhã, pelo trabalho que toda a equipa tem feito”, revelou António Morgado, camisola amarela e líder da classificação de melhor júnior de primeiro ano.
Com este resultado, António Morgado segue para a última etapa com 1m39s, para o segundo classificado na geral, Gonçalo Tavares, líder da montanha. Lucas Lopes (Póvoa de Varzim/CDC Navais) é terceiro, a 2m08s do líder. Abel Rosado (Teika Team-GSport) lidera a classificação por pontos.
A última etapa vai ligar Celorico da Beira à Guarda, num percurso de 110,9 quilómetros. A partida será dada às 12h00, sendo que a chegada está prevista para as 15h15.
Fonte:FPC

Prémio Literário Vergílio Ferreira 2022 com inscrições abertas

Encontra-se já aberto o período de candidaturas ao Prémio Literário Vergílio Ferreira 2022, que decorre até ao dia 31 de dezembro de 2021 e que, nesta edição, irá distinguir um original versando na categoria de Ensaio Literário.
O Prémio Literário Vergílio Ferreira, instituído pela Câmara Municipal de Gouveia em 1997, pretende homenagear o escritor Vergílio Ferreira, bem como incentivar a produção literária, contribuindo desta forma para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa.
O vencedor do Prémio Literário Vergílio Ferreira 2022 será anunciado no dia 1 de março. Para além do reconhecimento do autor e da obra literária vencedora, o prémio terá um valor pecuniário de 5 mil euros.
Instituído em 1997, o Prémio Literário distingue as categorias de Romance Inédito, Ensaio Literário e, a partir de 2002, a categoria Não Literária de Estudos Locais de Património, História e Cultura do Concelho de Gouveia.
Consulte as Normas de Participação em http://www.cm-gouveia.pt/…/2021/08/VF2022-normas.pdf